sexta-feira, 29 de junho de 2012

TUDO MENTIRA.


Em conversa agora pouco com o jornalista Udes Filho.
Estão a divulgar que o PV (Partido Verde), esta em conversação com o PRTB em raposa, é mentira, muito menos os partidos, PT, PMDB, o PV faz sua convenção neste sábado as 15:00 hs no restaurante Capote e com seu vice Dr. Fortunato Bandeira, escolhido por aclamação por todos os pré candidatos a vereador.
Já o PMDB, faz sua convenção na casa de show Cantinho Verde as 15:00 hs do dia 30/06/2012, juntamente com o PT, que tem dificuldades de escolher seu vice, pois tentou ir com Raimundo Assub e o mesmo não aceitou, tentaram o presidente da colônia de pescadores de Raposa, Pierre, que não aceitou, por fim convidaram o jornalista Udes Filho que também  não aceitou, pois o mesmo e pré-candidato a vereador.
O PT ( Partido dos Trabalhadores ) deve ter na majoritária uma chapa puro sangue igual o PCdoB, que não conseguiu nem um corajoso de outro partido para ser seu vice.
Veja a matéria de outros Blogs da Raposa....
Uma decisão superior vinda unicamente do Palácio dos Leões determinou que os diretório municipais dos partidos PV – Partido Verde, PT- Partido dos Trabalhadores  e PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro unam-se contra a candidata de Flavio Dino na Raposa que é filha do ex-prefeito José Laci.
Os Presidentes Felix Moreira (PV), Vonei Moraes (PT) e até Raimundo Assub (PMDB) que já foi sacado das pretensões de ser candidato, foram chamados para compor com Clodomir Paraíba (PRTB) candidato da família Paraíba em Raposa.
A dúvida está por conta da indicação do candidato a vice-prefeito do grupo do Prefeito Paraíba. O Governo do Estado tem a preferência pelo candidato do PV Felix Moreira. Já Washington Oliveira (PT)  e o Deputado Afonso Manoel (PMDB) querem Vonei vice de Clodomir Paraíba.
Outros partidos ligados ao governo do estado estão sendo chamados para fazer coligação, a exemplo do PSC, PTB, PMN, DEM e PTdoB. Então vamos aguardar as próximas horas e conferir…
Não se pode tentar desqualificar politicamente o trabalho dos outros partidos frisou o jornalista Udes Filho.  

Manoel Ribeiro confirma candidatura em Paço do Lumiar


O deputado Manoel Ribeiro (PTB) confirmou hoje que será candidato a prefeito de Paço do Lumiar.
A convenção será neste sábado.
Ribeiro chegou a cogitar desistir da disputa em apoio ao presidente do PV metropolitano, Adriano Sarney, mas a desistência deste o levou a garantir candidatura.
O parlamentar, no entanto, não terá o apoio da prefeita Bia Venâncio (PSD).
O grupo da prefeita, que reúne nove partidos e tinha Adriano Sarney como candidato o vereador Sebastião Almeida Filho (PSDB).
O deputado Pinto Itamaraty (PSDB) também chegou a cogitar candidatura, mas abriu mão.
P.S.: A prefeita Bia Venâncio anunciou apoio ao vereador Almeida, do PSDB.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Fábio Câmara vetado

O pré-candidato a vereador Fábio Câmara (PMDB) era um dos cotados para assumir a vaga de vice na chapa de Washington Luiz. No entanto, segundo informações, teve seu nome vetado pelo Palácio dos Leões. Entenderam que Câmara, que tem uma eleição praticamente assegurada, seria mais importante como vereador para o grupo.

Sábado de convenções na Raposa

No próximo Sábado 30 de junho, no Colégio Santo Antonio, será realizada, a partir das 14h:00, a convenção do PRTB e seus aliados que vai homologar a candidatura de Clodomir Oliveira  a Prefeito de Raposa  e dos seus candidatos a vereador. 
 Os verdes também  confirmarão o seu leque de alianças que dará sustentação à candidatura de Felix Moreira rumo à tentativa de ser prefeito de Raposa. A convenção do PV ocorre também no dia 30 de junho – último dia do prazo legal, no restaurante  do Capote.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

PCdoB isolado; PV fatiado; Assub candidato e os ‘fichas sujas’ estão aposentados


FIM DE PAPO
Ao participar de um ato político na Raposa, o senador João Alberto (PMDB) anunciou que o candidato da governadora Roseana Sarney será Raimundo Assub (PMDB).
AS ‘FATIAS’ DO PV
O Partido Verde é, sem dúvidas, a legenda mais dividida no processo eleitoral da Raposa. Moreira defende candidatura própria; Frank Neto, declarou apoio ao grupo Laci; Marcio Greyk, já estaria no grupo Paraíba, e surge um novo grupo que pode acabar levando o partido para Assub. Podem anotar!
LACI ESTÁ ISOLADO
Falando nisso…, o grupo do ex-prefeito José Laci (PCdoB) poderá disputar isoladamente as eleições de Raposa. Ele não consegue atrair partidos para uma coligação que lhe garanta ampliar o número de candidatos a vereador nas comunidades. Já tentou o PV e agora tenta o PSC, com pouca expressão política no lugar.
PELO BEIÇO
Ouvi de alguns verdes que o ex-vereador Felix Moreira (PV), com a candidatura à Prefeitura da Raposa detonada, agora pode “pelo beiço” apoiar outra candidatura na cidade, desde que seja um nome que Frank e Márcio não estejam apoiando. Os motivos?
TRANCA A CARA
Fontes da coluna revelaram que, Felix Moreira perde o bom humor e tranca a cara quando se cita o nome de Márcio, a quem acusa de estar por trás da tentativa de detonar sua candidatura. Não sei por que, mas no diretório estadual do PV o que dá a entender é que todos acabam sempre concordando com a tese de Moreira.
RELAÇÕES PERIGOSAS
Um dos acusados pela morte do jornalista Décio Sá mantinha relações com pessoas influentes da sociedade raposense. Entre estes “amigos” estão dois conhecidos políticos da cidade.



