quinta-feira, 19 de abril de 2012

Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado nas escolas estaduais

Dezoito escolas estaduais de treze polos da Unidade Regional de Educação (URE) de São Luís vão receber, até o dia 23, as atividades da XXII Quinzena do Livro Infantil.
As atividades são realizadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), através da Secretaria Adjunta de Ensino (Sae) e a Supervisão de Bibliotecas Escolares (Sube). Foto: Orcenil Jr.
Celebrada para comemorar o Dia Nacional (18) e o Internacional do Livro Infantil (2) e em homenagem aos escritores Monteiro Lobato e Hans Christian Andersen, a Quinzena intensifica a interação entre os pequenos leitores e o universo da literatura infantil. As atividades são realizadas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc), através da Secretaria Adjunta de Ensino (Sae) e a Supervisão de Bibliotecas Escolares (Sube).
Nos quinze dias, o público atingido será de 1.640 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, com ações como contação de histórias, conversas sobre os escritores homenageados e apresentação de uma adaptação da peça “A pílula falante”, de Monteiro Lobato.
“Tudo é preparado, inclusive brincadeiras, trazendo para as crianças o universo da literatura infantil”, afirma a supervisora de Bibliotecas Escolares, Clenise Mesquita. “A resposta é sempre boa. A gente percebe a empolgação das crianças, que interagem, gostam, querem participar”, garante.
Na Unidade Integrada Estado do Piauí, que recebeu a programação da Quinzena nesta quarta-feira, alunos do primeiro ano fundamental ficaram encantados com as atividades. Luan Martins, de 6 anos, era um dos mais ativos na hora em que a professora leu o livro “Macaco Danado”, de Júlia Donaldson e Alex Scheffer. “Eu gosto de ler e também de olhar”, diz ele sobre o contato com os livros. A colega Thalita Fernanda, de 7 anos, que leu o livro “Menina bonita do laço de fita”, de Ana Maria Machado, também gostou. “É legal ler um livro e poder entender”, disse.
Literatura
As ações da Quinzena do Livro Infantil levam atividades lúdicas para as escolas, divulgando personagens e autores, e também comprovam que o interesse das crianças vem de uma ação contínua realizada ao longo do ano pela Seduc. Além dos projetos especiais desenvolvidos pela Superintendência de Bibliotecas Escolares, como as parcerias com o Farol da Educação e Semana da Criança, a literatura é trabalhada na rotina escolar.
A supervisora da U.I. Estado do Piauí, Priscila Cristina Piga, conta que textos literários infantis são lidos diariamente nas salas. “No dia que não tem leitura no início da aula, eles estranham. E dizem: professora, a senhora não vai ler hoje? Estão sempre querendo começar o dia com leitura, pedem livros e às vezes trazem de casa. É um conhecimento para eles”, conta a supervisora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.