quinta-feira, 12 de julho de 2018

Sesc Circo: Seis dias de gargalhadas e muita arte em diferentes espaços da capital

Julho, mês de diversão, lazer e muitos sorrisos, principalmente para os maranhenses que este ano foram presenteados pelo Sesc com dois projetos na linguagem circense durante as férias: o Palco Giratório, apresentando o majestoso Circo Biribinha, com 6 dias de programação lúdica, repleta de sorrisos e encantamento que encerra nesta quinta, 12 de julho, com o espetáculo Magia do grande homenageado, o palhaço Biribinha, das 19 às 20h30, e o Sesc Circo que assume o comando da agenda cultural nesse mesmo dia e convida pessoas de todas as idades a embarcarem na magia dessa arte até 17 de julho. A abertura da 5ª edição do Sesc Circo será celebrada com o tradicional cortejo artístico a partir das 17 horas, com saída do Sesc Deodoro, e seguirá com variadas apresentações circenses, intervenção artística e discotecagem até as 22 horas, ao lado do Terminal da Praia Grande.


Nove grupos e artistas fazem parte da animada trupe que distribui alegria e cores pelo centro da cidade: A Cuscuzeira, Clarins ao Vento, Coletivo O Circo tá na Rua, Grupo Laborarte: Mulheres Capoeiras, Huhuhu Circo Teatro, Circo Pés De Fulô, Rosana Fernandes, Trupe de Habilidades Circenses e Cia. Cambalhotas. O cortejo chama o público para participar de um momento mágico e único: o encerramento do Circuito Especial do Palco Giratório e a agenda cultural de estreia do Sesc Circo que  apresenta a Intervenção “Voadores” do Coletivo O Circo Tá na Rua (MA) e o Cabaré circense: performances, demonstrações técnicas e discotecagem com Fê Marques (MA).

Em mais um ano de Sesc Circo amplia seu leque de opções ao público e ultrapassará o picadeiro com espetáculos, shows, oficinas, intervenções e debates em diferentes bairros e espaços. A 5ª edição do projeto acontecerá no Cohatrac, Cidade Operária, Anjo da Guarda, Raposa, no teatro do Palacete Gentil Braga e diferentes espaços da Praia Grande, Praça Benedito Leite, Hospitais Aldenora Belo e Materno Infantil, Terminais de Integração e Unidades Sesc de 12 a 17 de julho.

Proporcionando à comunidade o encontro com essa mágica linguagem artística, a programação é aberta ao público de todas as idades. Com artistas de âmbito nacional e local, integram a agenda artística-cultural do Sesc Circo a Cia AristoClowntas (RJ), Cia Megamini (RS), The Pambazos Bros (SP), Palhaça Matusquella (DF), Cia Cambalhotas (MA), Núcleo de Teatro e Bonecos Pés de Fulô, Trupe de Habilidades  Circenses(MA), Huhuhu Circo Teatro (MA), Cia MiraMundo Produções Culturais (MA), Coletivo Circo Tá na Rua(MA),  Jean Pessoa (MA), Rosana Fernandes (MA), Gilson César (MA), Jeiff Karaf (MA), DJs Fê Marques e Vanessa Serra (MA) e shows musicais com os grupos  Laborarte, a Cuscuzeira e Filtro de Banda (MA).

O circo é uma importante forma de expressão popular e artística que alcançou o status de patrimônio cultural brasileiro. Levando alegria e diversão por onde passa, há 5 anos o Sesc no Maranhão tem incentivado os processos de criação e o fortalecimento da arte do riso por meio do Projeto Sesc Circo.
​ Confira a programação:

12/07 (quinta-feira)

12h às 13h - Performance circense (Palhaço Caburé/Jean Pessoa – MA)
Cena curta do espetáculo “O Jacá do Caburé” onde o brincante Caburé mostra suas inúmeras habilidades desenvolvidas durante a pesquisa teórica - prática do palhaço tipicamente brasileiro: o brincante e o palhaço de rua.
Local: Condomínio Fecomércio (Cobertura).