Fonte: Blog Udes Filho 

PMDB de Assub e PT de Vonei se unem contra Laci e Paraíba na Raposa


Do 4º PODER
Assub e Vonei selam acordo diante do senador João Alberto
A aliança do PMDB com PT, no município de Raposa, visando a disputa da prefeitura do município, já está fechada. O PMDB de Assub e o PT de Vonei caminharão juntos para derrotar as oligarquias Paraíba e Laci, abrindo caminho para uma terceira via administrativa na cidade turistica.
A união das siglas, em Raposa, foi  desenhada e concretizada na presença do senador João Alberto, na manhã de sexta-feira (15). João Alberto defendeu a união PMDB e PT em reunião com os pré-candidatos das siglas, Raimundo Assub (PMDB), e Vonei Moraes (PT), que prontamente acataram a sugestão do senador.
PMDB e PT serão uma só família nas eleições da Raposa
A proposta de João Alberto é reeditar, na Raposa, a aliança que elegeu Roseana, governadora (PMDB) e Washington, vice (PT). “Analistas políticos garantem que a união do PMDB e do PT pode vencer a eleição em Raposa”, disse João Alberto.
- Assub e Voney têm um bom relacionamento e estão dispostos a dialogar em busca de um acordo, – declarou o peemedebista.
Para João Alberto, a aliança do PT / PMDB na capital tem um papel de grande importância para que um acordo possa ser repetido na Raposa e nas cidades menores do Maranhão.
- São Luís terá papel importante para que haja consenso também nas cidades menores. A proposta é que o PMDB apóie o PT onde eles [petistas] tiverem o candidato mais forte. Em contrapartida, o PT apoiará o PMDB  nas cidades onde o nosso candidato seja o mais bem avaliado.
Ainda de acordo com o senador, o acordo selado entre Assub e Vonei deve ser visto como mais um passo à frente, para que ambos possam sair vitoriosos das urnas nas eleições de outubro próximo.
- Acordo é acordo, é um passo a frente, é mais um partido, pode crescer, pode avançar, lá tem candidatos estratificados, mas vai depender do volume de trabalho destes partidos, empunhando um candidato para ter vitoria. Se trabalharem bem, eles poderão ser vitoriosos – concluiu João Alberto.

“Minha carreira policial foi embora”, diz capitão preso


Conheça os principais trechos da entrevista exclusiva, gravada na tarde desta quinta-feira (21), com o capitão Fábio Aurélio Saraiva Silva, o Fábio Capita, subcomandante do Batalhão de Choque da PM, preso semana passada, apontado pela Polícia Civil como o homem que forneceu a arma para o assassinato do jornalista Décio Sá, em abril.

Em praticamente uma hora de conversa com jornalista Gilberto Léda, Capita confirmou os laços de amizade com o agiota Junior Bolinha, negou qualquer envolvimento com o crime e disse que sua arma só saía da cintura “na hora de dormir”. “A outra vez que essa arma saiu da minha cintura foi quando eu fui preso, que entreguei nas mãos do delegado Augusto Barros, junto com o pente e meu lote de munições”, disse.

Capita afirma que tem relacionamento de amizade com Bolinha desde a infância. “Fomos criados juntos”. Mas nega conhecer qualquer dos demais envolvidos. “Não conheço seu Gláucio, seu Miranda, esse assassino, nem outra pessoa, só o Junior Bolinha, que eu não nego para ninguém, porque desde criança temos esse relacionamento de amizade apenas”, garantiu.

Fonte: blog do Gilberto Léda

Aluisio Mendes não descarta depoimento de Raimundo Cutrim


Imirante – O secretário de Estado de Segurança (SSP), Aluísio Mendes, concedeu entrevista, nesta manhã (22), ao programa Ponto Final, na rádio Mirante AM. Durante a conversa com o jornalista Roberto Fernandes, o secretário comentou sobre o andamento das investigações e do vazamento do depoimento de Jhonatan Sousa Silva, em que aponta o nome do ex-secretário de Estado de Segurança e deputado estadual, Raimundo Cutrim (PSD), como um dos mandantes do assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá, onde pistoleiro paraense foi o executor.
Segundo Aluísio, Jhonatan foi ouvido por cinco vezes e garantiu que foi incisivo nas denúncias, levantando indícios fortes e o envolvimento dessas pessoas que já estão presas, de três foragidos, no crime ocorrido no dia 23 abril, em um bar na avenida Litorânea. Durante o depoimento, o pistoleiro citou o nome do ex-secretário de Segurança, Raimundo Cutrim. A notícia acabou vazando no Blog do jornalista Itevaldo Júnior.
- Não seremos levianos em descartar nenhuma dessas possibilidades. Tudo o que ele disse está sendo investigado de maneira aprofundada, num trabalho em conjunto com o Ministério Público do Estado. Mas não podemos fazer juízo de valor baseado em um único depoimento. Estamos trabalhando dentro da lei desde o primeiro momento sendo acompanhado pelo Ministério Público do Estado do Maranhão, com o apoio da Polícia Federal. O objetivo é concluir a nossa investigação com transparência procurando não cometer injustiças e sem nenhum viés de vingança ou de interesse político”, assegurou.

Só no Maranhão: cinco cidades têm mais eleitores do que população


Em se tratando de política, no Maranhão boi voa, camelo passa pelo fundo de agulha e até saci-pererê casa na igreja com véu e grinalda e toda a pompa.
O Tribunal Regional Eleitoral acaba de descobrir que existem cinco municípios em que o número de habitantes é inferior aos de eleitores.  Ou seja: nem existem crianças e nem adolescentes de 12 a 15 anos.
Numa demonstração clara de transferência de domicílios feitas sempre no período próximo da eleição. Orientado por candidatos, os novos eleitores mudam de endereço, apresentam notas de água ou de luz e estão aptos a votar.
Abaixo a relação dos cinco municípios:
Bacurituba
População    – 6.238
Eleitores       – 6.265
Brejo de Areia
População    – 5.265
Eleitores       – 6.744
Junco do Maranhão
População    – 4.020
Eleitores      -  4.501
Porto Rico
População     – 6.030
Eleitores       – 6.350
Tufilândia
População    – 5.553
Eleitores      -  5.901

Caso Décio: deputado Raimundo Cutrim poderá prestar depoimento


Deputado Raimundo Cutrim
Deputado Raimundo Cutrim
Após ter o nome citado no depoimento do confesso Jhonatan Sousa Silva – executor de Décio Sá -, o deputado estadual Raimundo Cutrim (PSD) poderá ser chamado para prestar depoimento na Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).No depoimento do assassino, o nome do parlamentar foi citado como um dos principais mandantes da morte do jornalista. O executor diz que um dos agenciadores da morte de Décio – José Raimundo Sales Chaves Júnior, o “Júnior Bolinha” – teria revelado a ele que Cutrim seria o principal mandante do crime.


