domingo, 26 de janeiro de 2014

Dj de radiola de reggae more em acidente na Avenida dos Africanos

Por volta das 1h30 da madrugada deste domingo (26), um acidente, na Avenida do Africanos, em São Luís, tirou a vida do DJ de Reggae Wilson Magaiver, de 40 anos. Ele era morador do Coroadinho e voltava para casa após ter tocado em uma festa particular, quando a moto em que pilotava bateu na traseira de um carro que teria feito uma curva irregular e sem sinalizar, próximo ao Motel Studio A, na Areinha, conforme relataram amigos do Dj. Eles afirmam também que houve clara negligência na prestação de socorro à vítima, que ainda estava consciente até dar entrada no hospital, depois das 3h30 da manhã.

Testemunhas contaram que mesmo após várias tentativas de contato com o SAMU*, ninguém apareceu para fazer a remoção correta da vítima, que devido à força do impacto apresentava fratura na perna e várias escoriações pelo corpo. A pessoa que avisou os familiares, conta detalhes de como tudo aconteceu.

“A minha cunhada viu todo o acidente. Disse que ele bateu na traseira de um carro que fez o retorno sem sinalizar. Ela veio embora 03h05min e a ambulância ainda não tinha chegado ao local. Ele estava vivo, conversando, e ainda chegou a entregar a mochila com o notebook e o celular, pedindo para ela avisar a esposa dele, mas o aparelho não funcionou devido o estrago da batida. Foi quando ela me ligou para avisar o irmão dele que é proprietário de uma loja de peças, no ponto final dos ônibus Parque Timbira. O mais revoltante é que Wilson não morreu na hora. Poderiam ter prestado socorro a tempo e salvo a vida dele”, relata.

Amigos disseram ainda que, além da demora no socorro, uma viatura da Polícia Militar passou pelo local do acidente, mas não chegou a parar e saber de que se tratava.

“Às 03:20h ainda não tinha aparecido uma ambulância sequer. Ele estava consciente, falando, chegou a sentar, e foi obrigado a esperar praticamente por 2 horas para ser atendido. Quem estava no local disse que passou uma blazer da Polícia, mas ignorou e não prestou o socorro. Pai de família, pessoa de bem, mais uma vítima do trânsito e da negligência do serviço público. Revoltante tudo isso!”, lamenta um amigo de profissão do Dj.

Parentes disseram que o paciente veio a falecer de hemorragia interna, 20 minutos após dar entrada no Hospital Municipal Djalma Marques. Wilson Magaiver era casado e deixou uma menina ainda bebê.

O velório acontece na casa onde ele morava com a família, na Vila dos Frades, Coroadinho, próximo à Igreja Católica Nossa Senhora de Fátima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.