17h às 18h30 - Cortejo Artístico

·         A Cuscuzeira
·         Clarins ao Vento
·         Coletivo O Circo tá na Rua
·         Grupo Laborarte: Mulheres Capoeiras
·         Huhuhu Circo Teatro
·         Circo Pés De Fulô - Núcleo de Teatro e Bonecos Pés de Fulô
·         Rosana Fernandes Produções
·         Trupe de Habilidades Circenses
·         Cia. Cambalhotas
Local: Concentração: Sesc Deodoro (Percurso: Rua da Paz - Rua Grande - Av. Senador Vitorino Freire)

18h30 às 19h - Intervenção “Voadores” (O Circo Tá na Rua - MA)
Três pernas de pau se encontram pelas andanças do mundo, se tornam amigos e compartilham sonhos peculiares... Sonhos altos, tão altos quanto suas próprias pernas de pau. Através de um mergulho em poesias, brincadeiras e músicas que encantam nossa infância, os viajantes irão descobrir suas próprias origens.
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande)

20h30 às 22h - Cabaré circense: performances; demonstrações técnicas e discotecagem com Fê Marques - MA.
Apresentações circenses de grupos locais ao som da DJ Fê Marques.
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande)

13/07 (Sexta-feira)

09h às 10h – Performance Circense (Trupe de Habilidades Circenses - MA)     
A performance apresenta técnicas da arte do palhaço, acrobacia, artesanato e malabarismo com diversos equipamentos, contemplando a demonstração técnica  e intervindo com público e espaço em sua apresentação.
Local: Lar Calábria / Cidade Operária

14h às 18h - Oficina “A verdade do palhaço: palhaçaria com técnicas teatrais” (Cia. AristoClowntas– RJ)
“Ao contrário do que muita gente pensa, ser palhaço é coisa séria!". Escolher colocar um nariz vermelho e se exibir significa tirar todas as “armaduras”, “máscaras” e representações cotidianas e deixar com que todos vejam o seu “lado frágil”, aquilo que você chama de defeitos físicos e psicológicos – o seu ridículo.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas/ Anjo da Guarda

15h às 17h - Oficina Vivência Circense (Coletivo O Circo Tá na Rua - MA)
Demonstração técnica de vários elementos circenses e convite ao público para vivenciar uma experiência pelo universo do circo.
Local: Lar Calábria / Cidade Operária    

17h às 18h - Performance (Coletivo O Circo Tá na Rua - MA)
Apresentação do resultado da vivência circense com a participação de artistas e alunos.
Local: Lar Calábria / Cidade Operária

17h às 18h – Espetáculo “Circo Pés de Fulô” (Pés de Fulô – Núcleo De Teatro e Bonecos – MA)
Encantador, envolvente e surpreendente, onde os bonecos criam vida através dos seus manipuladores. Um espetáculo para alegrar toda a família.
Local: Anfiteatro Beto Bitencourt / Praia Grande

18h às 19h - Espetáculo “O Circo de Dois Palhaços Só” (Cia Cambalhotas – MA)
O Circo de Dois Palhaços Só mostra a tentativa do Palhaço Carambela Guatchin em fazer um número solo quando o mesmo é interrompido pelo Palhaço Coquinho Pitu, que insiste em formar uma parceira. O espetáculo é recheado de reprises tradicionais de palhaços e números de mágicas.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas / Anjo da Guarda.