Raimundo Cutrim, por sua vez, negou qualquer envolvimento na morte de Décio Sá. E colocou à disposição da polícia e do Ministério Público seu sigilo telefônico e bancário. Além disso, o deputado pediu que a apuração seja mais aprofundada para que os fatos demonstrem que não há participação dele no caso.
Secretário de Segurança Aluísio Mendes
Secretário de Segurança Aluísio Mendes
Em entrevista hoje, 22, à rádio Mirante AM, o secretário Aluísio Mendes (Segurança) afirmou que, sobre a suposta participação de Raimundo Cutrim no crime, outros depoimentos foram tomados e que todas as informações passadas pelo executor serão investigadas. Ele preferiu não revelar se o nome do deputado foi mencionado por outros depoentes.
“Nós temos vários indícios da participação de mais pessoas, mas não vamos ser levianos e irreponsáveis para acusar A, B ou C. Tudo que ele [o executor do jornalista] disse está sendo investigado com profundidade. Não vamos dizer que é verdade ou mentira, antes que seja tudo esclarecido”, disse.
Na entrevista, Aluísio Mendes confirmou o afastamento de dois policias da SEIC do caso Décio. Segundo o secretário, eles têm relação de amizade com Júnior Bolinha, e foram afastados das investigações para evitar qualquer tipo de ingerência.

Homens são fuzilados com 33 tiros em Lago da Pedra; veja


Por: Luis Pablo
No município de Lago da Pedra o clima é tenso. Ontem, 21, por volta das 21h, dois homens foram fuzilados em plena praça pública, no centro da cidade.
Segundo informações, as vitimas estavam bebendo cerveja na praça, quando três homens chegaram em um carro e começaram a disparar vários tiros. José Cicero dos Santos Silva, de 37 anos, o Cícero da Inês, e Jairo Barbosa Lucena, 32 anos, mais conhecido por Negro Jairo, foram executados próximo ao bar Play House.
As armas usadas pelos assassinos foram uma espingarda calibre 12 e uma pistola calibre 9 milímetros. Cícero da Inês foi alvejado com 22 tiros e Negro Jairo com 11.
As vitimas eram temidos na região. Por isso, a polícia que está na captura dos assassinos, suspeita que o crime possa ter sido um acerto de contas.
Clique e veja como as vitimas ficaram depois do fuzilamento (atenção! As cenas são fortes):

Apoio em Paço

Várias lideranças de Paço do Lumiar declararam apoio, no último sábado, a pré-candidatura de Gilberto Aroso a prefeito da cidade. No município, Gilberto já aparece entre as primeiras colocações nas pesquisas realizadas. Por outro lado, o candidato apoiado pela atual prefeita Bia Venâncio, o neto do senador José Sarney, Adriano Sarney desponta no último lugar.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

PR e PP Juntos na Eleição de 2012 em São Luis

As direções do Partido Progressista (PP) e do Partido da República (PR) formalizam na terça-feira (dia 26) as alianças para a eleição municipal nas cidades de São Luís e Imperatriz.
O anúncio da aliança do PP e PR nas duas principais do estado será feito numa entrevista coletiva às 20h30, o local ainda não foi definido.
O PR integrará a aliança que tem o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) como pré-candidato a prefeitura de Imperatriz e o PP apoia a candidatura do empresário Ribamar Cunha Filho (PR), o Ribinha, em Imperatriz.
Os dois presidentes partidários Waldir Maranhão (PP) e Davi Alves Júnior (PR) confirmaram a decisão das legendas de se coligarem em São Luís e Imperatriz.

Luciano Leitoa confirma apoio do PRTB a sua pré-campanha


O deputado estadual Luciano Leitoa (PSB) confirmou agora há pouco para o blog do Elias Lacerda que o PRTB fechou entendimento para apoiar sua pré-candidatura a prefeito de Timon nas eleições deste ano. O entendimento ocorreu no começo da tarde desta quarta-feira, 20, no escritório do deputado em Teresina.
Participaram da reunião com o deputado os dirigentes da sigla Robério Cantalice, João Borges, Éder Claudino e o médico Raifran Cavalcante.
Luciano Leitoa ressaltou que esta foi a segunda conversa que manteve com representantes do PRTB em que buscava o apoio da sigla para sua pré-candidatura.
O PRTB tem cerca de seis pré-candidatos a vereador e desde o primeiro mandato da prefeita Socorro Waquim fazia parte da base de apoio do governo municipal.
Luciano Leitoa disse que já na próxima sexta-feira um representante do PRTB participará da reunião do Conselho Político que é formado por representantes dos partidos que apoiam sua pré-candidatura.
Agora são 11 partidos que estão no apoio ao deputado do PSB. As siglas são PSB-PDT-PCB-PCdo B, PSDB-PTC-PSDC- PPS-PRTB-PPL e PHS. (Do blog do Elias Lacerda)

