sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Sedes reúne entidades rurais contempladas com projetos produtivos

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes) reuniu as 46 entidades contempladas com projetos produtivos, fruto de acordo de cooperação celebrado entre o Governo do Maranhão e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio do edital 01/2012, para concessão de recursos não reembolsáveis. A reunião técnica, ocorrida no final desta semana e da qual participaram o titular da Sedes, Fernando Fialho, e técnicos do referido órgão, teve como propósito repassar orientações e procedimentos a serem adotados pelas entidades, durante a execução dos projetos produtivos.
Os projetos serão executados com recursos da ordem de R$ 10,5 milhões, contemplando atividades de agroindústria, horticultura irrigada, avicultura, piscicultura, fruticultura, apicultura, pesca artesanal, patrulha agrícola mecanizada, entre outros.  “Sabemos da importância da orientação às entidades nesse processo, para que os projetos produtivos dêem certo. E nosso objetivo em promover esse encontro é explicar os detalhamentos da execução dos projetos, o passo-a-passo, para que estes sejam operacionalizados de acordo com a legislação estadual e federal vigentes”, salientou Fabíola Ewerton, superintendente de Agricultura Familiar da Sedes.
Segundo ela, entre as orientações repassadas às entidades contempladas estão os procedimentos que vão precisar atender durante a execução dos projetos, principalmente no que diz respeito à realização de licitações, à prestação de contas e ao correto atendimento do plano de trabalho celebrado em convênio.
De acordo com Fernando Fialho, a execução dos projetos produtivos demonstra o compromisso do Governo do Estado com a agricultura familiar. “Fizemos um grande pacto com as prefeituras municipais para promovermos a melhoria da infraestrutura de produção de modo geral e, consequentemente, o fortalecimento da agricultura familiar no estado”, disse Fernando Fialho.
Segundo o secretário, são ações que contemplam desde a construção de estradas vicinais, o estabelecimento e apoio a arranjos produtivos locais, a assistência técnica para possibilitar acesso às inovações tecnológicas, entre outras ações que contribuam para a redução da pobreza no campo.

Presente à reunião, o presidente da Associação de Barra do Corda, Francisco Santana, disse que considerava importante as orientações repassadas. “Os esclarecimentos contribuem para o sucesso dos projetos produtivos implementados pelas associações e cooperativas rurais. É bom para a gente e também para o Governo, que incentiva a produção”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.