quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Irmãos são executados a tiros dentro da própria empresa

Os irmãos e empresários José Mauro Alves de Queiroz, de 57 anos; e José Queiroz Filho, 68, conhecido como “Queiroz”, foram mortos na tarde de ontem (11), por volta das 14h. O crime ocorreu no interior da empresa de propriedade deles, a Rep Lub, que recicla óleo de motor de navio, localizada no km 10, da BR-135, na altura do Bairro do Rio Grande, área do Distrito Industrial, na capital maranhense.
De acordo com o sargento Aroldo João Padilha, do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM), testemunhas contaram que um homem alto, branco, magro, que trajava calça jeans e jaqueta preta, teria ido à Rep Lub comprar óleo queimado, mas foi informado por um sócio das vítimas, de nome Sérgio, que a empresa vendia somente óleo reciclado, e agradeceu ao desconhecido. E que, nesse momento, o acusado teria puxado uma arma e falado para Sérgio, este último acompanhado do vigilante, que queria falar com Queiroz, e se dirigiu para o escritório da empresa.
Funcionários da empresa e moradores da área ficaram alarmados com o duplo homicídio
O militar disse ainda que o suspeito, quando chegou ao escritório, se deparou com o sobrinho de Queiroz e mandou que o jovem, o vigilante e Sérgio se deitassem no chão. “Obtivemos a informação de que o autor do crime chegou ao escritório armado, perguntando por Queiroz, mas José Mauro teria dito que seu irmão não estava e por isso foi morto. Depois o assassino teria mexido em alguns papéis do escritório, achado o documento de quem procurava e depois matou Queiroz, em seguida fugiu numa moto Bros, de cor preta”, falou o policial.
José Mauro foi morto com um tiro na cabeça e José Queiroz com dois tiros também na região da cabeça. De acordo com populares, uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local por volta das 15h30, mas não pôde fazer mais nada, pois as vítimas já estavam mortas.
A polícia foi acionada e preservou o local do crime. Foram designados para o local três delegados: Maymone Barros, titular da Delegacia de Homicídios; Jefrey Furtado, adjunto daquela especializada, e Roberto Vagner, do 12° Distrito Policial, no Maracanã. Analisaram a cena do crime e fizeram os primeiros exames nos corpo dos empresários, os peritos José Carlos e Carolina, do Instituto de Criminalística (Icrim). Segundo eles, os tiros atingiram somente a região da cabeça das vítimas.
Os corpos dos empresários foram retirados da empresa, por volta das 17h, e levados para o Instituto Médico Legal (IML). De acordo com informações obtidas pelo Jornal Pequeno, as vítimas residiam no Bairro do Turu e seriam naturais da Bahia, estando com a empresa instalada no Maranhão desde o ano de 2002.
Motivação para o crime – Ainda no local do crime foi informado que a principal suspeita é de que o duplo homicídio trata-se de um crime de encomenda, já que nada foi levado e o autor chegou perguntando pela vítima. Ainda de acordo com a fonte ouvida pelo JP, os sócios da Rep Lub estavam em disputa judicial pela propriedade de outra empresa, de nome Açomar, do estado da Bahia, e que eles teriam ganhado a causa, já estando em processo de incorporação desta última à instalada em São Luís; fato que pode ter motivado o crime.
O caso vai ser investigado pela Delegacia de Homicídios, para descobrir a verdadeira motivação do crime, o autor e possíveis mandantes.




Fonte: J.Pequeno

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.