Dilma foi monitorada pelo SNI durante governo Sarney


Da Folha de São Paulo
Documentos abertos agora ao público mostram que a presidente Dilma Rousseff foi monitorada não apenas durante a ditadura militar (1964-85), quando foi presa e torturada, mas em todo o governo de José Sarney (1985-90), hoje presidente do Senado.
Os papéis integram o chamado “Acervo da Ditadura”, do Arquivo Nacional, um conjunto de mais de oito milhões de páginas produzidas pelos órgãos de inteligência da ditadura e do governo Sarney sobre a vida de aproximadamente 308 mil pessoas, sindicatos e partidos.
Em pesquisa na base de dados do acervo, a Folha identificou um total de 181 documentos com referências a Dilma, que começam em 1968, quando ainda era estudante universitária, e se estendem ao final dos anos 80.
Dezessete dos papéis foram produzidos durante o governo Sarney pelo SNI (Serviço Nacional de Informações).
Na fase pós-ditadura, o SNI apontava Dilma como parte de uma “infiltração comunista” em órgãos da prefeitura e do governo do Rio Grande do Sul, chamando a atenção para a sua passagem pelos grupos da esquerda armada VAR-Palmares e Colina.
Os relatórios registram a atuação de Dilma no movimento feminista que, segundo o SNI, buscava “a conscientização das massas, pretendida por facções esquerdistas que almejam o poder”.
O SNI também monitorou uma viagem de Dilma ao México e acompanhou comício que Dilma e Lula participaram contra a ampliação do mandato presidencial de Sarney, em 1988.
Ao integrar o secretariado de Alceu Collares (PDT) na Prefeitura de Porto Alegre, em 86, Dilma foi alvo de outro relatório. O SNI disse que a prefeitura tinha “infiltração” de pessoas “com registros de atividades subversivas”.
Relatórios do SNI da década de 70 sobre Dilma dizem respeito a uma suposta ligação com a JCR (Junta de Coordenação Revolucionária), grupo de esquerda armada. Dois relatórios dizem que ela se reuniu com membros da JCR. Um terceiro relatório de 79, porém, agora revelado, diz não ter encontrado comprovação dessa alegação.
Em 2011, Dilma negou ter mantido reuniões com membros da JCR ou mesmo conhecer a organização. Procurado ontem, o Planalto disse que não vai se manifestar.
A assessoria de Sarney disse que, em seu mandato na Presidência, ele havia ordenado ao SNI que não realizasse “levantamentos sobre a vida privada” de “nenhum brasileiro”. Disse ainda que não era informado sobre objetivos e resultados do SNI.
O acervo agora tornado público integra os chamados “dossiês pessoais” e só podia ser consultado por terceiros após autorização da pessoa.
Com a Lei de Acesso à Informação, o Arquivo deu prazo para as pessoas pedirem bloqueio aos seus dossiês. Ninguém, incluindo Dilma, se manifestou, o que tornou a liberação automática.

Raimundo Cutrim refuta acusação de que seria mandante do assassinato de Décio Sá


Deputado não nega relações com 'Júnior Bolinha' e defende investigação mais aprofundada.
Foto: Arquivo/Biné Morais/O Estado
SÃO LUÍS – O deputado Raimundo Cutrim (PSD) refutou, em entrevista à rádio Mirante AM na manhã desta quinta-feira (21), a acusação de que seria um dos mandantes do assassinato do jornalista de O Estado do Maranhão, Décio Sá. A acusação foi feita por Jhonatan Silva, assassino confesso de Décio Sá, durante um depoimento de sete horas prestado no dia 9 de junho. Ele defende que haja uma investigação mais aprofundada sobre o caso.
"Eu sou a pessoa mais interessada, agora, em esclarecer os fatos. Eu sou um homem público, tenho o Estado todo para dar satisfações, minha família e meus amigos. Eu sou um homem que tem a vida limpa", afirmou o deputado. Cutrim revelou que conheceu "Júnior Bolinha", de quem teria alugado máquinas para um trabalho a ser feito em um sítio de propriedade do deputado. "Júnior Bolinha" é citado no depoimento como quem teria afirmado que Raimundo Cutrim e Gláucio Alencar seriam os principais mandantes do crime.
Raimundo Cutrim se colocou à disposição da Polícia e do Poder Judiciário, além de abrir mão do sigilo bancário e telefônico. "Quero que o Ministério Público acompanhe. Faça um trabalho sério e que a verdade reinará no final", enfatiza.
Durante a entrevista o Raimundo Cutrim assumiu ter divergência com o atual secretário Aluisio Mendes e fez elogios a Polícia do Maranhão. "Eu tenho minhas diferenças com o atual secretário. Isso é público e notório. Mas, a polícia do Maranhão tem os melhores delegados do Maranhão. Todos formados pela Academia da Polícia Federal", declarou.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Promotores pedem afastamento de oito vereadores do município

Ilegalidades no processo de afastamento do vice-prefeito do município de Paço do Lumiar (a 27km de São Luís), Raimundo Nonato da Silva Filho (conhecido como Raimundo Filho), ocorrido em 6 de dezembro de 2011, motivaram a Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA), no dia 14 de junho, requerendo o afastamento imediato de oito vereadores daquele município.

Estão sendo acionados o presidente da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, Alderico Jefferson Abreu da Silva Campos, e os vereadores Francisco Pereira Filho, José Francisco Gomes Neto, Antonio Jorge Lobato Ferreira, Raimundo Pedro Silva, Sebastião Escolástico Almeida Filho, Wilson Pires Amaral e Thiago Rosa da Cunha Santos, que teriam estado presentes à sessão da Câmara de Vereadores que determinou, supostamente, o afastamento do vice-prefeito, em dezembro de 2011.

A ação do MPMA é assinada pelos promotores Gabriela Brandão da Costa Tavernard, Reinaldo Campos Castro Júnior, Samaroni de Sousa Maia e Marcos Valentim Pinheiro Paixão.

Denúncia - A denúncia que deu origem ao processo de afastamento do vice-prefeito Raimundo Filho foi a segunda denúncia protocolada na Câmara Municipal de Paço do Lumiar por Arnaldo dos Reis Sousa, que já havia formulado outra denúncia, arquivada por "falta de provas irrefutáveis".

A segunda denúncia, protocolada em 02 de dezembro de 2011, atribuiu ao vice-prefeito a prática de infração político-administrativa quando o gestor foi empossado no cargo de prefeito, em junho de 2011, por causa do afastamento da prefeita de Bia Venâncio.

Sem licitação - Sousa afirma que, no mesmo dia em que tomou posse na Prefeitura de Paço de Lumiar, Raimundo Filho empenhou o valor de R$ 379.549,43 em favor da empresa Construmar Construtora Maranhense e Comércio Ltda. No dia seguinte ao empenho, o vice-prefeito assinou um termo aditivo ao contrato no valor R$ 266.630,06.

