terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Evangelista quer que CPI investigue todos os convênios entre Governo do Estado e Prefeituras

Diferente dos deputados governistas que defenderam, nesta segunda-feira (21), a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar apenas o paradeiro de R$ 73,5 milhões repassados à Prefeitura de São Luís pelo Governo do Estado, em março de 2009 na gestão do então governador Jackson Lago (PDT). o Deputado Neto Evangelista defendeu, durante a sessão plenária a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar todos os convênios assinados pelos governos Jackson Lago e Roseana Sarney, a partir do ano de 2009 até os dias atuais, e não apenas aqueles conveniados com o então governador Jackson Lago.
Durante seu discurso, Neto Evangelista, após fazer referência aos 03 anos da nova sede da Assembleia Legislativa do Maranhão, inaugurada na gestão de seu pai, o Ex deputado João Evangelista, lamentou que alguns deputados estejam utilizando a Comissão Parlamentar de Inquérito apenas com interesses políticos
"... dinheiro público tem que ficar à vista da população, se for para ser instalada uma CPI nesta Casa, terá a minha assinatura, mas terá a minha assinatura se a bancada governista nesta Casa estiver realmente interessada em fiscalizar o Governo do Estado, porque foi para isso que foram eleitos. No início dessa legislatura tive várias vezes à impressão de estar na Câmara Municipal de São Luís, porque o papel da Câmara é fiscalizar a Prefeitura de Municipal, mas, mais uma vez, os papéis nessa Casa são invertidos, e o papel do qual nós fomos colocados aqui nesta Casa, muitos se omitem, que é fiscalizar o Governo do Estado. No mês de junho do ano passado, ano de eleição, mais de R$ 180 milhões foram conveniados pelo atual governo, ano de período eleitoral, ano de período eleitoral do qual foi acusado também o ex-governador Jackson Lago que fez convênios antes da convenção partidária. E o Tribunal Superior Eleitoral injustamente cassou o governador..." Disse Evangelista
Ainda em seu discurso, Neto Evangelista questinou os deputados sobre os 60 milhoes de reais conveniados pelo programa Viva Casa em ano de eleição; Sobre o Projeto Salangô; Sobre a Fábrica de Rosário; Sobre o dinheiro da urbanização da Lagoa da Jansen e afirmou que a bancada governista tenta se utilizar de uma CPI para tentar desestabilizar a administração municipal de São Luís. Alertando para que a Assembleia não se permita ser usada desta forma. Que a CPI seja para investigar todos os convênios desde 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.