sábado, 4 de outubro de 2014

Ação conjunta das polícias civil e militar resulta na prisão de quadrilha em Coroatá

A uma ação conjunta realizada pela delegacia de Pirapemas, com apoio da Companhia Independente da Policia Militar daquela cidade, resultou na prisão de uma quadrilha de assaltantes, na manhã desta sexta-feira (3).
De acordo com o delegado que participou das ações, Paulo Salomão, a quadrilha, composta por John dos Santos Silva, de 18anos; Sorato Melo  Cardoso, de 25 anos; Joarez  Alves dos Santos, de 33 anos; Adeilson  Araújo da Silva Alves,  de 30 anos; e de uma adolescente de 16 anos, assaltou a agência dos Correios de Pirapemas, por volta das 14h da ultima quinta-feira(2).    
  Ainda de acordo com a polícia, na ocasião eles conseguiram roubar a quantia de R$ 13 mil. Após cometer o delito, o bando empreendeu fuga para o município de Coroatá, há 60 km de distância da sede do ocorrido. Equipes policiais realizaram diligências e interceptaram a quadrilha numa estrada vicinal da cidade de Coroatá.
Em poder deles, além da quantia em dinheiro roubada, foi encontrada uma moto modelo Fan 125 de cor preta sem placa e um revólver da marca Rossi  cano longo calibre 38, com seis munições.
John dos Santos, Sorato Melo Cardoso, Joarez Alves dos Santos, e  Adeilson  Araújo e a  menor de 16 anos, foram apresentados na sede da Delegacia de Pirapemas, sendo autuados pelos crimes de formação de quadrilha e assalto à mão armada. Já a menor foi conduzida para o Conselho Tutelar daquela cidade para as medidas legais.
Nas dependências da delegacia foi verificado que Adeilson Araújo é foragido do sistema prisional de Pedrinhas  desde o ano de 2013, onde cumpria pena pelo crime de homicídio.
 Após os procedimentos, o bando foi encaminhado para a 2ª Delegacia Regional de Itapecuru ficando à  disposição  do Poder Judiciário.


Investigadores da Decop prendem assaltantes no Jardim Tropical

Investigadores da Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop) prenderam, nesta sexta-feira (3), Charles Hamed Costa Cantanhede, de 20 anos, e Jackson Dutra Ataíde, 22 anos.
De acordo com informações, a dupla estava sendo investigada após denúncias que apontavam participação deles em assaltos e outros delitos ocorridos na Região Metropolitana de São Luís. Denúncias apontam, ainda, que Charles Hamed e Jackson Dutra fazem parte de uma facção criminosa que atua em São Luís.
A ação policial ocorreu no bairro Alameda Aldeias Altas e bairro Jardim Tropical. Com os dois foram encontrados uma pistola ponto 40 de numeração raspada, sete munições de calibre 38 e 11 da pistola apreendida, várias peças de joias entre relógio, pulseira e anéis e quatro celulares.
 Os dois foram apresentados para o delegado Ricardo César Soares. Jackson Dutra foi autuado no artigo 16 da Lei 10.226 pelo crime de  porte  arma de fogo de uso restrito e Charles Hamed  pelo artigo 12 da Lei 10.226 pelo delito de porte de arma de uso permitido.
Foi constatado que Charles Hamed responde por um inquérito policial pela infração no artigo 33 do Código Penal, pelo crime de tráfico de entorpecentes> Já Jackson Dutra tem contra se três processos, sendo dois por trafico e um por porte de arma.
Após os procedimentos, a dupla foi encaminhada para o Centro de Detenção Provisória (CDP) ficando à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.