domingo, 20 de julho de 2014

CHACINA EM MATINHA



Na madrugada do dia 20/07/2014, ocorreu uma chacina no povoado São Raimundo, próximo ao Igarapé do Gongo, zona rural da cidade de Matinha, o acusado GENILSON GOMES NUNES, de aproximadamente 40 anos de idade, filho de João Batista Nunes e de Raimunda Rosa Marinho Gomes, assassinou a golpes de faca e pauladas sua  ex-mulher CRISTINA DOS SANTOS NASCIMENTO, de 26 anos de idade, e seu filho ALLYSON JÚNIOR NASCIMENTO PINHEIRO, de apenas um ano de idade, o qual foi encontrado dentro de um poço sem vida. Outros dois filhos da senhora CRISTINA DOS SANTOS, Ana Gabryeli dos Santos,de 3 anos de idade e Lucas Josafá do Nascimento, de 5 anos de idade, também foram feridos a golpes de faca, e ambos foram encaminhados para cidade de São Luís/MA, em estado grave.
        Insatisfeito com a morte das crianças e da ex-mulher, o homicida GENILSON GOMES, também matou o senhor AFRÂNIO NASCIMENTO, de 55 anos de idade, e MARIA DOS SANTOS NASCIMENTO, de 45 anos de idade, ambos pais da ex-mulher do acusado. 
        Após ter praticado o crime, a população local e a PM, começaram as buscas pelo acusado, o qual logo foi encontrado por um grupo de populares que o cercou e o linchou, apesar da presença dos militares que tentaram preservar a integridade física do acusado, tomando este das mãos dos agressores e o levando para o Hospital de Viana, o mesmo não resistiu aos ferimentos e também veio a óbito.
        Todos os óbitos foram ocasionados por ferimento de arma branca (faca) e pau, e levantamento dão conta de que o criminoso era oriundo da cidade de São Luís/MA.
        Segundo investigação realizada pelo Delegado de Plantão, LEONARDO CARVALHO, o acusado mantinha um relacionamento com a mãe das crianças e esta o largou e voltou para o ex-marido, fato este que teria motivado o crime.
        A intenção do GENILSON GOMES, era a de assassinar o casal, porém, ao chegar à casa das vítimas, estes não se encontravam, tendo o criminoso assassinado os pais de sua ex companheira, sua irmã e o bebê que foi lançado vivo no poço, o qual teria morrido afogado.  A prática criminosa teria sido perpetrada apenas pelo GENILSON GOMES NUNES.    

FONTE: Delegado Regional (Ricardo Pinto Aragão)

Um comentário:

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.