terça-feira, 26 de julho de 2011

20 anos sem Maria Aragão


Há exatamente 20 anos, morreu a médica e líder comunista Maria Aragão. Ela sofreu um infarto, por volta de 14h15 do dia 23 de julho de 1991, em São Luís, na Santa Casa de Misericórdia.
A morte de Maria Aragão – considerada ícone da esquerda no Maranhão – encerrou um ciclo na militância comunista no Brasil. Amiga do maior líder comunista da história do País, Luís Carlos Prestes, morto em 1990, ela se desiludiu com o PCB em 1981 e em seguida filiou-se ao PDT de Jackson Lago e Neiva Moreira.
Vale lembrar que a despedida a Maria Aragão transformou-se num ato político promovido por várias entidades e agremiações partidárias. Uma multidão compareceu ao enterro, ocorrido por volta das 11h do dia 24 de julho de 1991, no Cemitério do Gavião.
Durante toda a madrugada, o corpo foi velado na sede da Assembleia Legislativa, na Rua do Egito.  O caixão, transportado por um carro do Corpo de Bombeiros, foi coberto com bandeiras da “Favela do Samba”, que a homenageou no carnaval de 1989, do PCB, da CUT e do PDT.
Uma passeata de trabalhadores rurais acompanhou o cortejo com faixas e gritos de palavras de ordem. Políticos de praticamente todos os partidos do Maranhão acompanharam o enterro. Momentos antes de o caixão descer à sepultura, a multidão cantou o Hino da Internacional Socialista e o Hino Nacional. Alguns políticos discursaram à beira da sepultura. A emoção tomou conta de amigos e familiares.  
Vale este registro, para não deixar passar em branco o legado desta mulher de coragem e honra que – mesmo sendo uma das vítimas do terror da ditadura militar – brigou pela anistia e pela libertação dos presos políticos e colocou-se na vanguarda das lutas sociais que empolgaram várias gerações em nosso Estado.

Fonte: Manoel Santos Neto

Um comentário:

  1. olá amigo vamos trocar de link já add. seu link no meu blog por favo faça o mesmo no seu blog www.chocolatepaparazzo.blogspot.com boa sorte!

    ResponderExcluir

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.