19h às 20h - Espetáculo “Magikamerluza” (The Pambazos Bros - SP)
Truques de mágica, ilusões de palco, malabarismo de cristais, guilhotina, entre outros se tornam ferramentas que os atores utilizam para interagir com a plateia e criar situações cômicas. Um convite para reviver as emoções dos espetáculos de feiras, a charlataria e o encanto.
Local: Anfiteatro Beto Bitencourt / Praia Grande

14/07 – Sábado

8h às 12h – Oficina Vivência Circense (Trupe de Habilidades Circenses- MA)  
A oficina será voltada para a aprendizagem de técnicas de acrobacia, diabolô, claves, bolinhas, contato, bastões, devil stick e swing para iniciantes.
Local: C.E Maria José Aragão/Cidade Operária
14h às 18h - Oficina “A verdade do palhaço: palhaçaria com técnicas teatrais” (Cia. AristoClowntas– RJ)
“Ao contrário do que muita gente pensa, ser palhaço é coisa séria!". Escolher colocar um nariz vermelho e se exibir significa tirar todas as “armaduras”, “máscaras”, representações cotidianas e deixar com que todos vejam o seu “lado frágil”, aquilo que você chama de defeitos físicos e psicológicos – o seu ridículo.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas/Anjo da Guarda
               
16h às 17h – Espetáculo “Proezas de Extrabão” (Cia Megamini – RS)
Um espetáculo para crianças e toda família. Um tributo à arte da mímica. Foi criado a partir da estrutura clássica dos espetáculos de circo. Não existe uma história alinhavando o espetáculo, são esquetes que vão surgindo de forma encadeada e harmoniosa. Proezas gestuais e cênicas conduzidas pelo personagem Extrabão, uma mistura de anti-herói e palhaço mímico.                             
Local: Cineteatro Aldo Leite – DAC/Palacete Gentil Braga (R. do Passeio, Centro)

18h às 19h - Espetáculo “Um dia de Clown” (Gilson César – MA)
O espetáculo retrata o cotidiano de um homem que sonha viver da profissão de palhaço. Utiliza a linguagem da pantomima e do circo para ilustrar cenas do cotidiano de forma lúdica.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas / Anjo da Guarda

PRAÇA VERÃO – COHATRAC

16h30 às 17h30 - Espetáculo “Isto é Magica!” (Palhaça Matusquella – DF)
Uma tradicional apresentação de mágica realizada com cartas, cordas e outros objetos mágicos, mas com um diferencial.... O “mágico” é uma palhaça.

18h às 19h - Discotecagem com Vanessa Serra - MA e Intervenção “Fogo de Prometeu” com o Coletivo o Circo Tá na Rua – MA
Número circense de manipulação de diversas técnicas de fogo com temática da mitologia grega ao som da DJ Vanessa Serra.

19h30 às 20h30 - Show musical circense: Pakitos Cuecacuela (The Pambazos Bros - SP)
O grupo cômico Pakitos Cuecacuela é uma fanfarra com fortes bases cênicas. Seus integrantes, simpáticos bonecos de chumbo, baseiam seu repertório em balkan music, klezmers, temas de cinema e da televisão e clássicos da música de banda e fanfarra. Esta surpreendente parada musical tem pausas para números de mágica, malabarismos, poesia, dança e encantamento de serpentes.

21h às 22h - Show musical com Filtro de Barro – MA
A Banda Filtro de Barro foi criada em 2017, em São Luís (MA), sendo formada pelo quarteto PV Silveira (voz e violão), Lucas Parreão (voz e guitarra), Hakan Leite (bateria) e Emílio Furtado (baixo). Com uma personalidade focada na música brasileira, a banda carrega o reggae em sua essência, aliando ainda a pegada do groove e do soul nacional.

15/07 – Domingo

PRAÇA BENEDITO LEITE

09h às 10h - Oficina Vivência Circense (Coletivo O Circo Tá na Rua – MA)
Demonstração técnica de vários elementos circenses e convite ao público para vivenciar uma experiência pelo universo do circo.

10h às 11h - Intervenção com Rosana Fernandes - MA
Uma esquete de atores que se transformam em palhaços aos olhos do público e trazem a magia em suas interações solo. Música, teatro e circo. Intervenções solos cada uma com uma temática distinta, onde os personagens interagem com malas e outros elementos que usam como suporte para as histórias.

