segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

R$ 42 milhões desviados da Caixa foram parar em conta de empresa de transportes de SLZ

Suplente de deputado federal maranhense teria recebido R$ 13 milhões do esquema; PF apreendeu monomotor que seria do peemedebista

Dos R$ 73 milhões desviados pela quadrilha montada para forjar o pagamento de um falso prêmio da Mega-Sena por uma agência da Caixa em Tocantinópolis (leia mais), pelo menos R$ 42 milhões foram depositados na conta de uma empresa de transportes de São Luís. Foi o que informou ontem reportagem de O Globo.
Segundo a polícia, essa era uma forma de camuflar a movimentação do dinheiro desviado do banco. A polícia pediu o bloqueio do dinheiro e a prisão do representante da empresa, que seria de São Paulo. O empresário golpista é um dos acusados de envolvimento no caso que estão foragidos. Até agora, a polícia prendeu dois suspeitos: Robson Nascimento e Ernesto Vieira, que é suplente de deputado federal pelo PMDB.
Os federais suspeitam, ainda, que um avião Minuano apreendido durante a operação seja dele. O político teria recebido R$ 13 milhões do esquema.
A PF informou no sábado (18) que a fraude consistiu na abertura de uma conta corrente na agência da Caixa no município de Tocantinópolis (TO), em nome de uma pessoa fictícia, criada para receber um falso prêmio da Mega-Sena no valor aproximado de R$ 73 milhões. Em seguida, o dinheiro creditado foi transferido para diversas contas.

Ernesto Vieira (foto acima) foi candidato a deputado federal pelo PMDB na eleição de 2010, quando conseguiu 9.923 votos. Na ocasião, ele declarou possuir R$ 1,2 milhão em bens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.