domingo, 13 de julho de 2014

Impugnações a todo vapor no Maranhão

Além da impugnação do registro de candidatura de Edinho Lobão, patrocinado pelo deputado federal Simplício Araújo, pelo menos mais três importantes impugnações foram registradas hoje (12).
O petista Márcio Jardim impugnou a candidatura de Nina Melo (PMDB), filha do presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo, também do PMDB.
O Ministério Público Eleitoral (MPE) impugnou a candidatura do suplente de deputado estadual Luciano Genésio – ele também foi impugnado pelo vice-prefeito de Pinheiro, César Soares (PT).
E a pré-candidata a deputada Valéria Braga impugnou a candidatura do suplente de senador Raimundo Monteiro (PT).
Todos os casos devem ser julgados pelo TRE até o dia 5 de agosto. Ainda neste sábado o MPE deve encaminhar à Justiça Eleitoral uma lista com pelo menos 20 impugnações.

Flávio Dino teme Lobão

Desde a pré-campanha estava claro o temor do Flávio Dino (PCdoB) em relação a Edinho Lobão (PMDB).
A entrada apoteótica do peemedebista na disputa, o trato diferenciado dele com a classe política e, principalmente, o crescimento nas pesquisas, levaram o comunista e seus aliados a tentarem de tudo para minar o adversário.
Foram boatos, matérias requentadas, ataques, ações judiciais… Nada funcionou.
Começa a campanha e o bunker oposicionista usa a estratégia já esperada. O deputado federal Simplício Araújo (SDD), aliado de Flávio Dino, impugnou a candidatura de Lobão Filho (reveja) – mas deve sem processado por litigância de má-fé por isso (veja).
Advogados do candidato já consultados pelo blog garantem que não há problemas com o registro da candidatura e que a defesa será tranquila.
Prova de que, mais do que tirar o candidato do PMDB da disputa, Dino e seus aliados querem mesmo apenas criar embaraços à candidatura, a dúvida sobre se Edinho sustentará ou não seu projeto até outubro.
Por enquanto, a oposição perde todas. Para eles, melhor seria se a disputa pudesse ser resolvida com um WxO…

Simplício pode ser processado por litigância de má-fé após impugna Edinho Lobão

O deputado federal Simplício Araújo (SDD) pode ser processado por litigância de má-fé após haver protocolado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão impugnação do registro de candidatura do senador Edison Lobão Filho (PMDB), da coligação “Pra Frente, Maranhão”.
O parlamentar, aliado de Flávio Dino (PCdoB), candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, quer tirar o peemedebista da disputa porque uma empresa dele tem contrato ainda em vigência com o Governo do Estado.
Segundo a Lei Complementar nº 64/1990, para ter condições de elegibilidade, os candidatos precisam haver deixado, seis meses antes das eleições, cargos ou funções de administração de empresas que mantenham contrato com o Poder Público.
Ao blog, o próprio Edinho Lobão lembrou que, para ser suplente de senador ele já havia passado por esse crivo. “Não existe o menor fundamento nisso [impugnação protocolada por Simplício Araújo]. Para ser senador eu saí formalmente da gestão de todas as minhas empresas”, declarou.
Na verdade, Simplício tentou melhorar sua imagem com a impugnação. Flagrado pelo blog mandando emendas de sua autoria para um centro de saúde de São Paulo (reveja), o aliado do comunista tenrou fazer parecer, agora, que se importa com o tratamento de câncer no Maranhão.
Errou duas vezes: primeiro porque a impugnação não tem razão de ser; segundo, porque no caso denunciado, em nota a Secretaria de Estado da Saúde (SES) já informou que o prédio alugado está em fase final de adequações para que seja instalado o Centro Ambulatorial de Atenção à Saúde do Paciente Oncológico.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.