sexta-feira, 1 de junho de 2018

Defensor de Direitos Humanos se afasta de Maura Jorge

Em 2017, o Partido PODEMOS foi o que mais cresceu no Maranhão, tenho alcançado com Maura Jorge a marca de uma evolução de 300%. Isso foi possível graças a uma grande articulação que a então Presidente da sigla fez ao lado do Deputado Federal Aluísio Mendes.

Além dos nomes citados, é indiscutível a articulação de Maura Jorge na Região dos Lagos e por onde tem passado. Soma-se a isso, como forma de explicar o crescimento, a adesão ao projeto do PODEMOS de pessoas como Ronaldo Serra, jovem que foi parte importante no processo de eleição do Governador Flávio Dino em 2014 e que permaneceu na Supervisão de Fiscalização do Procon MA até meados de 2016, tendo rompido com o Governo para seguir acompanhando seu grupo político no município de Raposa que na época sofria forte perseguição comunista.

Entretanto, mesmo com um crescimento grandioso do Partido no Estado, e Nacionalmente também, o que gera um bom fundo partidário, Maura Jorge decidiu, na última semana, trocar o PODEMOS pelo partido de Bolsonaro, PSL, por acreditar que se encaixaria melhor dentro das ideias que Bolsonaro defende. Contudo, o PODEMOS se manteria em sua base aliada. Pelo menos é o que se esperaria.

Como sempre buscamos apurar os bastidores da política, observamos que, mesmo angariando novos apoios a Maura Jorge tem perdido aliados que de certa forma, ainda que novatos na disputa política poderiam somar bastante. Sendo este o caso de Ronaldo Serra, pré-candidato a Deputado Federal do PODEMOS/MA e morador do município de Raposa, que nos últimos três anos mobilizou junto com amigos benefícios sociais que alcançaram aproximadamente 7.000 mil jovens em diversas regiões do Estado, incluindo Lago da Pedra.

Decidimos procurar o jovem Ronaldo Serra a fim de saber por qual motivo se distanciou da pré-candidata Maura Jorge e como fica a situação do partido, tendo o mesmo respondido o seguinte: “Como todos aqueles que me acompanham sabem, tenho pautas vinculadas a defesa dos Direitos Humanos, isto implica dizer que batalhamos por melhores condições de vida à Sociedade como um todo, mas em especial à jovens de periferia, negros, mulheres, pessoa com deficiência e comunidade LGBT. 

Ao ver Maura Jorge se desvinculando diretamente do PODEMOS e se associando a um político que tem uma pauta contrária a todas essas defesas que faço, busquei estar me distanciando por completo, sobretudo por acreditar que o campo político não deva ser apenas uma batalha em busca de Poder, mas uma luta também por ideais que tornem a sociedade mais justa e equilibrada e penso que o discurso oportunista, arcaico e vazio de Bolsonaro em nada pode fazer o Maranhão e Brasil avançarem, então de forma alguma eu poderia estar ali dando suporte a tal ação que era de coligar. 

No que diz respeito aos rumos que o Partido irá tomar quanto a coligação, adianto que isto deva ser questionado junto ao nosso Presidente Estadual Aluísio Mendes, uma vez que suas posições refletem diálogo tomado junto com demais lideranças do partido, e que, ainda que a coligação ocorra, manterei firme minha posição em respeito à nossa sociedade que merece uma opção de voto mais decente.”.

Diante do contexto, resta-nos aguardar o desenrolar de mais este capítulo que se escreve na política de nosso Estado envolvendo os novos nomes que surgem diante desse cenário de caos e descrédito na política não só local, mais nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.