domingo, 7 de fevereiro de 2016

Animação e segurança marcam a programação do ‘Carnaval de Todos’

Segurança, animação e tradição dão o tom e a cor do ‘Carnaval de Todos’, em São Luís. Governo do Estado e Prefeitura se uniram para resgatar a originalidade do carnaval maranhense, levando para os quatro circuitos oficiais, no Centro da cidade, artistas da terra, blocos afros, alternativos, tradicionais e organizados, tribo de índios, tambor de crioula e escolas de samba. Este ano, nós cinco dias, a festa começa ainda de manhã. O resultado de todos esses elementos é a aprovação dos foliões.

O governador Flávio Dino assegurou que a alegria, com segurança, é a ordem da programação. “O carnaval é um grande sucesso. Nós estamos convictos que, a partir de hoje, todos os circuitos que recebem nosso apoio, nas diferentes regiões do estado, terão uma grande participação popular, e o que é o principal: com muita alegria e com muita segurança. Tivemos um trabalho de estruturação da segurança, agora fortalecida com a presença de 1.500 policiais e a entrega de 81 novas viaturas só este ano”, apontou o governador, na manhã de sábado (6), quando começaram as desfilar os primeiros blocos pelos circuitos.

Este ano, a partir das 11h, começam a desfilar os primeiros blocos e no período da tarde a programação começa às 16h. O mecânico Carlos Augusto acompanhava um bloco alternativo, no sábado, pelas ruas da Madre Deus. “O carnaval em São Luís é maravilhoso. Agora, que é durante o dia é mais seguro, e ainda melhor para quem vai trabalhar cedo no dia seguinte”, opinou o folião. O estudante Jonatas Francisco também aprovou o novo horário. “O carnaval do Maranhão é ótimo! Carnaval de dia, maior segurança”, avaliou.
Com bastante segurança e grande organização, o Carnaval de São Luís está atraindo brincantes de todas as idades. Famílias inteiras se reúnem para curtir a festa. É o caso de Vera Serejo, que levou seu filho, Caio Serejo, de apenas um ano e quatro meses, para a Rua do Passeio, para curtir a primeira folia de momo. “O carnaval está maravilhoso, tem muito policiamento. Tanto é que trouxe meu filho. Está um ambiente bem familiar”, disse Vera.

Samira Guimarães, pedagoga, é uma dessas maranhenses orgulhosas da cultura local e levou toda a família fantasiada de fofão, personagem carnavalesca tradicional do Carnaval do Maranhão, para a Praça da Saudade, na Madre Deus, onde o grupo Sindicato do Samba regia a animação. “A intenção é resgatar a nossa cultura, que é tão bonita. Então, trouxemos a família toda, botamos nosso fofão para dançar o carnaval”, contou.

Apresentações

No sábado gordo de Carnaval, vários blocos e shows de artistas locais passaram pelos quatro circuitos. Desfilaram o grupo de samba Vinagreira do Samba, com a tradicional batucada pandeiros e tambores, a irreverência da Tribo de Índios Tupiniquins, o bloco afro Akomambu, entre tantos outros, revelando a variedade cultural do Maranhão.

O Tambor de Crioula também tem lugar garantido. Três tendas, exclusivamente montadas para apresentações de tambor de crioula, estão espalhados pelo Centro Histórico, recebendo grupos oriundos de todo o estado. Dona Maria Costa, do Tambor Renovação de São Benedito, da cidade de Mirinzal, disse se sentir honrada em participar da festança. “É um prazer, uma honra e uma felicidade enorme estar aqui em São Luís”, destacou a coreira, que se apresentava na tenda Mestre Leonardo, em frente à Casa do Maranhão.

As apresentações se concentraram em quatro circuitos situados no Centro. Os circuitos 1 e 2 são na Madre Deus. O circuito 1, que homenageia ‘Seu Roseno’, começa na Vila Gracinha e termina no Largo do Caroçudo, passando pela Praça da Saudade e pelo canto do Cemitério do Gavião. Já o circuito 2, que tem o nome Antero Viana, inicia na Rua São Pantaleão, passando pelo Largo Santiago e indo até o Ceprama.

O circuito 3, com o nome Dona Teté, se estende da RFFSA ao Laborarte, contemplando dois palcos, sendo que um deles será dedicado exclusivamente para programação infantil. O circuito 4, que homenageia Chico Coimbra, tem largada na Casa do Maranhão, passa pela Rua Portugal e termina na Praça Nauro Machado.

Passarela do Samba

Os blocos tradicionais do grupo A levantaram a plateia presente no desfile da Passarela do Samba Chico Coimbra, no sábado (6), no Anel Viário. Em clima contagiante, os brincantes dos 21 grupos dos blocos tradicionais empolgaram o público, que lotou a passarela para assistir ao belo espetáculo das arquibancadas, dos camarotes e da pista. O corredor foi tomado pela mistura das cores, sorrisos e musicalidade durante sete horas de desfile.

Para o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, as brincadeiras mostram através das suas cores e ritmos a singularidade do nosso carnaval na Passarela do Samba Chico Coimbra. “A ampliação da participação e organização dos blocos é destaque para este carnaval, em que Prefeitura de São Luís e governo do Estado juntos promovem um carnaval de todos. Destacamos também a tranquilidade e a segurança que ocorreu nestes dois dias de evento, que vem sendo prestigiados pelo público”, comentou.

Abrindo os portões da passarela, o desfile começou com a apresentação do bloco da APAE e Boêmios do Ritmo, que não concorriam na disputa principal. Na sequência, Os Gladiadores, Fênix e Os Fenomenais iniciaram as apresentações competitivas entre os blocos tradicionais do grupo A.

Eles foram seguidos do Tradicional Kambalacho do Ritmo, Reis da Liberdade, Os Vampiros, Os Feras, Os Apaixonados, Príncipe de Roma, Originais do Ritmo, Os Diplomáticos, La Boêmios de Fátima, Os Foliões, Os Brasinhas, Os Tremendões, Os Especialistas do Ritmo, Os Fanáticos e Tropicais do Ritmo.

Segurança
 
O que está marcando o carnaval 2016 é a possibilidade de brincar com muita tranquilidade. A segurança está sendo reforçada com 64% policiais militares a mais que no ano passado, nas ruas. Nos circuitos oficiais, são 2.309 policiais em operação e em toda a Região Metropolitana de São Luís, 3 mil homens atuam no patrulhamento ostensivo.

Só no sábado eram aproximadamente 500 policiais fazendo revistas, abordagens e a segurança do circuito. O coronel Pereira, comandante da Polícia Militar, acompanhou tudo de perto. “Nós estamos na rua desde cedo, acompanhando desde os preparativos.

O policiamento está postado no terreno e no período noturno haverá um acréscimo ainda mais forte ao policiamento. Agora, é só ficar de olho para fazer um carnaval tranquilo e com segurança”, explicou o comandante, ao circular pelas ruas da Madre Deus, na noite de sábado.

A atuação da polícia foi elogiada por foliões. A professora Deise Soares enalteceu a segurança nos locais de festa. “Parabenizo o trabalho da polícia militar. Nos sentimos mais protegidos. Passamos 50 anos buscando essa ação da polícia e vemos agora”, afirmou a professora, que curte o carnaval na casa da família, no circuito da Rua do Passeio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.