sexta-feira, 5 de setembro de 2014

SSP apresenta assaltantes de carro-forte


Em entrevista coletiva, o subdelegado Geral da Polícia Civil, Augusto Barros, apresentou, na tarde desta sexta-feira (5), no auditório da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), em São Luís, três suspeitos de envolvimento em um assalto a carro-forte no estado do Pará. Presentes na coletiva o superintendente da Seic, Luís Jorge Matos e o chefe do Departamento de Combate a Roubos a Instituições Financeiras (DCRIF), Thiago Bardal.

A prisão de Gilvan Soares da Silva, conhecido como “Carequinha”, 40 anos, natural da cidade Paulo Afonso (BA); Rafael Moraes de Vasconcelos, o “Rafinha”, 25 anos, natural do município de Cabroró (PE); e Valdiran Nunes da Silva, o “Paulista”, 32 anos, de origem da cidade São Domingos do Maranhão (MA), se deu na quinta-feira (5), em São Domingos do Maranhão.
O trio foi detido após uma operação conjunta deflagrada pelo DCRIF, órgão ligado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), com o apoio do Grupo de Resposta Tática (GRT), e pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) do Pará, e tinha o objetivo de prender a quadrilha envolvida em um assalto a carro forte, ocorrido no município de Moju, no estado do Pará.

Crime
Segundo o chefe do DCRIF, Thiago Bardal, no dia 28 de agosto, cinco homens armados com fuzis de calibre ponto 50, abordaram um carro forte da empresa Prossegur, na Rodovia PA-150, nas proximidades do KM 50, Zona Rural da cidade de Moju. Na ação criminosa, o bando subtraiu a quantia equivalente a R$800 mil. Durante a fuga dos criminosos, houve troca de tiros e dois vigilantes ficaram feridos e um dos integrantes da quadrilha conhecido como “Mela”, foi morto no confronto.
Após o assalto, os investigadores do DRCO deram início às investigações e informaram à Seic que parte da quadrilha estaria fugindo para o estado do Pernambuco e que passaria pelo Maranhão. De posse das informações, os policiais da Superintendência começaram a realizar diligências no interior do estado.
De acordo com Luís Jorge, na madrugada de quinta-feira (4), a equipe da Seic conseguiu localizar, no município de São Domingos do Maranhão, dois veículos utilizados pelo bando no assalto, sendo um Toyota Corolla preto, de placas NHR-0664 e outro GOL branco, de placas OKL-1725. Na ocasião, Gilvan, Rafael e Valdiram foram presos.

Após revistas no interior dos carros, os investigadores encontraram uma bolsa contendo a quantia de R$ 200.880,00, proveniente do roubo.
“Durante a abordagem, o trio deu nomes falsos. Eles já possuem diversas passagens pela polícia dos estados do Piauí, Bahia, Pernambuco, Pará e Maranhão pelos crimes de assalto a carro forte, sequestro mediante extorsão, assalto a banco e homicídio” detalhou o superintendente da Seic, Luís Jorge Matos.
Depois da prisão, Valdiram levou os policiais a uma chácara no Pará, onde foram encontradas uma pistola ponto 40 e diversos explosivos.
Os integrantes da quadrilha foram autuados pelos crimes de uso de documentos falso e organização criminosa. Eles foram recambiados ao estado do Pará, onde ficarão à disposição da Justiça.
“Os criminosos estão fazendo parcerias em vários estados do Brasil para que o crime seja bem mais articulado. Então, a polícia irá fazer o mesmo. Estamos nos integrando com todas as polícias do país, trocamos informações, para que possamos combater o crime organizado com mais rapidez e eficiência” pontuou o delegado Thiago Bardal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.