quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O que é preciso para ganhar uma eleição de vereador?

Ocorre que não basta apenas “querer” ser candidato, há algumas questões básicas e fundamentais para viabilizar uma candidatura.
Com base nesse entendimento, cheguei à conclusão de que é necessário articular três fatores para que uma candidatura a vereador seja vitoriosa nas urnas. Não são os únicos, mas são os principais e não basta ter um ou outro: é a conjunção dos três que fará a diferença. Senão vejamos:

AMIZADE - Uma boa candidatura começa por um boa rede de amizade. O candidato que não tem amigos encontrará dificuldade de formar uma bom “exército voluntário” na campanha. Os amigos animam, motivam e dão forças ao candidato, e via de regra não cobram nada, acreditam que serão ajudados de alguma forma depois da campanha, caso o candidato seja eleito. Numa campanha para vereador, realmente o amigo pode valer mais do que dinheiro no caixa. Mas não adianta ter “um milhão de amigos” se não houver uma estrutura de campanha. Nosso próximo item.
DINHEIRO - Não adianta negar: sem dinheiro não existe campanha de fato, ao menos para eleger. As campanhas, embora mais curtas, estão cada vez mais sofisticadas e caras. O candidato a vereador tem muitas demandas que só um bom montante de recursos financeiros pode resolvê-las. O candidato pode ter um milhão de amigos, mas se não tiver “1 milhão” de reais pode ir tirando o cavalinho da chuva que não conseguirá o tão sonhado mandato. Entretanto, também, somente dinheiro não garante um lugar ao sol. Há candidatos que gastam somas exorbitantes e não conseguem se eleger, pois não possuem o terceiro fator da nossa lista, a seguir.
SERVIÇO PRESTADO -  Pois bem. O candidato tem uma boa rede de amigos e uma boa estrutura financeira de campanha. Pergunta-se: tem serviço prestado na comunidade? Não não tiver encontrará dificuldades de eleição, mesmo tendo muitos amigos e muito dinheiro. O candidato tem que possuir liga com os bairros e essa “liga” só pode ser criada através de serviços, projetos e ações do candidato nas comunidades. E não estamos falando de trabalho somente em época de eleição não, pelo contrário, se o candidato achar de prestar serviço somente no ano eleitoral estará condenado a se dá mal.
Esses são os três fatores essências que um candidato a vereador precisa ter se quiser ter chances reais de vitória eleitoral. Repito: não adianta ter um ou outro, é necessário reunir os três e saber harmonizá-los entre si.
Ah, outra coisa: espero que não tenha desanimado algum pré-candidato a vereador por aí, mas… paciência.

Fonte: Robert Lobato

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.