sexta-feira, 7 de julho de 2017

SSP e a ONG Libertas firmam parceria em prol do Socioambiental

O Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela recebeu na manhã desta quinta-feira (06), por volta das 11hs, no gabinete da SSP, o presidente da ONG Libertas e o Coordenador de Assuntos Comunitários do projeto Pacto Pela Paz, da área Oeste, Marco Aurélio do Amaral Santos. A visita objetiva no sentido de formalizar uma parceria entre a SSP e a ONG Libertas, para a execução do Projeto do Lixo Digital e a Coleta de resíduos eletrônicos.

Na oportunidade, o Secretário de Segurança Pública resolveu ajudar na parceria com a Ong Libertas, com a doação de equipamentos de audiovisual. A Ong Libertas com a parceria firmada, está facilitando e aplicando a educação ambiental não formal e informal, através do áudio visual, com inclusão social estendida para a cidade. A Ong Libertas com as suas finalidades Cultura, Educação, área Científica e Meio Ambiente, tem a sua atuação em todo o Estado do Maranhão.

O Projeto Lixo Digital

O projeto visa à diminuição dos impactos causados ao meio ambiente pela má disposição do lixo digital, através da realização de parcerias com: instituições de ensino, prefeituras, empresas, igrejas, órgãos públicos e associações, e outros, de forma facilitar a implantação, do mutirão de coleta dos resíduos eletrônicos que contém placas, tais como; (Celulares com bateria, Celulares sem bateria, Monitor tubo PC, Impressora, Estabilizador, Telefones sem fio, Monitor TV tubo, Aparelho de som e DVD, Tabletes, Máquina de cartão de crédito, CPU completa, TV led e LCD, HD’s, Receptores de antenas, Roteador, Notebook, Dvd, Rádio, Vídeo Cassete), Evitando assim a contaminação de lagos, mares, rios, lençóis subterrâneos e oceanos.
Trabalhando a prevenção na área da saúde pública, facilitando e aplicando a educação ambiental não formal e informal através do áudio visual, com inclusão social estendida para a cidade patrimônio cultural da humanidade, e os outros municípios que compõem o estado, visando a conversão dos resíduos coletados em recursos para fins eco-econômicos e sociais para a ONG Libertas a fim de que a mesma possa desenvolver seus projetos socioambientais (compensação social do projeto). 

A indústria estimula o consumo sem pensar no descarte. A velocidade com que a indústria lança as novidades eletrônicas no mercado faz com que a reutilização seja desvalorizada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.