terça-feira, 29 de abril de 2014

Presos suspeitos de assaltos, homicídios e tráfico de drogas


Militares do Serviço de Inteligência da Polícia Militar prenderam, nesta terça-feira (29), suspeitos de envolvimento em assaltos, homicídios e tráfico de drogas em São José de Ribamar. Na ação, oito adolescentes foram apreendidos. Estão detidos Leonardo Bruno Alves e Edivaldo Duarte Ribeiro Júnior, ambos de 18 anos.
Segundo o delegado titular Pauliran de Moura, titular da Delegacia de São José de Ribamar, a Polícia Militar recebeu informações do Disque – Denúncia (3223-5800) que delatavam as ações da quadrilha atuante, principalmente, na região do residencial Turiuba.
Já segundo informações da Polícia Militar, após cometer algum crime, a quadrilha se escondia em um barraco, localizado atrás do residencial, dentro do mangue. Além cometer vários delitos, o grupo criminoso estaria expulsando moradores das casas do Turiuba, para que integrantes da quadrilha ocupassem as residências. 
Ainda de acordo com a PM, o bando ao perceber a presença da polícia disparou contra as guarnições do Serviço de Inteligência. Durante o confronto, Alessandro da Conceição, o Cicatriz, de 25 anos e Ivanilson Nunes Frazão, conhecido como “Tonel”, 18 anos, foram atingidos e encaminhados para o Hospital Clementino Moura (Socorrão II), mas não resistiram aos ferimentos e faleceram.
Durante a ação, três adolescentes também foram atingidos de raspão e, imediatamente, foram socorridos.
No barraco, explicou o delegado Pauliran de Moura, foram apreendidas quatro armas, sendo uma pistola 380, um revólver calibre 38, duas espingardas de calibres 12 e 20; 52 munições, sendo 45 de calibre 380 e sete de calibre 38; 171 cabeças de crack; uma pedra de 120 gramas da mesma droga; 4 aparelhos celulares e uma quantia de R$15 em espécie.
Leonardo e Edivaldo foram encaminhados para a Delegacia de São José de Ribamar e autuados por formação de quadrilha, tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de armas. Em desfavor dos adolescentes foi lavrado o auto de apreensão em flagrante.
Após os procedimentos policiais, os adolescentes foram para o Centro de Juventude Canaã, no Vinhais, e ficarão à disposição do Ministério Público. Já Leonardo e Edivaldo foram encaminhados para o Centro de Triagem de Pedrinhas e permanecerão detidos à disposição da Justiça.

Serviço de Inteligência da PM recupera no Residencial Paranã, produtos roubados

Durante um trabalho de investigação realizado por equipes do Serviço de Inteligência do Comando Geral foram apreendidos vários aparelhos celulares, TV’s e tablets oriundos de roubo e ainda apreendido droga e munição. A apreensão ocorreu em uma residência na Alameda 13, no bairro Paranã I, área do Maiobão.
De acordo com informações policiais, a residência identificada nas investigações vinha sendo utilizada pelos assaltantes, que estariam também envolvidos no assalto à Loja Liliane, ocorrida na tarde de segunda-feira (28), para esconder os produtos roubados. No interior do imóvel foram encontrados 14 aparelhos celulares, três tablets, duas TV’s e uma pedra pesando aproximadamente 30 gramas de crack, oito munições, sendo  cinco calibre 40 e três calibre 380 e uma balança de precisão.
A ação da Polícia Militar foi desencadeada com base em levantamentos que indicavam a residência como o ponto onde a quadrilha armazenava os produtos roubados. Diante das informações, a guarnição montou campanas no local. Ao perceber a presença da polícia, os suspeitos empreenderam fuga.
A polícia identificou que Lailson Luís Abreu Furtado, conhecido Xeréu, de 20 anos; sua companheira Sphefanny Layna Motta, 18, e Ridelson Luís Brito Taura, conhecido como “cara de porco”, 20, eram os moradores da casa e teriam praticado o assalto. Segundo a polícia, durante a fuga eles levaram parte do material roubado.
Os policiais identificaram a proprietária da casa, que relatou que a casa estava alugada desde quinta-feira (24). Ainda segundo a proprietária, todo o procedimento de aluguel da casa foi negociado com  Sphefanny, que está grávida.
O material apreendido foi levado para a Delegacia do Maiobão. Os produtos, segundo a polícia, estavam com identificação de lojas e seriam oriundos de estabelecimentos especializados em venda de telefonia móvel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.