sexta-feira, 16 de março de 2012

PDT nacional proibe aliança com Castelo em São Luís

O presidente do PDT, o ex-ministro Carlos Lupi, determinou que o partido em São Luís não faça aliança com o prefeito João Castelo (PSDB), e que os filiados deixem os cargos que ocupam na administração castelista.
Lupi ainda avisou que o suplente do partido, Weverton Rocha, terá que deixar a Câmara Federal, onde ocupa a vaga de Carlos Brandão, do PSDB.

A ida de Rocha para Brasília no lugar de Brandão fez parte do acordo para que o partido apoiasse a reeleição de Castelo em São Luís.
A decisão de Lupi atinge a ala do atual presidente, Julião Amin, que arrematou o partido, curiosamente, por força da direção nacional; e corrobora com a tese de Igor Lago, que sempre defendeu candidatura própria.

Sem a alainça com o PSDB, restou ao PDT a candidatura ou uma aliança com os partidos da base aliada da presidente Dilma Rouseff, o que inclui um leque que vai da família Sarney ao PSB do ex-governador José Reinaldo Tavares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.