sábado, 17 de junho de 2017

POLÍCIA CIVIL PRENDE 04 ACUSADOS COM 300 KG DE ENTORPECENTES NA RAPOSA, AVALIADOS EM 500 MIL REAIS

Priorizando as ações da Polícia Civil no combate ao tráfico de entorpecentes, a Polícia Civil do Maranhão realizou na noite desta quinta-feira (15), a prisão de 04 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas no Município de Raposa. A Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), após monitoramento flagrou os criminosos com cerca de 300 kg de maconha prensada. Os entorpecentes estão avaliados em aproximadamente 500 mil reais.
A equipe da SENARC já vinha realizando um monitoramento contra o grupo, e após o serviço de reconhecimento, identificou o bando realizando o transporte de entorpecentes. Eles foram identificados como Carlos Cesar Rabelo Serra, 32 anos; Joarbson Silva Cutrim, 27 anos; Paulo Roberto dos Reis dos Santos, 24 anos e João Fernando Nascimento dos Santos, 30 anos. Os investigadores durante a ação policial flagrou dois deles nas proximidades do município de Raposa, em um veículo de cor prata. Durante a abordagem, fora encontrado no interior do veículo, 50kg da droga. As investigações prosseguiram contra os acusados, culminando na prisão de outros dois comparsas que estavam em uma residência. Durante a revista na casa, os policiais encontraram mais 250kg de maconha prensada.
Entorpecentes avaliados em 500 mil reais
O Superintendente da Senarc, o delegado Carlos Alessandro, informou, “Os entorpecentes estavam advindo de uma residência, localizada no município da Raposa. A droga encontrada no veículo estava sendo encaminhada para algum fornecedor, para ser então comercializada. Os 300 kg de maconha estão avaliados em R$ 500 mil reais, ao preço final de mercado. Quero adiantar ainda, que somente este ano na região metropolitana de São Luís, a Polícia Civil, por meio da SENARC, já apreendeu aproximadamente três toneladas de entorpecentes. No Estado do Maranhão, esse quantitativo já ultrapassa as dez toneladas de drogas apreendidas, o que com certeza, gera um prejuízo enorme para as quadrilhas que insistem em realizar o tráfico de drogas em nosso estado”, pontuou o delegado.
Já o Chefe do Departamento da Senarc na capital, o delegado Valdenor Viegas considerou, que “As ações da Senarc tem efetuado um serviço no sentido de coibir o tráfico de entorpecentes na capital. Realizamos essa grande apreensão de entorpecentes, sendo que as investigações irão dar continuidade, no sentido de identificar o restante dos envolvidos”, destacou o delegado.
Após a confirmação da prática delituosa do grupo, eles foram autuados pela prática de crime de tráfico ilícito de drogas e associação para o trafico. Após a apresentação à imprensa, o grupo foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.