quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

MANHÃ DE CAOS: População interdita Terminal de Integração do São Cristóvão e bloqueia Av. Lourenço Vieira da Silva

Cansados do desrespeito por parte do poder público, centenas de usuários de transporte coletivo pararam o Terminal do São Cristóvão.
A Avenida Lourenço Vieira da Silva foi interditada com a queima de pneus velhos.
Revoltados com a péssima qualidade do transporte coletivo, centenas de usuários resolveram interditar o Terminal de Integração do São Cristóvão, na manhã desta quarta-feira. Além disso, bloquearam o tráfego e veículos na Avenida Lourenço Vieira da Silva.  Quem tentava se chegar à região da Cidade Operária, vindo da Av. Guajajaras, buscava alternativa por dentro do Jardim São Cristóvão I. O mesmo acontecia com que se dirigia da Cidade Operária à Av. Guajajaras.
Para bloquear a Av. Lourenço Vieira da Silva, os manifestantes atearam fogo em dezenas de pneus velhos, cedidos por um borracheiro das proximidades. Com o protesto, ônibus ficaram parados na avenida e no interior do Terminal de Integração. Os manifestantes alegam que o número de ônibus é insuficiente para atender a demanda de passageiros. “Muitos pessoas já perderam o emprego porque, mesmo saindo quase de madrugada de casa, não conseguem chegar no horário. A gente chega a passar mais de uma hora na plataforma à espera de um ônibus. Isso é um descaso que a gente não pode continuar aceitando”, diz uma manifestante.


Outra reclamação de usuários é quanto ao péssimo estado de conservação de muitos ônibus. “Não podemos mais aceitar que essas sucatas continuem rodando. Todo dia a gente tem a viagem interrompida porque esses ônibus velhos pregam no meio o caminho. Como é que a Prefeitura permite que essas sucatas continuem circulando”, desabafa outro manifestante.


Diversas viaturas da polícia foram acionadas para tentar resolver o problema, mas, até por volta das 10h, o bloqueio continuava. O Corpo de bombeiros também foi acionado para apagar as chamas dos pneus, mas também estava só observando, esperando alguma orientação do comando. O clima é de tensão no local e os manifestantes não aceitam desinterditar a avenida, nem tampouco o Terminal de Integração, sem a presença de um representante da SMTT para assumir um compromisso de melhorar o sistema de transporte coletivo.


Muitos usuários também reclamam do péssimo estado de conservação do Terminal, principalmente dos banheiros que estão constantemente sujos e exalando mau cheiro.

Fonte: Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.