domingo, 31 de maio de 2015

Facções do crime organizado – O que está por detrás da queda do número de homicídios - See more at: http://www.jeisael.com/#sthash.PgTROGJt.dpuf

Não foram raras as vezes em que, pelas redes sociais, a população do Maranhão se viu de cara com situações inusitadas em que presidiários gravaram vídeos de dentro de suas celas ou que homens encapuzados filmaram a si mesmos com músicas de apologia ao crime e exaltação de facções ilegais.
Uma série de ações integradas da Inteligência da Polícia Civil e da Polícia Militar resultaram em prisões importantes ao longo deste ano, e começaram a desarticular as facções criminosas que, de tão corriqueiras ações pela cidade, passaram a ocupar o imaginário e o noticiário cotidiano da Região Metropolitana.
São elas o PCM (Primeiro Comando do Maranhão), o Bonde dos 40 e o Bonde dos 300 (uma dissidência interna do Bonde dos 40). As três, bem estruturadas pelo tráfico de drogas, assalto a agências bancárias e fortes no crime organizado – e que, ao longo dos anos, por ausência de ações eficazes na sua desarticulação, se fortaleceram e se organizaram na Região Metropolitana.
Em 2015, a partir do novo comando da Polícia Militar e de uma integração forte do setor de investigação da Polícia Civil, foram desencadeadas nos primeiros cinco meses operações que resultaram na prisão de algumas das principais “torres” dessas facções (denominação dada aos líderes de cada grupo).
A primeira ação que resultou na prisão de 10 membros do PCM aconteceu no dia 6 de fevereiro, durante festa da facção que acontecia no Alto da Vitória, no Anjo da Guarda – em que integrantes conhecidos como Sacola, Felipe, Neto, Dedico, Timoteo, Preto e Márcio foram presos portando crack, cocaína, maconha e armas brancas.
Março
Este foi o mês em que a desarticulação começou a se intensificar. Logo no início, o Serviço de Inteligência da PMMA identificou o paradeiro de Marley Lima Costa, mais conhecido como “Badboy”, que estava dentro de uma igreja evangélica. Ele era um conhecido latrocida que atuava no Anjo da Guarda.
Três dias depois, houve confronto com a quadrilha do perigoso assaltante conhecido como “Jr Catita”, na Comunidade Andiroba. Pertencente ao Bonde dos 300, ele era conhecido das autoridades policiais e estava junto a outros 3 integrantes do bando. Na troca de tiros com a Polícia Militar, os integrantes da quadrilha de assalto e tráfico de drogas acabaram mortos.
No dia 16 de março, foram presos outros 6 integrantes do Bonde dos 300, portando tijolos de maconha prontos para venda, revólveres, balas e motocicletas. A ação resultou de denúncias da vizinhança do bairro Anil, incluindo a presença de um menor entre os envolvidos no crime.
Mias oito integrantes do “Bonde dos 40″ foram presos no fim do mês de março. Um deles conhecido por “Marcola” era considerado um dos maiores assaltantes de banco e lojas de joias, além de ser responsável por vários homicídios na capital. Cumprido ordem de prisão, a PM capturou Marcola em sua própria casa na Turiúba.
Outra operação de vulto em combate ao Bonde dos 40 foi a prisão de Jarison Almeida, vulgo “Senzala”, no Bairro do São Francisco. Com ele, foram apreendidas uma pistola glock 9mm, uma espingarda calibre 12 CBC, dois coletes à prova de balas, 37 cartuchos de bala, 69 cabeças de crack e muitas joais como relógios, cordões, aneis e pulseiras de ouro. A prisão foi considerada de “alta periculosidade” e contou com viaturas e helicóptero do GTA.
Dias antes, foram presos quatro suspeitos de assalto às empresas MPX e Pelicano. A prisão de “Neguinho”, “Alex”, “Luza” e “Êre” foi efetivada no mesmo dia do cometimento do crime, resultando na apreensão de armas, celulares e documentos. Todos pertencentes ao Bonde dos 40.
Abril e Maio
Em abril, as investigações levaram a mais prisões de integrantes do Bonde dos 40. No dia 1º foi a vez do “Potiguar”, acusado de participar do latrocínio do estudante da Rua Rio Branco, no Centro de São Luís. No dia 28, foram encontrados Ailson e Alerson Mafra Oliveira, vulgo “Cafu”, conhecidos homicidas do Conjunto Nova Terra. No dia 28, Jr. Bala e Ricardo Sousa Moraes, integrantes do PCM, foram detidos no bairro J Câmara, em São José de Ribamar, com revolver calibre 38, munições e colete à prova de balas.