De acordo com a denúncia, em 6 de junho de 2011, Raimundo Filho ordenou pagamentos à Construmar nos valores de R$ 379.549,43 e R$ 51.336,89, respectivamente, sem que tenha havido medições da empresa e comprovação pelos técnicos do Município. Na denúncia, Sousa classificou os pagamentos como fraude, uma vez que uma recomendação do MPMA já havia determinado à Secretaria de Infraestrutura, Urbanismo e Meio Ambiente de Paço do Lumiar a suspensão dos serviços de pavimentação e reabilitação de vias urbanas no município.

Sessão inexistente - Por meio do Inquérito Civil nº 08/12, o MPMA apurou que não ter havido sessão plenária na Câmara Municipal de Paço do Lumiar, no dia 06 de dezembro de 2012, em que ter-se-ia dado o afastamento do vice-prefeito.

De acordo com a ata da suposta sessão, passaram pouco mais de três horas entre o recebimento, pela Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar, da denúncia feita por Arnaldo dos Reis Sousa contra o vice-prefeito, e a expedição do Decreto Legislativo que determinou o afastamento do vice-prefeito.

Por outro lado, o vice-prefeito Raimundo Filho alega nunca ter sido notificado oficialmente pela Comissão Processante da Câmara de Vereadores escolhida para a suposta sessão, formada pelos vereadores José Francisco Gomes Neto (presidente), Sebastião Escolástico Almeida Filho (relator) e Raimundo Pedro Silva (secretário). O vice-prefeito também alega que só soube de seu afastamento pela mídia e que foram excluídos da sessão os vereadores da oposição à prefeita Bia Venâncio.

Os vereadores acionados pelo MPMA alegam ter notificado o vice-prefeito sobre o afastamento no dia seguinte, 7 de dezembro.

Em 13 de dezembro de 2011, o vice-prefeito requereu da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar a expedição de certidão sobre a realização de sessão plenária na Câmara Municipal de Paço do Lumiar no dia 06/12/2011, bem assim cópia da ata da sessão e cópia integral do processo administrativo. O requerimento do vice-prefeito não foi analisado pela Comissão Processante, que não atendeu o pedido.

Em 27 de dezembro de 2011, como resultado de ação cautelar protocolada pelo vice-prefeito, a 1ª Vara da Comarca de Paço do Lumiar determinou a suspensão do afastamento e a reintegração do gestor ao cargo.

A audiência de instrução relacionada a esse processo, inicialmente marcada para 27 de janeiro de 2012, foi remarcada para o dia 8 de fevereiro do mesmo ano. A audiência não ocorreu por falta do vice-prefeito, que, novamente, não foi notificado pela Câmara de Vereadores.

"Os atos praticados pelos membros da Comissão Processante e corroborados pelos vereadores são nulos uma vez que, segundo o Decreto-Lei nº 201/67, o vice-prefeito deveria ter sido notificado por edital", afirmam os promotores na ação. "Todos os atos do processo devem comunicados pessoalmente ao procurador, com antecedência de 24 horas", acrescentam. O Decreto-Lei nº 201/67, de 27 de fevereiro de 1967, dispõe sobre a responsabilidade dos Prefeitos e Vereadores.

Pedidos - Na ação, além do afastamento imediato dos oito vereadores acionados, os promotores requerem o envio do de todos os documentos referentes à sessão da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar que determinou o afastamento do vice-prefeito Raimundo Filho.

Deferido no TRE pedido de envio de tropa federal a São Mateus durante as Eleições


Se autorizado pelo Tribunal Superior Eleitoral, a cidade de São Mateus (84ª Zona Eleitoral) contará com força federal para que seja garantida a segurança e a ordem das Eleições 2012, onde aconteceram fatos violentos em 2008. Tal pedido, feito pelo juiz Marco Aurélio Barreto Marques (titular da Comarca) foi deferido por maioria dos membros em sessão administrativa do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão realizada na última terça-feira, 12 de junho.
“O Regional julga primeiramente a necessidade ou não de força federal nos municípios de sua jurisdição. Deferido o pedido, cabe então encaminhá-lo ao TSE para autorização, já que os custos do envio de força federal são bastantes elevados e há resolução que regulamenta esta questão”, explicou a presidente do TRE-MA, desembargadora Anildes Cruz. 
Marco Aurélio justificou que a necessidade do envio se dá porque “nas últimas eleições houve depredação do prédio onde funcionava a Prefeitura, além de incêndio criminoso da Câmara de Vereadores, bem como tentativa de invasão do Fórum”.
Em seu voto, o relator do processo, juiz José Jorge Figueiredo dos Anjos, seguiu a manifestação do Ministério Público pelo deferimento, destacando: “Esta Corte Eleitoral não vai admitir que tais abusos voltem a se repetir. Todo um trabalho de planejamento e inteligência está sendo elaborado com bastante antecedência, de forma a garantir que as próximas eleições municipais sejam lembradas, não pelos fatos gravíssimos do passado, mas como as mais tranquilas e seguras já realizadas neste estado”.

Resolução - De acordo com a Resolução n.º 21.843/2004 (que dispõe sobre o procedimento para a requisição de Força Federal, previsto no art. 23, inciso XIV, do Código Eleitoral), o TSE requisitará força federal necessária ao cumprimento da lei ou das decisões da Justiça Eleitoral, visando garantir o livre exercício do voto, a normalidade da votação e da apuração dos resultados, após os TREs encaminharem a relação das localidades onde se faz necessária a presença de força federal.

