terça-feira, 12 de novembro de 2013

SSP apresenta suspeitos de envolvimento nos ataques a traillers da PM

Kenilson Teixeira dos Santos, Mailson Trindade Santos, Wesley Santos Correia, Felipe Amaral Mendes, Railton Moraes Fernandes, Danrley Amorim Pereira, Raica
Como parte das ações em resposta aos ataques a dois trailers da Polícia Militar, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) identificou e apresentou durante entrevista coletiva à imprensa, na manhã desta terça-feira (12), oito suspeitos de envolvimento nos ataques ocorridos durante o fim de semana passado a postos policiais. As investigações apontaram, ainda, que dois adolescentes estariam envolvidos nas ações. Um deles, de acordo com o secretário Aluisio Mendes, dirigia a caminhonete S10 utilizada nos ataques do Bairro de Fátima, ao distrito policial do Maiobão e ao Fórum, em Paço do Lumiar. O adolescente é foragido de uma unidade de internação provisória de menores de Goiânia.   Nas ações criminosas, o soldado Francinaldo Sousa Pereira foi atingido e foi a óbito, e o sargento Marco Antonio Correa Cutrim e uma moradora do bairro de Fátima também foram atingidos e levados para o Centro Cirúrgico do Socorrão I e passam bem.
Durante a entrevista coletiva, o secretário Aluisio Mendes reafirmou que todos os detidos integram uma facção criminosa que agia na Região Metropolitana. E que os ataques protagonizado pelo grupo criminoso é uma reação à atuação das Polícias Civil e Militar, que vem fazendo frente ao crime em toda a capital. A análise do secretário refere-se às mais de 40 prisões efetuadas nos últimos sessenta dias. Estiveram presentes, ainda, o secretário adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laércio Costa; a delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende.
O segundo adolescente apreendido também é foragido de uma unidade de menores em Goiás. As investigações apontaram que assim que o adolescente chegou ao Maranhão foi cooptado para o crime. Os pais do adolescente, segundo o inquérito, também têm envolvimento com tráfico de drogas, tanto em outros estados como em outros países.
“O crime está sentindo que está tendo seu espaço atingido. No Rio de Janeiro, Bahia e outros estados também aconteceram ataques ao Sistema de Segurança assim que as polícias enfrentaram o crime organizado. É a maneira covarde que eles estão tendo de dar uma resposta. Mesmo de diante estamos preparado para combater todas as ações criminosas”, afirmou Aluisio Mendes.
O secretário de Segurança agradeceu a parceria com o Poder Judiciário e lembrou a Justiça tem decretado de forma célere e ágil as solicitações da Polícia Civil. As medidas que serão tomados pelo Sistema de Segurança, nas próximas semanas, serão duras e contundentes contra os criminosos.
Foram detidos Iana Mara Silva Rodrigues, 22 anos, residente Vila Embratel; Mailson Trindande Santos, 25, morador da Salina do Sacavém; Wesley Santos Correia, 18, residente Vila Mariana; Danrley Vitor Amorim Pereira, 18 anos, residente da Alemanha; Felipe Amaral Mendes, 19, Railson Moraes Fernandes, 23, Raicard Moraes Fernandes, 22, Kenilson Teixeira dos Santos, conhecido como “Lourinho”, 29, moradores do Jaracaty.
 O subcomandante geral da Polícia Militar, coronel João Nepomuceno declarou que o momento é da corporação unir os esforços em prol do combate a essas ações criminosas. “Vamos continuar identificado de forma precisa todos os que fazem parte destes organismos criminosos. Iremos ter um policiamento mais incisivo e que não dê brecha para o crime”, garantiu.

Durante os flagrantes foram apreendidos com os criminosos, quatros revólveres, sendo deles de calibre 38, 73 pedras de crack, um tijolo de maconha, uma balança de precisão e munições calibre 38 e 9 mm, sete aparelhos celulares e quantia de R$ 79 reais. O bando foi autuado por participação em organização criminosa armada, porte ilegal de arma de fogo com numeração raspada e por tráfico de drogas.
O superintendente de Investigações Criminais, delegado Augusto Barros ressaltou que a polícia tem provas suficientes que comprovam o envolvimento do bando com os ataques. Ele contou que diligências, que envolvem vários elementos de inteligência policial, aliadas aos trabalhos tecnológicos e humanos possibilitaram desenhar o papel de cada grupo criminoso e chegar a cada integrante. As investigações vão continuar a fim de capturar o restante do bando e identificar a participação de cada um dos detidos nos ataques. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.