10h às 11h - Show musicalO Baile da Cuscuzeira” (A Cuscuzeira - MA)
Com seus ternos amarelos, sua faixa e sua mascote, a Cuscuzeira Dourada, a banda se apresenta nos formatos bloco de rua e banda de baile em um passeio pelo repertório do carnaval brasileiro e maranhense somados às suas músicas autorais e versões carnavalescas de músicas consagradas.

SESC TURISMO/OLHO D’ ÁGUA

11h às 12h – Performance “Viola e Matusquella” (Palhaça Matusquella – DF)
Uma dupla caipira onde o riso e o choro se confundem, se fundem e embalam a plateia numa bela homenagem a música caipira.

SESC COMUNIDADE - RAPOSA

16h às 17h - Intervenção “Voadores” (Coletivo O Circo Tá na Rua – MA)
Três pernas de pau se encontram pelas andanças do mundo, se tornam amigos e compartilham sonhos peculiares... Sonhos altos, tão altos quanto suas próprias pernas de pau. Através de um mergulho em poesias, brincadeiras e músicas que encantam nossa infância, os viajantes irão descobrir suas próprias origens.

17h às 18h - Espetáculo “O Brincante” (Cia. AristoClowntas – RJ)
O Palhaço Muzzarela apresenta alguns dos melhores números executados ao longo dos seus anos de carreira solo no Brasil e pelo mundo. As artes da acrobacia, magia, malabares são algumas das técnicas utilizadas com muita ousadia. Muzzarela trabalha números de sua autoria e os clássicos fazendo leituras e releituras que imprimem linguagem própria.

16/07 – Segunda-feira

9h às 10h30 - Mesa de diálogo 1: “A mulher palhaça: pioneiras de ontem e hoje” com Michele Cabral – MA, Manuela Castelo Branco - DF e Sandra Cordeiro - MA.
Debate sobre a figura da mulher palhaça, com o objetivo de discutir os mitos e preconceitos sobre as artes circenses, em especial da palhaçaria feminina.

10h40 às 12h - Mesa de diálogo 2: “O circo no século XXI” com  Gabriel Guimard – RS, Rafael Sena - RJ e Jean Pessoa - MA.
Debate sobre o desenvolvimento do circo, apontando as dificuldades e desafios enfrentados pelos artistas ao longo da história.
Local: Cineteatro Aldo Leite – DAC/Palacete Gentil Braga (R. do Passeio, Centro)

14h às 18h - Oficina Vivência Circense (Coletivo O Circo Tá na Rua – MA)
Demonstração técnica de vários elementos circenses e convite ao público para vivenciar uma experiência pelo universo do circo.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas / Anjo da Guarda

14h às 18h - Oficina: Introdução à mímica contemporânea (Cia Megamini – RS)
Esta oficina se propõe a introduzir o participante neste universo da pantomima por meio de exercícios corporais individuais e em grupo que possibilitará ao estudante gerar situações e esquetes cômicos e dramáticos através da criação de objetos no espaço sem a utilização da fala.        
Local: Sede da Pequena Companhia de Teatro (Rua 28 de Julho, 295 – Centro Histórico /Praia Grande)

16h às 17h – Performance “Hoje tem Mágica” com Jeiff Karaf/MA
A performance mescla diversas técnicas fazendo a plateia ficar numa dúvida se é um mágico ou um palhaço. A mágica promete encantar todos que assistem, fazendo o regaste não só dos truques, mas também do brilho no olhar de uma criança.
Local: Hospital Aldenora Belo / Monte Castelo

16h às 18h - Exibição de episódios da série “Palhaças do mundo” e bate-papo com a diretora Manoela Castelo Branco/DF (Palhaça Matusquella)
Desde 2008, a pesquisadora e palhaça Manuela Castelo Branco vem coletando entrevistas e performances de ícones da palhaçaria feminina mundial. Através destes curtas-documentários é possível informar, mas também criar um registro histórico da atuação de mulheres e palhaças.
Local: Cineteatro Aldo Leite – DAC/Palacete Gentil Braga (R. do Passeio, Centro)

