quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Sejap e Secretaria de Estado da Mulher lançam projeto “Juntando os Pedaços” na Penitenciária Feminina de Pedrinhas




Sejap e Secretaria de Estado da Mulher lançam projeto “Juntando os Pedaços” na Penitenciária Feminina de Pedrinhas Foto:J.Roberto
A apresentação aconteceu nas dependências da Penitenciária feminina de Pedrinhas e mostrou as internas todo o processo e objetivo do projeto “Juntando os Pedaços”.  Estavam presentes no lançamento, a Secretária de Estado da Mulher, Catharina Bacelar;  o Coordenador de Educação da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária, João Lelis; a Diretora da unidade, Giselle Miranda Leda e demais envolvidos no planejamento e execução do projeto.
O projeto que pretende beneficiar 150 detentas e contará com cursos profissionalizantes, palestras e oficinas é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Mulher juntamente com o Tribunal de Justiça e a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária.
A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária terá o papel de executora do projeto. Os agentes penitenciários passarão por capacitação e palestras para que possam auxiliar os instrutores na execução das atividades oferecidas pelo projeto.
O Coordenador de Educação da Sejap, João Lelis, que coordenará o projeto dentro da unidade, revela que os cursos também foram sugeridos pelas internas através de uma pesquisa de interesse realizado no local. “Elas são as beneficiadas, nada mais justo que escolham os cursos que mais sejam de interesse delas” frisou.
O objetivo desse projeto é contribuir para o desenvolvimento de potencialidades, mudança de status social através da formação profissional e artística de mulheres em situação de prisão além da articulação das mesmas com setores relacionados à venda de produtos e divulgação da sua capacidade de trabalho.
“O pensamento é qualificá-las aqui dentro, mas já pensando no futuro, encaminhando para o mercado de trabalho após a passagem pela unidade” declarou o Coordenador de Educação da Sejap.
Dentre as atividades disponibilizadas pelo projeto estão os cursos de capacitação. Balconista e empacotadora, Informática Básica, Operadora de Telemarketing, Recepcionista e Atendente, Bijuteria e Empreendedorismo e o aperfeiçoamento em corte e costura. Serão 06 cursos, com oferta de 25 vagas por curso e capacitação das mulheres em situação de prisão, totalizando 150 vagas. Para o curso, cada participante receberá apostilas de acordo com o tema e o certificado será entregue somente as que obtiverem o mínimo de 75% em nível de participação e presença e/ou no caso de provas objetivas, aquelas que obtiverem notas superiores a 7,0. Cada interna poderá participar de até três cursos.
As palestras que somam um total de treze, devem ser feitas durante todo o projeto e tratam dos mais diferentes temas. Três dessas palestras serão de treinamento e voltadas aos profissionais, técnicos e quadro de funcionários da Penitenciária que farão parte da execução do projeto.
Para as internas serão oferecidas 30 vagas por palestra que acontecerão a cada 15 dias, sempre as quintas-feiras.  Dentre os temas das palestras estão: Como prevenir DST’s e AIDS, Gestão de Negócios, Impasses e possibilidades no convívio social e familiar e  Comunicação Interpessoal.
A oficina de mosaico “Juntando os Pedaços”, que deu nome ao projeto, contará com 48 vagas. Haverá a formação de 4 grupos com 12 mulheres, trabalhando juntas por 2 meses na oficina, cujo capacitação em técnicas da produção de mosaico e a divisão de tarefas dentro da Oficina sempre se reiniciará conforme a mudança de equipe.
De acordo com o idealizador da oficina de mosaico, Melquiades Dovts,  a oficina será uma atividade terapêutica para as participantes. “Será necessário tempo pois é algo que requer paciência, mas o resultado será com certeza maravilhoso”.
A Diretora da Instituição, Giselle Léda, acrescenta ainda que elas terão a possibilidade de lucrar com seu trabalho feito dentro da unidade também do lado de fora. “ Ao final da oficina, os quadros devem ser vendidos e o dinheiro destinado a cada uma delas” , frisou.
Para a interna Salete Silva, há um ano e meio na unidade, esses projetos são sempre bem-vindos. Segundo ela, já fez vários cursos oferecidos na Penitenciária e assim que sair pretende aprimorar-se em segurança do trabalho, o qual se identificou quando fez na unidade.
A Secretária de Estado da Mulher, Catharina Bacelar, destaca o trabalho em equipe realizado pelos órgãos participantes do projeto em favor da melhoria na qualidade de vida das mulheres no sistema prisional. “ É bom ver que o trabalho está dando certo e tem o apoio das mais variadas instituições.”
Sobre o projeto, intitulado “Juntando os pedaços”, em função da oficina de mosaíco, a Secretária enfatiza a importância de atividades que ressocializem e capacitem essas internas, resgatando a cidadania e possibilitando um futuro melhor para essas mulheres. “Vamos juntar os pedaços” declarou,  fazendo uma alusão ao nome do projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.