sexta-feira, 8 de junho de 2012

Projeto Exposegma inicia atividades com palestra na Vila Luizão


Foto Eylanne Lobato


A Exposição Sobre Segurança do Maranhão – Exposegma “Segurança nas Escolas e Comunidades”, que desenvolve um trabalho de segurança preventiva junto às comunidades, iniciou nesta quarta-feira (6), o ciclo de atividades programadas para o ano de 2012, com a palestra " “A Comunidade: Olhos, ouvidos e boca da Polícia", proferida pelo comandante do 8º BPM, tenente-coronel Raimundo Nonato Santos Sá, responsável pela área Norte da capital maranhense. As palestras realizadas pelo projeto já acontecem há quase dez anos e tem como objetivo aproximar cada vez mais os órgãos de Segurança Pública da Comunidade, atuando de forma preventiva, educativa e pedagógica.
             Este ano, o auditório do Hospital Municipal Adélcio de Sousa Lopes, na Vila Luizão, foi o primeiro espaço a receber a exposição. Os órgãos de Segurança Pública voltaram suas atenções de maneira especial para este bairro em razão do alto índice de violência registrado na localidade e nos núcleos urbanos do entorno, principalmente por causa dos frequentes casos de tráfico de drogas, agressões contra as mulheres, roubos, sequestros, assassinatos e outros delitos que estão se tornando cada vez mais comuns na Vila Luizão. A iniciativa é fruto de uma parceria institucional entre as entidades da Segurança Pública do Maranhão. Todos os centros urbanos da Capital receberão o projeto Exposegma. Outros municípios também estão previstos no calendário de palestras.    

Durante o encontro, os palestrantes explanaram, através de debates, exibição de videos, ações educativas, painéis com fotografias e slides, além de um vídeo documentário, sobre a conscientização e prevenção contra as drogas e a violência, na tentativa de mostrar o lado social que estas instituições desenvolvem na área de segurança.
Estiveram presentes à reunião representantes de vários segmentos institucionais como Polícia Militar, Sistema Penitenciário, Guarda Municipal, SMTT, além de muitas lideranças comunitárias das diversas localidades do entorno da Vila Luizão e representantes da sociedade civil organizada.
Uma breve introdução do projeto foi proferida por Sóstenes Salgado, um dos coordenadores do projeto. Ele esclareceu também que a consciencia para participar de um projeto como a Exposegma veio depois de um assalto a mão armada que sofreu dez anos atrás. No debate, moradores da região apresentaram relatos de experiências acerca dos assuntos enfocados e a cada novo dado e reivindicação relatada, os representantes das entidades alí presentes anotavam para posteriormente repassarem as informações aos órgãos competentes.   
Em seguida, coube ao Coronel Sá explanar sobre o papel da Segurança Pública, a eficácia da atuação da PM, a gestão comunitária e a garantia de direitos que devem ser preservados nas ações da Policia Militar. Enquanto o coronel palestrava, vários participantes expuseram suas opiniões e o debate tornou-se rico e proveituoso. Sá também relatou que, mutas das vezes, a atuação eficaz esbarra na logistica mas, é feita com muito esforço e com muita dedicação “As vezes somos obrigados a deslocar uma viatura do Ipase para garantir a tanquilidade na Vila Luizão. E nessas ocasiões, a viatura do Bequmão fica de prontidão e em alerta também”, esclareceu.
Durante sua fala, o coronel anunciou que serão implantadas na Vila Luizão e adjacências do entorno as chamadas USCs (Unidade de Segurança Comunitária), cuja finalidade é aumentar a segurança da área, bem como extreitar as relações de proximidade com a comunidade “A USC é necessária no local porque a Vila Luizão integra uma microrregião de 18 bairros periféricos de São Luís, onde vivem cerca de 150 mil habitantes” informou.
              Depois de construída e instalada, a Unidade de Segurança Comunitária beneficiará os bairros Vila Luizão, Alonso Costa, Brisa Mar, Parque Araçagi, Bom Jardim, Santa Rosa, Vila Litorânea, Divinéia, Turu Velho, Vivendas do Turu, Planalto Turu I, II e II, Habitacional Turu, Olho d’Água, Recanto do Olho d’Água e Chácara Brasil. Representantes da sociedade civil organizada ficaram entusiasmados com a noticia “Quem diria, a Vila Luizão será monitorada!”, exclamaram. Com relação ao projeto, Sá também enfatizou que o trabalho está voltado para a conscientização e prevenção contra as drogas e a violência, e o teor social destas instituições na área de segurança pública.
             A diretora do Hospital Geral da Vila Luizão, Cristiane Bacelar mostrou-se entusiasmada com o projeto e elogiou o engajamento da Policia Militar junto a atividade. Em seguida agradeceu a presença das lideranças comunitárias, que lotaram o auditório do prédio “Essas campanhas educativas e palestras trarão com certeza ganho substancial a nossa sociedade e de modo especial, a comunidade da Vila Luizão e entorno. Agradecemos a presença de todos e estamos muito esperançosos com relações aos resultados dessa excelente iniciativa”, comemorou.
A idealizadora da Exposegma, Josilma Figueiredo Bogéa encerrou o primeiro dia do ciclo de palestras agradecendo a presença de todos e relatou também a importância e o comprometimento do projeto para com a comunidade “A Exposegma faz parte da minha vida. É algo muito importante para mim e para todos os que estão diretamente envolvidos pois é muito satisfatório saber que você pode contribuir incondicionalmente com o sistema de Segurança Pública e consequentemente, com a paz em nossas comunidades”, frisou Josilma que, também adiantou que no próximo dia 24 a Revista estará pronta e será lançada com uma mega exposição na Praça Maria Aragão.  

Ronnald Kelps 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.