segunda-feira, 23 de junho de 2014

Delegado destaca ações à frente do 14°Distrito Policial

O delegado titular do 14º Distrito Policial, localizado no Bairro Bequimão, Jeferson Miller Portela e Silva, destacou as principais ações deflagradas à frente do DP e das mudanças na pasta da secretária de Segurança Púbica.

O delegado pontuou que uma das primeiras ações à frente do 14º DP foi representar pela decretação de prisões de inquéritos que transitavam pela delegacia. Ele também destacou a importância da brevidade nos casos. “Determinação de elucidar rapidamente os casos e cumprir a missão constitucional.

Jeferson Portela destacou também a importância da proximidade da população para o desempenho da polícia. “O relacionamento com a comunidade é fundamental. Quando a população confia, ela colabora”, destacou.

A parceria com a Polícia Militar também é um dos pontos importantes citados pelo delegado. “Trabalhamos de modo completamente integrado. Importante a união com a Polícia Militar para somar forças nas ações”, frisou.

O delegado destacou o grupo de apoio de captura da Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), coordenado pelo delegado Armando Pacheco, que tem contribuindo nas ações do DP.

Com relação ao atual secretário de segurança, Marcos Affonso, o delegado Jeferson Portela relatou que “trouxe tranqüilidade ao sistema de segurança pública. As pessoas confiam nele e isso gera harmonia, e consequentemente a eficiência”, pontuou.

Principais ações

Abaixo, algumas ações de maior relevância pontuadas pelo delegado Jeferson Portela. Algumas citadas pela repercussão e outras por contribuir diretamente na redução da criminalidade na região.

Prisão de Daniel Lima Lira, envolvido em vários crimes no Cantinho do Céu e na Vila 7 de Setembro. Este foi o primeiro caso elucidado pelo delegado Jeferson Portela à frente do 14º DP. Daniel Lima Lira foi o mandante do homicídio de um homem encontrado morto na parada do Roque Santeiro. Ele era envolvido com o tráfico de drogas e integrava um grupo criminoso que agia com muita violência. Contra ele, foi aberto seis processos pelo 14º DP. O delegado informou que com a prisão de Daniel foi reduzido a taxa de criminalidade nos bairros do Cantinho do Céu e na Vila 7 de Setembro.

- Prisão de Darlan Marques Almeida, conhecido como “Homem Aranha”. Ele atuava principalmente no Angelim Velho e na Vila Parque Xavier assaltando residências na região.  Contra ele foi instaurado cinco inquéritos pelo 14º DP.

- Prisão de Cristiano Cunha Verde. Contra ele foi instaurado quatro inquéritos por furtos a carros e a residências na área do Bequimão.

- Prisão de Alexandre Marques Almeida, conhecido como “Peixinho”. Saiu no indulto de natal do ano de 2013 e não retornou à unidade prisional. Ele estava praticando assaltos no Novo Angelim e Parque Xavier. Foi recapturado em março deste ano.

- Prisão de Laílson Luís Abreu, conhecido como “Xeleu”, líder da quadrilha. O grupo armado era responsável por arrecadar dinheiro para o “Bonde dos 40”. Realizava assaltos no Cohafuma, Vinhais, Cohama, Cohajap, Shalon, Bequimão e Angelim. O delegado Jeferson Portela representou pela prisão de dois comparsas de “Xeleu”, identificados como Raelson Luís Brito Paura, conhecido como “Cara de Porco” e Adaílton Pereira dos Santos Júnior, conhecido como “Vitinho”. A Justiça deferiu o pedido de prisão dos dois. Eles continuam foragidos.

- Quadrilha do Bofe. Foram presos Antônio Fernando Ribeiro Monteiro, conhecido como “Bofe”; Caio César Ferreira Pires, “conhecido como “Camarão”; Jenilson de Araújo Ramos, conhecido como “Radica”; e apreendido um adolescente de 17 anos. “Bofe” trabalhava em uma locadora de veículos e aproveitava a oportunidade para utilizar os carros para praticar delitos com os comparsas. No último dia 25, a quadrilha matou o vigilante Joílson Reis dos Passos, durante um assalto no Angelim. Antes deste latrocínio, “Camarão” e o adolescente tinham atirado em um rapaz, que morreu cinco dias depois no hospital.
- Caso da clínica clandestina “Carpen Dien”. O proprietário da clínica, Diones Silva Gonçalves, e o comparsa Marcos Luanderson Gomes de Sousa foram presos depois de vitimarem várias mulheres durante os procedimentos. Quinze mulheres procuraram o 14º DP e denunciaram o suposto esteticista. O delegado disse que há um número muito maior de vítimas, que não procuraram a delegacia por algum tipo de receio. 
    
- Prisão de Wellington Silva e Silva. Ele espancou até a morte o enteado de apenas dois anos.          Ele apresentou uma versão que foi contestada pelos laudos médicos.

- Prisão de Jaconias Andrade de Carvalho, conhecido como “Jacó”. Ele era vigilante de residências no Maranhão Novo e aproveitava para roubar as casas. Ele foi preso pela prática de um roubo em uma das casas durante a madrugada. Na ocasião, ameaçou matar uma criança, caso a mãe não lhe entregasse os objetos do local. Ele já tinha uma condenação e foi indiciado em três inquéritos pelo 14º DP.

- Prisão de George Martins Goes, conhecido como “Negueba”, integrante do “Bonde dos 40”. Assaltante extremamente violento. Ele sempre agredia as vítimas durante as práticas criminosas.

- Prisão do ex-policial militar Rafael Raniere Nussrala Leite Nunes, Paulo Leonardo Oliveira, José Carlos Ferreira Costa e Gabriel Freire dos Reis. Eles praticaram seis assaltos, e em todos balearam as vítimas. Rafael Raniere Nussrala Leite Nunes era quem alugava as armas para o bando. Depois da prisão, ele foi expulso da corporação.   
Circunscrição do 14º DP

O 14º Distrito Policial abrange os seguintes bairros: Angelim Velho, Cantinho do Céu, Cohama (parte do Big Gago), Conjunto Residencial do Angelim, do Bequimão, do Ipase (lado de cima), Conjunto Manoel Beckaman, Maranhão Novo, Residencial Primavera, Conjunto Rio Anil, Novo Angelim, Residencial Esperança, Residencial Pinheiro, Residencial Araras, Residenciais São Domingos I e II, Vila Regina e Vila Ivan Sarney.

Perfil do delegado

Jeferson Miller Portela e Silva têm 49 anos e é natural de Chapadinha (MA). Ele ingressou na Polícia Civil no ano de 1998. Ele foi o 1º delegado de carreira do município de Bequimão, atuou também na Regional de Itapecuru-Mirim, na Comissão de Combate ao Crime Organizado, foi presidente da Associação dos Delegados de Polícia (ADEPOL), secretário adjunto na gestão de Raimundo Marques, delegado geral da Polícia Civil do Maranhão, titular da delegacia do Homicídio, do 10º Distrito Policial (Bom Jesus) e desde dezembro de 2012 titular do 14º DP (Bequimão).

Delegado Jeferson é Pós-graduado em Direto Penal e Processual Penal e especializado em Ciências Criminais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.