Lobão diz que Dilma o quer de volta ao Senado


Marcos Chagas
Da Agência Brasil, em Brasília
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, informou hoje (19) durante um evento paralelo à Conferência das Nações Unidas, Rio+20, que a presidenta Dilma Rousseff o quer de volta ao Senado e como presidente da Casa.
“Saí da cadeira de senador e voltaria como presidente. É claro que é positivo” disse antes de afirmar que só sai do ministério por ordem de Dilma.
Lobão participou nesta manhã da abertura do evento Energias Renováveis para o Desenvolvimento Sustentável, no Forte de Copacabana, zona sul do Rio.
Ministro desde 2008, na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, Lobão é senador pelo PMDB. O atual presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), encerra seu mandato em fevereiro de 2013. Caberá ao PMDB, maior bancada na Casa, a escolha do sucessor de Sarney que, em diversos pronunciamentos, já disse que este será seu último mandato.
O regimento interno define que cabe ao partido com o maior número de senadores eleitos no último pleito a escolha para o cargo. O PMDB tem 20 senadores.
Em geral, a bancada peemedebista deixa para o início de dezembro as discussões internas do nome que será indicado para a presidência do Senado. Quando não consegue a unanimidade da bancada, os senadores peemedebistas colocam em votação os nomes apresentados como postulantes.

Continua operação para prender três suspeitos de terem participado da trama contra o blogueiro


Agentes da Poícia Civil prosseguem as buscas na tentativa de prender mais três suspeitos de participação no assassinato do jornalista Décio Sá. Estes, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, são o piloto da moto que deu fuga ao assassino e os que apresentaram o matador aos líderes da rede criminosa de agiotagem, desbaratada na madrugada de quarta-feira, 13, durante a ‘Operação Detonando’.
O secretário de Segurança, Aluísio Mendes, ao longo da semana passada, chegou a revelar os nomes de dois dos foragidos, que, assim como os demais, também tiveram prisões temporárias (válidas por 30 dias) decretadas pela juíza Alice Rocha, titular da 1ª Vara do Tribunal de Júri. "Estamos trabalhando de forma intensa para capturar o homem que pilotava a moto utilizada no crime, que identificamos como Diego; e aquele que de fato apresentou o assassino aos intermediadores, o Neguinho. A identificação do terceiro foragido, porém, vamos manter em sigilo", disse Mendes.
Mesmo com a cautela da comissão investigadora, o nome do terceiro integrante do bando já havia sido revelado no mesmo dia da operação por alguns investigadores que participaram da ação policial. Trata-se de Balão, que trabalhava como assessor e cobrador nos negócios de agiotagem da quadrilha.
O suspeito, segundo foi informado, seria oriundo do município de Santa Inês, onde, porém, não foi localizado em seu endereço. O superintendente de Investigações Criminais, Augusto Barros, disse que o inquérito pode se estender por mais 60 dias.
Na madrugada de quarta-feira, 13, a Polícia Civil conseguiu prender em São Luís grande parte da rede criminosa que planejou e executou a morte do jornalista Décio Sá, ocorrida na noite do dia 23 de abril, em um bar na Avenida Litorânea.
Oito pessoas tiveram prisões decretadas pela Justiça, entre empresários agiotas, agenciadores, um oficial da Polícia Militar e o próprio executor do crime, o paraense Jhonatan de Sousa Silva, de 24 anos, que já havia sido preso no dia 5, como traficante de drogas, no município de São José de Ribamar.
Intitulada ‘Operação Detonando’, a ação policial teve o emprego de mais de 70 policiais civis, além de homens do Grupo Tático Aéreo (GTA) e 12 delegados. Os primeiros a serem presos foram os empresários agiotas Gláucio Alencar Pontes Carvalho, de 34 anos, que atua na distribuição de merenda escolar; e o pai dele, José de Alencar Miranda Carvalho, de 72 anos, que teriam contratado por R$ 100 mil a morte do jornalista.

TSE já dispõe de lista de quem teve contas rejeitadas pelo TCU


BRASÍLIA - Em audiência realizada nesta terça-feira (19), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, recebeu do presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler, a relação de gestores públicos, ocupantes de cargos ou funções, que tiveram suas contas rejeitadas pelo TCU por irregularidades durante o exercício na administração pública. A audiência ocorreu no Gabinete da Presidência do TSE.
A ministra informou que caberá à Justiça Eleitoral julgar se as irregularidades verificadas pelo TCU sujeitam seus autores a inelegibilidade. Isso ocorrerá, lembrou a ministra, nos julgamentos de eventuais processos em andamento na Justiça Eleitoral relativos a esses casos. Ela disse que a relação do TCU será encaminhada prontamente aos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Dos TREs, a listagem deverá ser enviada ao conhecimento dos juízes eleitorais. Confira a lista de quem teve contas rejeitadas aqui.

Parte do teto de praça de alimentação de shopping cai


SÃO LUÍS – No fim da manhã desta terça-feira (19), parte do teto da praça de alimentação do Shopping da Ilha caiu. Ninguém ficou machucado com a queda da estrutura.
Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Shopping da Ilha informou que "houve a queda de uma placa de gesso na praça de alimentação pouco depois da hora do almoço" e que "não houve vítimas e nem danos materiais".
A assessoria informou, ainda, que o "Shopping da Ilha revisou a fixação das demais placas de gesso da praça de alimentação e também suspendeu os serviços que estavam sendo realizados no piso superior".
Apesar do fato, a praça de alimentação e o Shopping da Ilha continuam funcionando normalmente.
Incêndio
Também na manhã desta terça, aconteceu um incêndio em uma loja de departamento do Shopping Rio Anil. O incêndio foi provocado por um problema na parte elétrica da loja.
Na foto abaixo, enviada pelo internauta Johan Cavalcante, é possível notar a imprensa em frente ao shopping e algumas pessoas aguardando a abertura do shopping, que foi adiada das 10h para as 12h por causa do incêndio.
Divulgação
Se você também tem um registro do ocorrido, envie para o Vc no Imirante, ou para o e-mail imirante@mirante.com.br. A internauta Adeliane enviou uma reclamação com relação ao incêndio, leia aqui.
Outro caso
Outro pequeno incêndio na lanchonete Roasted Potato, que fica localizada na praça de alimentação do Shopping Rio Anil, aconteceu no dia 13 de abril. Na época, o problema foi ocasionado, também, por uma pane elétrica ocasionou o princípio de incêndio. A loja, ainda, não foi reaberta.