Doze integrantes do PCM, escondidos em casebres de barro na Vila Canaã, foram encontrados e presos em operação resultante de investigação acerca de assaltantes, traficantes e homicidas que atuavam permanentemente naquele bairro. Os acusados eram acompanhados durante 10 dias para que sua rotina fosse conhecida e a operação deflagrada no início da manhã do dia 8 de maio tivesse êxito.
Além da condução dos assaltantes à prisão, foram apreendidos revolveres, munições, 1.200 kg de maconha e material para sua fabricação e comércio. Todos foram autuados por crimes de Organização Criminosa, Tráfico de Entorpecentes, Corrupção de Menores e Porte Ilegal de Armas, sendo que dois deles vieram a óbito na troca de tiros.
Alguns dias depois, os irmãos Denison e Benedito Romeu Filho também do PCM foram presos em sua residência, em operação realizada com o consentimento da mãe dos integrantes da quadrilha. Eles atuavam na Cidade Olímpica e foram denunciados por moradores através do Disque Denúncia. Junto a eles, foram encontrados celulares com dezenas de mensagens de negociação de armas, munições e veículos roubados.
Operações contra assaltos a banco
Nesses meses, quadrilhas de assalto a bancos no interior do Estado também foram desarticuladas. As primeiras foram em São José de Ribamar e Bacabeira nos dias 8 e 12 de janeiro, com a prisão de sete assaltantes.
Na cidade de Timon, duas operações tiveram sucesso, uma em março – com a prisão de três integrantes de quadrilha que atuava nos interiores do Maranhão e do Piauí, – e outra com prisão de sete integrantes de quadrilha de assalto a bancos (realizadas em Timon e em Brejo Grande de Araguaia no Pará)
Na cidade de Presidente Dutra, em abril, através de investigações do Serviço de Inteligência apreendeu 18 peças de dinamite, dois cilindros com gás de maçarico, uma motosserra, 45 munições, pinos vazios para cocaína, um carro roubado e uma moto sem placa, quando realizou a prisão de Francilene da Silva Gabriel, que estava acampada junto com o marido para realizar assaltos a agências bancárias na região.
E o que tem o número de homicídios com isso?
Mesmo com as operações mais importantes realizadas no começo deste ano, continuam altos os índices de violência na capital e nas demais grandes cidades do Maranhão. Isto porque as facções criminosas cresceram ao longo dos últimos anos, à medida em que não foram combatidas em sua raiz. No entanto, o noticiário tem relatado que os primeiros meses do ano apresentam queda do número de crimes.
Segundo fontes da Polícia Militar ouvidas pela reportagem, o início da queda dos índices de violência têm direta relação com as prisões ocorridas em 2015. Isto porque muitos dos integrantes das facções que foram presos ou morreram em confronto eram conhecidos homicidas, traficantes e assaltantes conhecidos como “torres”.
Ontem, a Secretaria de Segurança Pública divulgou relatório em que demonstra a redução de 10,7% no número de crimes com morte nas 10 cidades mais populosas do Maranhão. Nelas, o número de assaltos a comércio também caiu, chegando à redução de 24,95%.
A grande maioria dos integrantes das três principais facções presas faz parte da população encarcerada do Complexo Penitenciário de Pedrinhas que, hoje, possui alas distintas para cada facção, evitando os confrontos corriqueiros que deflagraram em 2013 e 2014 a maior crise do Sistema Penitenciário do Estado, fazendo com que o Maranhão figurasse no noticiário internacional com mortes, decapitações em série e inúmeras rebeliões.
As ações internas do Complexo Penitenciário também incluíram maior rigor na revista das visitas (evitando entrada de aparelhos celulares e armamento), o que resultou em prisões de familiares e agentes penitenciários que tentaram entrar com esse material.
Por: Mauro Wagner

