terça-feira, 16 de maio de 2017

Governo do Estado fortalece comercialização com feiras da agricultura familiar

“Nosso governador entrou mesmo pra ajudar”, entusiasmada declarou Adriana Moreira do assentamento estadual Grota de Lage do município de Santa Filomena. Adriana é beneficiária do Plano Mais IDH e está muito feliz por comercializar o excedente de sua produção numa estrutura adequada, graças ao projeto Mais Feira. “A primeira vez que eu participei da feira vendi fava, azeite de coco, frangos, doce de leite, ovos, babaçu e levei para casa R$ 423,50. Com esse dinheiro eu sustento meus quatro filhos e estou motivada a produzir porque sei que agora tenho lugar e estrutura para vender”, concluiu Adriana.

Ciente da importância da comercialização para o agricultor familiar, o Governo do Estado, por meio do Sistema SAF (Agerp, Iterma, SAF) já entregou mais de 300 kits feira e, nos últimos cinco meses, só nos municípios atendidos pelo Plano Mais IDH, foram comercializados mais de R$ 50 mil reais beneficiando centenas de famílias em 14 municípios maranhenses. O projeto prevê a entrega nas 19 regionais da Agerp e nos 30 municípios do Mais IDH.

A Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) vem realizando entrega de kit feira (composto por barracas, balanças, jalecos, caixa de isopor, gaiola plástica para aves e treinamento de comercialização e higiene) desde 2016. As Regionais da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) de São Luís (Uema, São José de Ribamar), Codó, Barra do Corda, Viana, Chapadinha, Zé Doca, São João dos Patos e Imperatriz (Porto Franco) receberam 192 kits.

Os municípios atendidos pelo Plano Mais IDH estão recebendo todo apoio para comercialização do excedente da produção. Até o momento já foram beneficiados 14 municípios: Santa Filomena, Governador Newton Belo, Araioses, São João do Sóter, Aldeias Altas, Serrano do Maranhão, Santana do Maranhão, Santo Amaro, Centro Novo, Amapá do Maranhão, São Francisco do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Primeira Cruz e Arame. Todos os 30 municípios que estão sendo beneficiados pelo Plano Mais IDH receberão kit feira.

Cada Regional da Agerp está sendo destinado 18 kit feira e cada município do Mais IDH 10 kit. Cada barraca consegue atender produção de até três famílias.
“Com assistência técnica permanente e contínua dos técnicos da Agerp, os agricultores antes absolutamente esquecidos começaram a transformar sua vida. Receberam fomento, produziram e agora estão comercializando sua produção, nas feiras promovidas pelo Sistema SAF (AGERP, ITERMA, SAF). Quem planta, colhe e vende gerando renda e dignidade. É essa transformação que estamos realizando na agricultura familiar do Estado do Maranhão, enfatizou Adelmo Soares, secretário da SAF.

Ainda segundo o secretário, o apoio à agricultura familiar não para com entrega de estrutura para comercialização e assistência técnica. O sistema SAF apoia as cooperativas, como por exemplo a Cooperativa Agroecológica pela Vida de São Raimundo das Mangabeiras (Coopevida), onde o Sistema SAF destinou mais de R$ 500 mil na implantação da primeira agroindústria de polpas de frutas do município beneficiando 150 famílias e entregou um caminhão frigorífico para transportar as polpas.

Além do apoio as cooperativas, o Programa de Aquisição de Alimentos PAA tem avançado bastante desde 2015. O programa está sendo operacionalizado em mais de 100 municípios. “Todos esses canais comercialização vem para estimular o agricultor e agricultora familiar a produzir, ter renda e, consequentemente, sua dignidade e qualidade de vida”, concluiu o secretário.

Santa Filomena e Governador Newton Bello

Os dois primeiros municípios do Mais IDH a receber os kits feira, em dezembro de 2016, e comercializar o excedente da produção, foi Santa Filomena e Governador Newton Bello. Depois da entrega o município de Governador Newton Bello já realizou 8 feiras gerando aproximadamente R$ 22mil reis para as 100 famílias atendidas pelo Plano no município. Santa Filomena realizou 5 feiras totalizando cerca de R$ 8.000,00.

“Eu vendia meus produtos em cima de caixas e plásticos. Como os legumes machucavam muito, ficava difícil a comercialização, então tinha muitos prejuízos. Com as barracas os clientes compram mais porque os produtos estão limpos e bem arrumados”, declarou Iraneide de Araújo, de 33 anos moradora de Governador Newton Bello. Ela contou que sustenta seus três filhos e seu marido, que está doente, só com a venda dos frangos e hortaliças.

“Santa Filomena é um município atendido pelo Plano Mais IDH, que já mostra grandes avanços na qualidade de vida das famílias. A equipe técnica que presta assistência e extensão rural são formidáveis, o resultado está visível com essa feira que tem muitos produtos e que está sendo prestigiada pela população. A produção das famílias do Mais IDH tem lugar e estrutura certa para comercialização”, concluiu Sebastião Vagner, gestor regional da Agerp de Presidente Dutra.

Araioses

Em Araioses o sentimento de satisfação estava estampado no rosto de cada um dos feirantes. Como descreveram Tatiana Pereira, do povoado Estremas, e Maria Auxiliadora Nascimento, do povoado Tábuas que dividiram os produtos para a venda na mesma barraca. “Estamos muito felizes de poder vender nossos produtos nessa primeira feira. Essa feira assim cheia de produtos e de consumidores; isso mostra que nós temos sim potencial para vender o que produzimos. Com a assistência dos técnicos do Mais IDH nossa produção é boa com alimentos frescos e saudáveis”, disse Tatiana na primeira feira realizada neste último mês.

A variedade de produtos era grande. Entre milho, hortaliças, melancia, banana, feijão, maxixe, quiabo, frangos e peixes dispostos nas barracas para a venda. Quinze famílias comercializaram na feira de Araioses que gerou mais de R$ 3 mil.

Para o presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, a primeira feira de Araioses é uma prova de que o Governo do Estado está no caminho certo. “Essa é a transformação de uma agricultura que não existia. O nosso objetivo é fortalecer quem mais precisa, é fortalecer aquelas pessoas que não tinham oportunidade de avançar. Essa é a primeira de muitas que virão para transformar a realidade do nosso agricultor familiar”, enfatizou.

Regional de Codó

Durante a Feira de Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec), a Regional da Agerp de Codó recebeu 18 kit feira para atender as famílias de sua Regional. Em Coroatá e Codó, nos meses de janeiro a abril, mais de 40 comunidades tem participado das feiras e mais de 100 famílias arrecadaram aproximadamente 37 mil reais.

“Com nosso trabalho percebemos que estamos fazendo a diferença na vida dos agricultores familiares do Maranhão. É uma política pública que está dando certo. É muito satisfatório ver a felicidade dos agricultores em ter atenção do estado e apoio na comercialização, enfatizou Marilene Bandeira, superintendente de comercialização da SAF.

Regional de Viana

Utilizando o Kit feira da regional de Viana, recebido durante a Agritec, no final do ano passado, a Regional, nos meses de dezembro a maio abril deste ano, foram realizadas feiras da agricultura familiar nos municípios de Vitória do Mearim, Matinha e Cajari, beneficiando 134 famílias que comercializaram mais de 16 mil reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.