Justiça concede alvará de soltura para PMs presos com sintomas de embriaguez


POR VALQUÍRIA FERREIRA
Os dois policiais militares que foram presos por suspeita de embriaguez, abandono de posto e por acusação de terem subtraído objetos do interior de um veículo, no Bairro do São Bernardo, estão soltos. Eles tiveram a liberdade concedida na manhã de ontem (19), após conseguirem o alvará de soltura, expedido pelo juiz auditor militar José Ribamar Heluy Júnior.
O cabo Amarildo Rios e o soldado José Walter, ambos do 8ª Batalhão de Polícia Militar (BPM), foram presos na madrugada de sábado (16), após Marco Antônio Rodrigues Reis (condutor do veículo) denunciar, por meio do número 190, que policiais militares haviam subtraído um celular e outros objetos do interior do seu automóvel, durante uma abordagem policial.

Foto: Alessandro Silva
O comandante do 8° Batalhão, tenente-coronel Sá, diz que a denúncia foi passada ao Policiamento da Unidade
De acordo com o comandante do 8° Batalhão, tenente-coronel Sá, a denúncia foi passada ao tenente Carvalho, coordenador de Policiamento da Unidade (CPU), que foi ao local, fez a revista nos policiais denunciados; no entanto, não encontrou os pertences da vítima. Mas, o tenente Carvalho percebeu que um dos policiais apresentava sintomas de embriaguez e levou os dois ao Comando Geral da Polícia Militar, no Calhau, onde foi solicitado o exame de alcoolemia. “Ficou constatado que o cabo Rios estava embriagado, além dos dois estarem fora do posto de trabalho, que seria na Forquilha”, destacou o comandante Sá.
Os militares foram autuados em flagrante pelos crimes militares de abandono de posto e embriaguez; este último somente o cabo Rios, e depois recolhidos no presídio militar. Em relação à acusação de roubo, a vítima, Marco Antônio Rodrigues Reis, disse ter conhecido somente o cabo Rios e, por não ter reconhecido o soldado Walter, alegou que não era possível fazer o reconhecimento dos PMS, pois estava muito escuro quando ele foi abordado.
Segundo o tenente-coronel Sá, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco, solicitou a abertura de inquérito policial para apurar o ocorrido. “Os militares vão retornar ao posto de trabalho somente no setor administrativo, para o prosseguimento das investigações”, contou Sá.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

SSP apresenta mandantes e executor da morte do jornalista Décio Sá

Os mandantes e o executor da morte do jornalista e blogueiro Décio Sá, presos na “Operação Detonando”, foram apresentados pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, na tarde desta quarta-feira (13), na sede da SSP. Seis dos envolvidos no crime foram mostrados: Jhonatan de Sousa Silva, de 24 anos, apontado como o matador; José de Alencar Miranda Carvalho, de 72 anos; Gláucio Alencar Pontes Carvalho, 34 anos; Airton Martins Monroe, 24 anos, os mandantes do crime; José Raimundo Sales Chaves Júnior, o Júnior Bolinha, 38 anos; e Fábio Aurélio do Lago e Silva, o Buchecha, de 32 anos, que fizeram a articulação.
Todos são acusados de integrar quadrilha que praticava agiotagem no Maranhão. Além deles, também foi detido o capitão PM Fábio Aurélio Saraiva Silva - as balas usadas no crime eram da pistola .40 que estava sob sua cautela. Aluísio Mendes informou que o condutor da motocicleta, já foi identificado pela polícia, ainda está foragido. O material apreendido durante a ação está sendo analisado pelas equipes de policiais.
“Nós estamos aqui, toda a equipe que fez parte das investigações, cumprindo uma promessa feita e dando uma resposta à sociedade. Parabenizamos o trabalho da polícia civil e agradecemos às instituições que nos auxiliaram, como a Polícia Federal, o Ministério Público, o poder judiciário e a imprensa, que compreendeu a necessidade da polícia de trabalhar em sigilo devido à complexidade desse crime”, declarou o secretário. Ele agradeceu também à família do jornalista, dirigindo-se diretamente à esposa dele, Silvana Sá, que participou da coletiva de imprensa, ao lado de dois irmãos do blogueiro.
O secretário estava acompanhado da delegada geral de Polícia Civil, Cristina Meneses; do superintendente de Polícia Civil da Capital, Sebastião Uchôa; do delegado Marcos Afonso Junior, que dirigiu a comissão responsável pela investigação; e de outros membros da cúpula da segurança do Maranhão. A elucidação do caso se deu 50 dias após a morte do jornalista, ocorrida por volta das 23h, do dia 23 de abril, em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís.
Na Operação Detonando foram cumpridos oito mandados de prisão e 14 de busca e apreensão. Participaram 12 delegados e 70 policiais civis e homens do Grupo Tático Aéreo.
Jhonatan de Sousa Silva, que confessou a execução do jornalista Décio Sá, é natural do estado do Pará e cometeu pelo menos outros 20 crimes. Segundo depoimento à polícia, ele contou que costumava degolar as vítimas em suas ações. Nos últimos crimes que cometeu, uma das características era desfazer-se das armas. No caso de Décio Sá, após a execução o bandido jogou a pistola ao mar, enquanto deixava São Luís em uma travessia de ferry-boat. O preço da encomenda da morte teria sido R$ 100 mil, porém, o matador só chegou a receber R$ 20 mil.
A quadrilha, segundo Aluísio Mendes, age também em outros estados e é responsável por crimes que permeiam vários setores da sociedade. Com os envolvidos, a polícia encontrou vários documentos, os quais estão agora sendo investigados.
“Essa investigação está apenas começando. O foco desse trabalho foi investigar o assassinato. Mas, diante do material levantado, ainda temos um longo trabalho de investigação sobre essa organização criminosa”, destacou.