Tragédia: três mulheres morrem em grave acidente em Carolina

Três mulheres identificadas como: Ana Carolina Barbosa Lima de 15 anos, Maria Elesbão Carvalho de 35 anos e Marlene da Silva de 39 anos morreram em um grave acidente BR 010, distante há 12 quilômetros da cidade de Carolina.
As três vítimas de acordo com a polícia eram de Imperatriz e seguiam em um cortejo fúnebre para a cidade de Balsas.
O acidente ocorreu por volta das 4h da manhã deste domingo, quando o condutor do veículo corolla identificado como Aldicley Alves de Carvalho teria perdido o controle ao passar em uma ponte, colidindo bruscamente com a estrutura metálica de proteção da ponte.
Outra vítima foi encaminhada ao hospital de Carolina e o motorista saiu ileso.

Terceirizados da Mahcro serviço estão há três meses com salários atrasados

A empresa Mahcro serviço que presta serviços para a secretaria de Segurança Pública do Maranhão, está há três meses sem pagar os salários dos funcionários que prestam serviços no interior.
Além da necessidade que os servidores estão passando, os funcionários estão há seis meses sem receber o vale alimentação.
A empresa alega que a secretaria não está repassando o dinheiro para que seja efetuado o pagamento.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Não é filme de terror! Vídeo revela cenário na casa de praia em Panaquatira


Desde ontem(25), um vídeo que circula pelas redes sociais mostra como ficou a casa de praia após a morte de quatro pessoas no fim da noite do último sábado (23), no residencial Ponta Verde em Panaquatira, orla do município de São José de Ribamar. Entre as vítimas, Max Muller Rodrigues de Carvalho, soldado do 6º Batalhão da Policia Militar.
aaaaa111
Vítima do assassinato na casa de praia em Panaquatira.
Além do policial e do bandido que morreram no local, outras quatro pessoas foram atingidas: Eric Rodrigues de Carvalho, irmão do policial, levou um tiro de raspão na cabeça, mas está fora de perigo; Alisson Fonseca, 28 anos, levou oito tiros, foi submetido a cirurgia e está fora de perigo; Alexandro Carvalho, de 36 anos, morreu ainda no local e Ananda Brasil Meirelles, 20 anos, morreu a caminho do hospital.
Um policial filmou momentos após a tragédia. As imagens imitam cena de filme de terror, mas infelizmente não são, mostram o cenário da casa de praia em Panaquatira depois que da morte de quatro pessoas.
De acordo com o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, a liberdade dos demais foragidos põem em risco a vida de outras pessoas.

Do Blog D. Costa

E A CRIMINALIDADE NÃO PARA NA ILHA: BANDIDO MATA COMPARSA EM TENTATIVA DE ASSALTO

Bandido mata comparsa em tentativa de assalto em sucata

O outro bandido atirou para atingir o dono do estabelecimento, mas alvejou o companheiro.
Uma tentativa de assalto terminou com um bandido morto pelo comparsa em um sucatão localizado na Avenida dos Franceses na tarde desta terça-feira (26).


20150526142404
De acordo com informações da Polícia Militar, a dupla teria entrado no Sucatão São Paulo e um dos assaltantes se envolveu em luta corporal com o dono da sucata. 
De acordo com informações da Polícia Militar, a dupla teria entrado no Sucatão São Paulo e um dos assaltantes se envolveu em luta corporal com o dono da sucata. O outro bandido atirou para atingir o dono do estabelecimento, mas alvejou o companheiro. Diego Anderson Belfort Santos, 23 anos, era morador do bairro Salina do Sacavém.   O corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Governo acaba com o Viva Luz e famílias de baixa renda passam a pagar contas de energia este mês


Cerca de 150 mil famílias que tinham suas contas de luz pagas pelo Governo do Estado, porque o consumo mensal da residência não ultrapassava 50 Kwh, terão de arcar com esta despesa, a partir deste mês, porque o Governo do Estado suspendeu o convênio que mantinha com a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) para garantir este benefício a pessoas de baixa renda. 

A suspensão do benefício foi em abril, porém os consumidores só estão sendo informados agora, com o recebimento da conta de luz, como reclama o promotor de Justiça Carlos Augusto Oliveira, da 4ª Promotoria do Consumidor, para quem houve falha de comunicação tanto do Governo, que era o patrocinador, quanto da Cemar, que era a executora do programa.

Criado em 1995, o Programa Viva Luz, que foi ampliados em 2009, tinha São Luís (50 mil) e Imperatriz (12 mil) com maior número de beneficiados, porém era estendido aos 217 municípios. Para garantir a permanência no 'Viva Luz', as famílias não podiam ultrapassar a média de 50kWh de consumo mensal.

O Governo gastava em média R$ 5,4 milhões com o programa, beneficiando em todo o Estado 158,2 mil domicílios, ou seja, algo em torno de 600 mil pessoas. A decisão do Governo do Estado de suspender o programa surpreendeu as famílias beneficiadas, que a partir de agora terão de acrescentar mais esta despesa em seu orçamento mensal.


Ao comentar a extinção do programa, o deputado Edilázio Júnior disse que este foi o um dos primeiros atos do governador Flávio Dino. "São agora mais de 150 mil famílias que vão ter de pagar as suas contas de luz, que até então eram quitadas pelo Governo".

