terça-feira, 14 de julho de 2015

Um carro por R$ 7 mil. E zero quilômetro! 97

– O mais barato do Brasil custa quase o dobro dos dez mais baratos do mundo. Veja a lista
Tata_Nano_Frentlat
Que tal comprar um carro por pouco mais de dois mil dólares? É isso o que custa o primeiro colocado na lista dos carros mais baratos do mundo, segundo a Jato Dynamics. O Nano, da marca indiana Tata (dona do grupo Jaguar Land Rover) custa US$ 2.231,00 (cerca de R$ 7.140,00). É o preço de uma moto de 150cc no Brasil. A Honda CG custa R$ 7 mil.
Jiangnan_TT_Frentlat
Lançado em 2008, o Nano recebeu mudanças este ano, mas mantém a proposta da montadora de ser vendido sempre abaixo dos US$ 2,5 mil. Tem 3,043m de comprimento e pesa 600 kg, capacidade para quatro pessoas e tanque de 15 litros. O motor é um 0.6 litro de dois cilindros a gasolina que leva o pequeno a 110 km/h e faz 22 km por litro (cidade/estrada).
Maruti_Alto800_Frentlat
Os dez mais baratos do mundo (que custam de US$ 2,2 mil a US$ 4,5 mil) são a prova de que é possível vender um carro a um preço bem inferior do praticado no Brasil, onde o modelo mais barato, o Clio, custa quase o dobro: R$ 27,8 mil.
Gonow_Way_frentlat
O TT, da chinesa Jiangnan, é o segundo mais barato do mundo, vendido a US$ 3.348,80 e o Alto 800 é o terceiro. Fabricado pela chinesa Maruti, ele custa US$ 3.754,80.
Oito dos dez mais baratos são chineses. Veja ranking.
Todos os 15 mais baratos do mundo são fabricados em apenas três países: China, Índia e Rússia. Nesse aspecto, como se vê, o Brasil não se alinha com seus parceiros dos Brics.
Treze deles são carros de empresas chinesas, russas ou indianas; um é da Hyundai, o Eon, que custa US$ 4.549,00, e outro da Nissan, o Micra, vendido por US$ 5.340,37.
IB_S_BASIC_COPYRIGHT =
Fica a pergunta: por que essas duas montadoras, que têm fábrica no Brasil, não produzem aqui os seus carros verdadeiramente populares? Se o atual comprador do carro de entrada não compraria um míni carro, certamente o produto teria boa penetração num segmento de menor poder aquisitivo.
A alta carga tributária brasileira não explica, sozinha, a grande diferença de preço entre os mais baratos do mundo e os mais baratos feitos no Brasil.
O mais caro da lista, o Tata Indica, custa menos (US$ 6.156,90) do que o carro mais barato vendido no Brasil.
Hyundai_Eon_frentlat
Mas não são apenas os integrantes dos Brics que têm carros mais baratos que no Brasil: Alemanha, Áustria e Canadá ganham do Brasil quando o assunto é preço, conforme pesquisa da Jato.
O mais barato da Alemanha é o Sandero, que custa US$ 7.630,00 ou cerca de R$ 25 mil, com motor 1.0. No Brasil o Sandero mais barato é a versão de 1.0, que custa R$ 31 mil. O mesmo carro, com motor 1.2 é o mais barato da Áustria: US$ 8.405,00 (R$ 25,2 mil).
Daewoo_Matiz_Frentlat
O mais barato do Canadá é o Nissan Micra, custa US$ 7.919,00 (R$ 25.350,00) e no Chile é o JAC J2, vendido por US$ 6.453,00 ou R$ 20.650,00. No Brasil o carro não tem a versão 1.0 vendida no Chile. O J2 1.4 custa aqui R$ 38.900,00
O México tem pelo menos três carros mais baratos que no Brasil e um deles, o March 1.6, fabricado e vendido aqui, custa lá o equivalente a R$ 25,5 mil e aqui R$ 38 mil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.