QUADRO
Junior Bolinha,  Buchecha,    Miranda,      Gláucio                        ,      



PRESOS NA OPERAÇÃO “DETONANDO”

- Jhonatan de Sousa Silva (24 anos)
Preso no Turu

- José de Alencar Miranda Carvalho (72 anos)
Preso no Calhau

- Gláucio Alencar Pontes Carvalho (34 anos)
Preso no Edifício New York (Ponta do Farol)

- Airton Martins Monroe (24 anos)
Preso no Terminal de Integração do São Cristóvão

- José Raimundo Sales Chaves Júnior (o Júnior Bolinha - 38 anos)
Preso no Jardim Eldorado

- Fábio Aurélio do Lago e Silva (o Buchecha -32 anos)
Preso na Chácara Brasil, Turu

- Capitão PM Fábio Aurélio Saraiva Silva


ENTENDA O CASO
- O jornalista e blogueiro Décio Sá foi morto no dia 23 de abril desde ano, por volta das 23h, no bar Estrela D’Alva, na Avenida Litorânea, em São Luís (MA).
- Ele foi alvejado com cinco tiros.
- Imediatamente após o crime as investigações foram iniciadas.
- O executor fugiu em uma moto que o esperava em frente ao bar. Ele abandonou o veículo metros depois, próximo a barreira eletrônica, subindo as dunas e andando até a área da Curva do 90.
- Nas primeiras incursões durante à noite, policiais encontraram o pente da arma usada pelo assassino, perdido durante a fuga.
- Uma recompensa de R$ 100 mil foi oferecida pelo Disque-Denúncia por pistas que levassem ao executor do blogueiro.
- Testemunhas que estavam nas dunas e viram um homem em atitude suspeita no local começaram a ser inquiridas para prestar esclarecimentos sobre o fato.
- No dia 26 de abril, a polícia, com base em denúncias, prendeu Fábio Roberto Cavalcante Lima e Valdênio José da Silva.
- No dia 1º de maio, três depoimentos de testemunhas vazaram na internet.
- A polícia decretou sigilo absoluto para não atrapalhar as investigações.
- Dia 31 de maio, a polícia divulgou o retrato falado do suspeito de assassinar o jornalista Décio Sá.
- Dia 13 de junho, a governadora Roseana Sarney e o secretário Aluísio Mendes anunciam a elucidação do caso e a prisão dos envolvidos.

Governo cria 106 vagas com inauguração da Unidade Prisional de Davinópolis

Dando prosseguimento à criação de novas vagas no Sistema Penitenciário do Maranhão, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap), inaugura, nesta sexta-feira (15), a Unidade Prisional de Ressocialização (URP) de Davinópolis, na Região Tocantina. Foram criadas 106 vagas para encarcerados do sexo masculino. Com isso, sobe para quase 200 novas vagas, sendo, 90 no município de Bacabal.

"Na URP de Davinópolis vamos proporcionar todas as assistências preconizadas na Lei de Execução Penal, fazendo com que o apenado seja remanejado das delegacias para a Unidade Prisional, possibilitando que os investigadores de polícia possam realizar suas atividades investigativas", relatou o superintendente de Controle e Execução Penal do Interior (SCEPI) da Sejap, Alfrânio Martins Feitosa.
A URP possui todas as assistências estabelecidas pela Lei de Execução Penal, nº 7.210/1984 (assistência material, à saúde, jurídica, educacional, social e religiosa), para auxiliar a reinserção do crime e para orientar o interno ao retorno à convivência em sociedade. Desta forma, o Governo do Estado vai oferecer aos presos provisórios e sentenciados condições para a harmônica integração social.
A URP de Davinópolis possui 12 celas com capacidade para 8 a 10 presos; área para banho de sol; quadra poliesportiva com área coberta para visitantes; setores administrativo, jurídico, de saúde e psicossocial; sala de aula; refeitório; e um Destacamento de Polícia Militar (para auxiliar o policiamento nas guaritas).
As novas serão ocupadas por presos de Davinópolis, Imperatriz e municípios vizinhos. "Estamos disponibilizando vagas para presos oriundos de Divinópolis, Imperatriz e municípios próximos, que estão cumprindo pena na capital e possam ser recambiados às suas cidades, no interior do estado", afirmou Alfrânio Martins Feitosa.
O secretário de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária, Sérgio Tamer, informou, na inauguração da URP de Bacabal, que neste mês será entregue a URP de Santa Inês, dando prosseguimento ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com Poder Judiciário, de criar 600 vagas, para transferir presos da capital para o interior do estado.

Sai a lista dos sujos, mas quando aparecerá a dos encardidos?

Tribunal de Contas (da governadora Roseana Sarney) apresenta lista dos fichas sujas no Maranhão com cerca de tem 2,8 mil nomes. Se alguém tiver saco para tanto, favor procurar o nome de alguém da família da titular que deu nome ao prédio do órgão.

Será que vai encontrar?


Marcas do Sarney: até pouco tempo TCE tinha nome do Clã
Do G1 MA

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), Edmar Cutrim, entregou, nesta terça-feira (12), a lista com os nomes de pelo menos 2.800 gestores que tiveram suas contas desaprovadas ou consideradas irregulares nos últimos oito anos. Na prática, eles passam a ser enquadrados na chamada Lei da Ficha Limpa, sendo considerados inelegíveis para as eleições de outubro.

 A lista foi apresentada à presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), desembargadora Anildes Cruz, no início da tarde, com a presença de vários conselheiros do TCE e da Justiça Eleitoral. Segundo ela, a partir de agora o Ministério Público vai analisar caso a caso da lista, para que possa haver ou não impugnação das candidaturas.

Em 2008, eram cerca de 1.200 gestores que estavam nesta situação. Em entrevista ao G1, o presidente do TCE lamentou o número considerado elevado de gestores com contas irregulares ou consideradas irregulares. “Infelizmente tivemos esse grande número de gestores que não cumpriram as exigências da Lei e não aplicaram os recursos da forma devida. Esperamos que daqui para a frente, principalmente aqueles que forem eleitos este ano, possam ter um comportamento diferente, mais transparente”, afirmou.

 O presidente também explicou que a partir de agora não cabe mais recursos na Corte de Contas e que esta lista só pode ser alterada caso aconteça uma determinação judicial. “Todos estes casos já tramitaram nomalmente e foram julgados. O TCE só incluir ou excluir algum nome se houver um posicionamento da Justiça”, finalizou.

para mais detalhes vá em:
 http://www.castroweb.com.br/castrodigital/diversos/CastroDigital.com.br_Lista_TCE_candidatos_Fichas-Sujas_Maranhao.pdf


blog  ricardosantos