Porte ilegal de arma no município de Raposa/MA


yyyyyyyyyyyyyyyyyyyDurante a Operação Canidae, na estrada do Município de Raposa/MA, na tarde de domingo (24), policiais militares do 13º Batalhão tentaram abordar dois homens em uma moto mas a dupla conseguiu furar a barreira (blitz) mas foram perseguidos e durante a abordagem foi encontrado com Antônio Batista Correa um revólver calibre 32mm, com duas munições.
Foram conduzidos e apresentados no DP do município o condutor da moto, Jhonatas Rosa Nascimento, o armamento e proprietário da arma.

domingo, 24 de maio de 2015

PM é morto em tiroteio em Panaquatira

 Um policial militar foi morto a tiros, na noite de sábado (23), em Panaquatira.
Segundo as primeiras informações, Max Muller, do 6º BPM, foi alvejado quando trocava tiros com seis bandidos que chegaram a uma festa na localidade Ponta Verde.
Não se sabe se era uma tentativa de assalto ou crime de encomenda.
O PM (na foto acima) ainda matou um dos criminosos, mas também foi atingido e morreu no local.
Outras duas pessoas morreram após serem atingidas: o produtor musical Alexandro Carvalho e Ananda Brasil Mendes – esta a caminho do hospital.
Um irmão do policial, Eric de Carvalho, levou um tiro de raspão na cabeça, foi socorrido e está fora de perigo. Outra vítima, Alisson Fonseca, levou oito tiros, mas também não corre mais risco de vida.
No local, comemorava-se o aniversário de Shirley Martins. Ela sofreu apenas escoriações pelo corpo.

sábado, 23 de maio de 2015

ASTRO SERÁ CANDIDATO A PREFEITO

 


Nos últimos anos tivemos um prefeito que não vai às festividades da Igreja Católica, não apoia o São João, deixou de realizar o Carnaval, não apoia grupos étnicos, não apoiou a parada do orgulho sexual, xenifobismo total, de quem não deveria, o representante de todos os são luisenses ou ludovicenses. 

Para ser prefeito, tem que ter identidade e responsabilidade por todos seus munícipes, independente de sua orientação, política, religiosa, espiritual, sexual, étnica e racial, coisa que o atual prefeito de São Luís não sabe distinguir ou encarar. Não ir ao lançamento de um Carnaval ou São João de uma cidade que tem como forte o folclore é uma barbaridade político-cultural. 

Não investir e apoiar grupos que representam parcela significativa da sociedade, é uma barbaridade político-social. Em São Luís, outras candidaturas que estão germinando tem o mesmo tronco e preconceito de orientação sócio-religiosas, pois, misturam a Igreja com a Política Partidária.
Sob todos estes fatos, e contra fatos não há argumentos, a prova é que a atual administração tem um índice de reprovação de 70%.

Contra tudo isso que externei, vejo na pré-candidatura do Astro uma bandeira de liberdade entre os diversos povos Ludovicenses, dos terreiros aos círculos de orações evangélicos, do candomblé ao espiritismo, do erudito ao popular, enfim, de gente que não faz distinção entre o PRETO e o BRANCO e lutam, unidos, uníssonos pela melhoria desta nossa linda e ao mesmo tempo mau administrada São Luís.

domingo, 17 de maio de 2015

Academia de Polícia da PMMA comemora 22 anos


Para comemorar os 22 anos da Academia de Polícia Militar Gonçalves Dias (APMGD), a Polícia Militar do Maranhão (PMMA) organizou uma cerimônia militar, na noite de sexta-feira (15), quando prestou homenagens a personalidades civis e militares pelos relevantes serviços prestados a sua principal unidade de ensino e ao Curso de Formação de Oficiais (CFO).

O comandante da APMGD, tenente coronel Carlos Augusto Furtado Moreira, comandou a solenidade entregando brasão e certificado ao secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela; ao comandante geral e subcomandante da PMMA, coronéis Marco Antônio Alves da Silva e Raimundo Nonato Santos Sá; ao diretor de ensino da corporação, coronel Gonçalo Alves de Sousa; e ao comandante da Academia de Polícia Militar do Estado da Bahia, coronel Roberto Costa Guimarães.

“Trago o abraço fraterno do governador Flávio Dino e o respeito e admiração dele por todas as forças de segurança do Estado que lutam diuturnamente para realizar a política de promoção da paz”, disse o secretário Jefferson Portela. “O governador, também parabeniza a grandiosa unidade dessa instituição de ensino militar, um celeiro de formação de comandantes e que, em 22 anos, forma e capacita homens e mulheres que dedicam sua vida a essa nobre instituição militar”.

