quarta-feira, 7 de março de 2012

PDT começa a se organizar para eleições de 2012

Fora a disputa com o grupo denominado “Resistência democrática”, a nova Direção do PDT maranhense, agora sob o comando de Julião Amim, começa a se reorganizar e montar a estratégia para as eleições de 2012 em vários municípios. O partido fará, a partir deste sábado (10), o Encontro Regional de Planejamento Estratégico do PDT, onde se fará um diagnóstico dos municípios para verificar a viabilidade eleitoral dos pré-candidatos do partido nos municípios. Onde não houver viabilidade, a Comissão Provisória Estadual deseja indicar a aliança com outro partido.

A iniciativa vem da orientação da Direção Nacional da legenda, que organiza desde o ano passado Seminários em todo o país. Além da estratégiaeleitoral, também será realizada a capacitação de candidatos a prefeito e vereador pelo partido.

O secretário-geral do PDT, Weverton Rocha, afirmou que o mais importante é que o partido se fortaleça nesse momento e não os objetivos pessoais de poder, que acabam enfraquecendo o candidato e o partido. “Um exemplo prático é o município de Santa Inês. Lá, temos como candidato de oposição ao grupo Sarney o deputado Ribamar Alves, com reais chances de vitória. Porque o partido deve lançar candidato próprio para atrapalhar um candidato com reais chances? É um município onde a aliança é o mais viável. Fortalece o partido estar ao lado de uma candidatura forte”, afirmou Weverton, deixando claro que as alianças pedetistas devem manter a coerência, sendo ligadas a partidos do campo de oposição ao da governadora Roseana Sarney.

Segundo Weverton, os encontros no interior do Estado serão encontros preparatórios para um Grande Encontro, dia 23 de abril, quando será decidido o rumo eleitoral do partido em São Luís. Apesar de ninguém do PDT querer admitir no momento, o partido deve confirmar no Encontro a aliança com o prefeito João Castelo (PSDB) e a indicação do vice na chapa castelista.

Comissão Provisória de São Luís
O novo comando do PDT manterá as Comissões Provisórias formadas ainda na administração Igor Lago nos municípios do interior. Porém, a Comissão de São Luís será formulada. Weverton Rocha explicou que a Comissão de São Luís expirou ainda em novembro do ano passado, e a capital está sem Direção desde então. “Nós fazíamos parte da Comissão estadual e formamos juntos com o Igor as Comissões e vamos mantê-las. 

Em São Luís é diferente, pois a Comissão foi formada junto com a Estadual e expirou junto com esta em novembro do ano passado. Ainda este mês iremos definir a nova Comissão”.
Embora o partido não queira declarar ainda quem serão os componentes da Comissão em São Luís, esta deve ter Clodomir Paz como presidente e o vereador Ivaldo Rodrigues como vice. Um é secretário do governo municipal e outro é vice-líder do prefeito na Câmara Municipal. Ou seja, aliança com Castelo garantida.

Encontros:
10/03 – Morros (Região do Munim e Lençóis)
11/03 – Pinheiro (Região da Baixada)
14/03 – Santa Inês (Região Central e Mearim)
15/03 – Caxias (Região dos Cocais e Leste maranhense)
16/03 – Imperatriz (Região tocantina)
18/03 – Balsas (Região Sul)
23/04 – São Luís (Região metropolitana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.