sábado, 19 de outubro de 2013

Prefeito Clodomir implantará plano de cargos e salários, presidente da Câmara faz lobby com situação dos professores

O prefeito do município de Raposa, Clodomir de Oliveira(PRTB), está implantando em um prazo máximo de 90 dias o novo plano de cargos, carreiras e salários para os servidores de diversas áreas do município de Raposa. Dentre as quais, as dos professores. O prefeito se viu na obrigação de agir de tal forma, pois, chegando ao executivo, oito meses atrás, pouca coisa havia sido feito nesse sentido.    
Mas a mercê das negociações com os professores, o presidente da Câmara dos Vereadores, Eudes Barros(PRTB),  está fazendo lobby com a categoria docente de Raposa, que com toda legitimidade pediu pressa na execução do dito tratado entre prefeitura e servidores da educação.
Na sessão do dia 11 ultima sexta-feira, o auditório da Câmara ficou lotado de professores e servidores de várias categorias. Eles estavam reivindicando pressa na execução do Plano de Cargos e Carreiras estabelecido pela atual gestão municipal. Eles também reivindicavam a aprovação imediata do projeto de lei e a sanção por parte dos vereadores, de outros decretos de leis anteriores ao do mandato do prefeito Clodomir Oliveira, que foram engavetados por antigas gestões antes ou enquanto chegaram à Câmara Municipal.
Decreto do poder executivo do município de Raposa, defende construção de comissão para elaboração de projeto do PCCS dos funcionários públicos de raposa com elaboração coletiva e ampla discussão com todos os segmentos envolvidos.  
 


Também na sessão desta sexta-feira, 18, os servidores e professores estiveram mobilizados para pedir para todos os servidores a aprovação do projeto de lei que foi enviado ainda na gestão anterior e que institui o plano de Cargos, Carreiras e Salários. Entre as questões propostas está a precariedade das escolas, a jornada máxima de trabalho dentro da sala de aula. “Apesar de enviar vários ofícios ate a presente data, solicitando manifestação do executivo, ainda não foi colocado em prática do PCCS estabelecido pelo executivo”, afirmou Beka Rodrigues, presidente da ASISMU, a entidade que organiza o movimento. A categoria alega que essa demora considerada pelos educadores contabiliza prejuízos para os servidores, professores e população em geral de Raposa. Na opinião dos professores, há descompromisso da atual gestão com relação ao plano. “viemos pra cá para a câmara municipal em favor deste projeto de lei instituído pelo próprio executivo, O qual a câmara não votou ano passado e temos a intenção de pressionar os poderes para a correta efetivação do mesmo visto que o plano ratifica os direitos salariais dos servidores” esclareceu a professora Geny, da rede de ensino municipal.
fruto de termo de ajustamento de conduta assinado no ministério publico, O PCCS já foi implantado com relação a  sua primeira etapa. Os professores e servidores manifestantes alegam que a prefeitura fez o concurso público conforme previsto no TAC, mas ainda não cumpriu a outra parte do plano que comtempla os direitos isonômicos.  Eles querem agora que o projeto seja enviado para as comissões e posteriormente levar para a apreciação em plenário. Os docentes também denunciam que a maioria dos vereadores desconhecia o projeto.
Outra reclamação dos manifestantes é o enquadramento de professores de 20 horas a 16 anos por não terem graduação. Por esse motivo eles ficam de fora da garantia de gratificação, progressão horizontal e quinquênio. “Queremos correção com base na isonomia” resume Beka.
Francisco Manoel, servidor do município de Raposa, está esperançoso que o prefeito vai antecipar o PCCS e destacou que os servidores estão reunidos com alguns colegas da saúde dando as mãos para unir as forças e lutar pelos direitos na educação, quede acordo com os manifestantes tem as mesmas causas voltadas para a área da saúde.
Todos acompanharam o discurso dos vereadores e deixaram claro que não é nada pessoal contra o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.