quinta-feira, 12 de junho de 2014

Com dois do atacante do Barcelona, seleção brasileira venceu na estreia por 3 a 1. Ainda houve um pênalti não existente em Fred que iniciou a virada do time de Felipão

Toda festa precisa de música. Um som que dite o ritmo. A 12 minutos do pontapé inicial da partida de abertura da Copa de 2014, nesta quinta-feira, jogadores de Brasil e Croácia já se perfilavam no túnel quando o sistema de som da Arena Corinthians entoou “Thunderstruck” (assustado, em português), da banda de rock AC/DC. Se o estádio já pulsava, foi ao ápice com o Hino Nacional, cantado à capella após o padrão Fifa cortar a execução. São Paulo, considerada uma cidade que recebe friamente a seleção brasileira, entrou no clima. Sim, ia ter Copa.


O gol contra de Marcelo o deixou assustado, como diz a música do AC/DC, mas o astral não se abalou. Neymar chamou os holofotes, foi para o centro da pista e empatou. No segundo tempo, com os 62.103 convidados inquietos e já esperando o fim de festa desanimados nas arquibancadas, entrou em cena o árbitro japonês Yuichi Nishimura. Ele marcou pênalti inexistente em Fred, e Neymar converteu. Oscar fechou a conta, garantindo a vitória e a festa do Brasil na abertura da Copa em que é anfitrião.

Com os 3 a 1 no placar, o Brasil superou seu primeiro desafio na busca pelo sexto título mundial. No ritmo de Neymar, ovacionado pela plateia, espera-se que o ritmo da festa seja semelhante contra o México no próximo dia 17, no Castelão, em Fortaleza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.