quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Central de Tratamento de Resíduos entrará em operação em junho de 2014

Aterro da Ribeira passará por tratamento específico com o novo centroA Prefeitura de São Luís implantará até junho de 2014 a nova Central de Tratamento de Resíduos (CTR). A obra já está com 90% dos serviços concluídos. No mesmo período, será iniciado o tratamento ambiental do Aterro da Ribeira, que passará a receber apenas os resíduos inertes. A mudança se dá pela Lei n° 12.305, de 2 de agosto de 2010, que determina como prazo para o início das atividades do novo aterro agosto do próximo ano. A Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp) trabalha para antecipar o início da operação para junho de 2014.

“Esta Lei confere quatro anos para todas as capitais, todas as grandes cidades acabarem com os lixões do país e mudarem para aterros sanitários. Esse é o trabalho que estamos fazendo e que será concluído dentro do prazo. Portanto, não se pode acusar a Prefeitura de não estar cumprindo com o determinado. A realidade é totalmente oposta. Estamos até em condições de antecipar a conclusão da obra do novo CTR. Estamos muito perto da solução definitiva da questão”, explicou o titular da Semosp, José Silveira.

Quanto à questão das aves na área do Aeroporto Hugo da Cunha Machado, o secretário explicou que o Aterro da Ribeira obedece às normas do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e que existem muitas irregularidades na destinação do lixo nos arredores do Aeroporto. Em diversos pontos há falhas na estrutura do muro do local, o que facilita a entrada de pessoas para descarte irregular de lixo.

“A Semosp realiza limpeza diária nos arredores do muro que delimita a área da Infraero. A Secretaria é responsável pela limpeza em ambientes abertos e públicos, não tendo autorização para interferir em áreas consideradas de propriedade privada, então, não podemos fazer uma limpeza da área interna delimitada pelo muro. Contudo, estamos dispostos a colaborar com os responsáveis pelo terreno com uma ação, mesmo que seja em mutirões, para amenizar o problema”, disse José Silveira.

Aterro da Ribeira

O Aterro da Ribeira já passou por várias mudanças desde o início da administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Foi implantado o sistema de drenagem de águas superficiais e todos os dias é lançado material argiloso sobre a superfície do lixo.

“Temos hoje em nossa cidade um lixão controlado. Aquela imagem de milhares de aves sobrevoando o espaço não existe mais daquela maneira. Hoje trabalhamos da seguinte forma: as frentes que são abertas para receber o lixo coletado durante o dia são fechadas logo após o descarte dos resíduos. Estamos fazendo e cumprindo com toda a nossa obrigação referente ao caso. Esta é uma determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, afirmou o secretário de Obras e Serviços Públicos.

Com o novo Centro, o Aterro passará por tratamentos específicos no intuito de cessar os impactos ambientais causados após anos de atividade. Além disso, para solucionar problemas com lixões na área urbana da cidade, a Prefeitura já autorizou a construção de ecopontos distribuídos estrategicamente em bairros da cidade. No total serão 40 novos pontos de descarte. A execução do projeto está sob a responsabilidade da empresa São Luís Engenharia Ambiental (SLEA), terceirizada para serviços de limpeza e coleta de lixo na capital.

As ações de implantação da CTR, bem como dos ecopontos, não trarão custo adicional à Prefeitura, uma vez que houve a reavaliação e realinhamento do contrato existente de Parceria Público Privada entre a Prefeitura e a SLEA. A repactuação reduziu o custo em R$ 4 milhões por mês e diminuição em um total de 800 milhões no valor total da PPP.

Coleta

Na área de coleta, a Prefeitura destaca os avanços do setor. O serviço é realizado com máquinas e caminhões compactadores modernos em toda a cidade. Para o melhor aproveitamento das equipes de trabalho, alguns trechos recebem coletas diárias (praias, feiras, área central, área histórica e avenidas) e outro em dias alternados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.