segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Futuro subcomandante da Polícia Militar destaca projetos para à corporação

saO futuro subcomandante da Polícia Militar, coronel Raimundo Nonato Santos Sá, atualmente à frente do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 2 (CPAM2), pontuou como primordial a valorização do policial para o melhor desempenho das ações da corporação. Aumento salarial e progressão funcional também foram citados por ele como pontos preponderantes para o reconhecimento dos policiais militares.
“Como forma de estímulos à categoria pretendemos também gratificar os policiais pelo desempenho na corporação. Dar subsídio aos policiais que atingirem metas na prevenção de delitos, tais como: apreensão de arma de fogo, de droga e cumprimentos de mandados de prisão.”, destacou coronel Sá.
Dentre as inúmeras medidas pretendidas pelo futuro subcomandante estão: a capacitação dos policiais tanto na área operacional, quanto na administrativa; a integração do sistema de segurança; e o fortalecimento dos batalhões, de modo que os policiais possam trabalhar com mais segurança.
Dentre as medidas de segurança mencionadas estão: a atuação de três policiais em cada viatura, para melhorar a abordagem; distribuição do kit policial, composto por pistola, coletes balístico e reflexivo, arma não letal, cassetete, pistola Spark (choque elétrico), capa de chuva e Equipamento de Proteção Individual (EPI).
O tempo de resposta no atendimento às ocorrências registradas pelo Centro Integrado de Operações de Segurança (CIOPS) também é uma prioridade; assim como a melhoria no sistema de comunicação interna e com os meios de comunicação, com o intuito de agir de forma transparente com a população, por meio da divulgação das ações desenvolvidas pela corporação.
Coronel Sá destacou também a importância de padronizar a atuação adotada pelos policiais, através do Procedimento Operacional Padrão (POP) e capacitar a tropa no Pacto Pela Vida (PPV), programa de governo que tem como meta diminuir o índice de criminalidade e garantir a segurança da população.
“Pretendemos reativar os Conselhos de Segurança nas áreas dos batalhões, para ter um relacionamento mais próximo com a comunidade e ter um fluxo maior de informações, no combate à criminalidade. Além de buscar apoio dos Direitos Humanos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e dos poderes executivo, legislativo e judiciário”. Pontuou coronel Sá.
Ainda de acordo com o coronel Sá, uma das metas para a próxima gestão é a realização de Concurso Público para ingresso de 2 mil novos policiais militares por ano. Ou seja, o objetivo é duplicar o efetivo da corporação em 4 anos. Atualmente, a instituição possui um pouco mais de 8 mil policiais.
“Devemos nos manter unidos e ter um comando de transparência e de reflexão, para melhoria no relacionamento interno, visando fortalecer a instituição. Precisamos também estreitar ainda mais o nosso relacionamento com a sociedade, buscando garantir um atendimento rápido e eficiente; visando uma prestação de serviço com excelência.”, pontuou o futuro subcomandante.
ASCOM/SSPMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.