sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Secretário Sebastião Uchôa orienta vigilantes armados sobre procedimentos carcerários

O secretário de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa orientou, na manhã desta quinta-feira (12), mais de 80 homens da empresa privada de segurança armada que atua nos presídios da capital em procedimentos carcerários. Na ocasião, os terceirizados participavam do Curso Básico de Rotina Interna Prisional, ministrado pela Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap), por meio da Escola de Gestão Prisional.
Na oportunidade, o secretário instruiu os profissionais como eles têm de agir ao adentrarem as unidades prisionais. Segundo Sebastião Uchôa, hoje os terceirizados armados são uma força auxiliar dos servidores prisionais, contribuindo, assim, para o reforço da segurança interna e externa dos presídios. "O trabalho realizado por esses profissionais tem sido muito bem aceito pelos diretores e pela Sejap. Eles têm evitado fugas e, sem falar, que eles hoje são uma força auxiliar dos servidores", afirmou o secretário.
Com o objetivo de qualificar esses profissionais para trabalharem no sistema, o curso é ministrado por diretores de unidades prisionais, homens do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop) e também pelo efetivo da Força Nacional. O operador do Geop, Carlos Eduardo Sousa Aguiar, disse que o curso tem como finalidade orientar os terceirizados para eles executarem, da melhor forma possível, os trabalhos operacionais no sistema carcerário. Além disso, Aguiar complementou afirmando que "ao termino do curso os vigilantes estarão capacitados para atuarem no sistema como força auxiliar dos servidores prisionais", reiterou.
O curso, ministrado durante três dias, conta com aulas teóricas e práticas. Um dos profissionais beneficiados com o curso, o vigilante Daniel Costa, contou que o treinamento tem sido muito bem aproveitado por todos. De acordo com ele, o quadro profissional dos terceirizados tem absorvido bastante todas as instruções repassadas pelos palestrantes. "Tudo que nos tem sido passado tem servido muito para a nossa conduta nas unidades e para a nossa qualificação profissional", comentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.