Foram homenageados também, diversos gestores da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), instituição parceira da APMGD, entre os quais o reitor Gustavo Pereira da Costa, e professores do CFO, além de ex-comandantes da academia, com destaque para o seu primeiro comandante, coronel da reserva remunerada Delary Pires Cantanhede.
A solenidade marcou também uma homenagem a 29 oficiais da 1ª turma do CFO da Academia Gonçalves Dias. Eles ingressaram no ano de 1993 e, hoje, são oficiais que exercem funções de grande responsabilidade na PMMA.

Durante a solenidade, o comandante Carlos Augusto Furtado Moreira falou da importância do trabalho da Academia de Polícia Militar. “As homenagens representam o reconhecimento pela contribuição moral e intelectual que os senhores ajudaram a construir”, afirmou. Ele destacou a confiança e o respeito do comando da PMMA pela APMGD e a pela atual gestão.
O coronel Raimundo Nonato Santos Sá, que foi membro da 1º turma do CFO, falou da emoção que sentiu com a homenagem. “Hoje é um data muita significativa pra mim e meus companheiros, gostaria de falar do nosso comprometimento e nossa união, pois aqui iniciamos nossa vida profissional e é esse exemplo que queremos que vocês (cadetes) sigam”, afirmou.

Para o comandante Marco Antônio Alves da Silva, a Uema tem um papel muito importante da história da APMGD, que foi criada em 1993. “É uma academia militar pensada pelo corpo de oficiais, entendendo a necessidade de consolidar a formação dentro da realidade do Maranhão. Em sua trajetória, conquistou um alcance social e profissional inestimável”. Ele lembrou as dificuldades, mas disse que a academia, em 22 anos de atuação, formou centenas de oficiais, servindo como referência para outras instituições. 

A Academia Militar, nesses 22 anos, também formou cadetes para outros estados. O CFO, reconhecido pelo MEC, é fruto do convênio firmado no ano de 1993 entre Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e PMMA, e tem a duração de quatro anos. 

terça-feira, 12 de maio de 2015

REVIRAVOLTA EM RAPOSA! Clodomir Santos voltará ao cargo


clodomirO prefeito eleito de Raposa, Clodomir Santos (PRTB), conseguiu há pouco uma vitória no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e deve retornar ao cargo amanhã (13).
O ministro Henrique Neves concedeu liminar em mandado de segurança impetrado pelo vice-prefeito cassado, Messias Lisboa, representado pela advogada Ezikelly Barros, e determinou o retorno dele e do prefeito Clodomir ao mandato.
No seu despacho, Neves conferiu efeito suspensivo a um recurso especial de Lisboa, o que tornou sem efeito a decisão do Tribunal Reigonal Eleitoral (TRE) do Maranhão cassando os vencedores da eleição de 2012 em Raposa.
“Recebo o mandado de segurança como ação cautelar e defiro, em caráter excepcional, o pedido de liminar para conferir efeito suspensivo ao recurso especial interposto por Messias Lisboa Aguiar nos autos do Recurso Eleitoral nº 697-31 e sustar os efeitos dos acórdãos regionais apenas em relação aos representados Clodomir de Oliveira dos Santos e Messias Lisboa Aguiar até o julgamento do recurso especial ou do seu respectivo agravo pelo TSE, devendo o autor e o prefeito eleito do Município de Raposa/MA, Clodomir de Oliveira dos Santos, retornar ao exercício dos referidos cargos majoritários”, decidiu.
Ao relatar o caso, Neve apontou que resolveu conceder a liminar porque são fortes as chances de que o recurso especial protocolado pelo vice-prefeito seja julgado procedente.
“No presente caso, pelas razões acima expostas, considero presente a forte possibilidade de êxito do recurso especial, cuja admissibilidade e mérito, por óbvio, somente serão decididos no momento oportuno do seu julgamento definitivo”, completou.
Clodomir Santos e Messias Lisboa estavam fora do cargo desde o dia 9 de fevereiro, quando perderam por 4 a 1 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão.
Desde então, comandava o Município a segunda colocada na eleição de 2012, Talita Laci (PCdoB).

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Governo apoiará desenvolvimento do esporte no município de Raposa


O secretário de Estado de Esporte e Lazer, Márcio Jardim, recebeu, na tarde desta quinta-feira (7), a visita do secretário de esporte e lazer do município de Raposa, José de Ribamar Brandão Rodrigues, para tratar das demandas esportivas da região.

Leia Mais em:

http://avozdaraposa.com.br/?p=773