18h às 19h – Espetáculo “A Mala do Biruta” (Huhuhu Circo Teatro – MA)
A Mala do Biruta é o solo do Palhaço Biruta Lelé da Cuca, que apresenta cenas cômicas vivenciadas com a palhaça Biloca Lelé da Cuca. O espetáculo é constituído por um roteiro de reprises e entradas (cenas cômicas de picadeiro), memórias que nos ensinam através da brincadeira e dos opostos a rirmos de nós mesmos e a lidar com as adversidades da vida de forma mais leve.
Local: Sede da Cia. Cambalhotas /Anjo da Guarda.

19h às 20h – Espetáculo “Proezas de Extrabão” (Cia Megamini – RS)
Um espetáculo para crianças e toda família. Um tributo à arte da mímica. Foi criado a partir da estrutura clássica dos espetáculos de circo. Não existe uma história alinhavando o espetáculo, são esquetes que vão surgindo de forma encadeada e harmoniosa. Proezas gestuais e cênicas conduzidas pelo personagem Extrabão, uma mistura de anti-herói e palhaço mímico.                             
Local: Sede da Pequena Companhia de Teatro (Rua 28 de Julho, 295 – Centro Histórico /Praia Grande)

17/07–Terça-feira

09 às 10h – Performance “O Realejo”  (Gilson César – MA)      
O realejo é uma performance literária que reúne música, representação cênica e poesia. O artista busca levar a seu público encantamento poético, motivando e interagindo de forma lúdica através da leitura de poesias, pequenos textos e mensagens motivacionais de diversos autores e contos.
Local: Terminal da Cohab

09h às 10h - Vivência Circense (Coletivo O Circo Tá na Rua – MA)
Demonstração técnica de acrobacia aérea em tecido.
Local: Terminal do São Cristovão

10h às 11h - Performance “Hoje tem Mágica” (Mágico Jeif Karaf - MA)
A performance mescla diversas técnicas fazendo a plateia ficar numa dúvida se é um mágico ou um palhaço. A mágica promete encantar todos que assistem, fazendo o regaste não só dos truques, mas também do brilho no olhar de uma criança.
Local: Hospital Materno Infantil / Centro          

10h às 11h – Performance “Mímicos Andarilhos” (Rosana Fernandes – MA)   
O palhaço solto no meio da rua, utilizando mímica, tentando surpreender e fazer rir, exagerando gestos, mudando o ritmo normal das coisas, tornando a realidade mais leve e exercendo sua função social de brincante popular.
Local: Terminal da Praia Grande

14h às 18h - Oficina: Introdução à mímica contemporânea (Cia Megamini – RS)
Esta oficina se propõe a introduzir o participante neste universo da pantomima por meio de exercícios corporais individuais e em grupo que possibilitará ao estudante gerar situações e esquetes cômicos e dramáticos através da criação de objetos no espaço sem a utilização da fala.        
Local: Sede da Pequena Companhia de Teatro (Rua 28 de Julho, 295 – Centro Histórico /Praia Grande)

ANFITEATRO BETO BITENCOURT / PRAIA GRANDE

16h às 17h - Espetáculo: O jacá do Caburé (Jean Pessoa – MA)
Espetáculo de variedades onde o Palhaço Caburé mostra suas inúmeras habilidades desenvolvidas durante a pesquisa teórica - prática do palhaço tipicamente brasileiro: o brincante e o palhaço de rua.

17h30 às 18h30 – Espetáculo Atrapalhaças (Companhia MiraMundo Produções Culturais – MA)
Palita Presepada e Miss. Banana são amigas, mas estão afastadas há muito tempo. Reencontram-se para apresentarem um grande show promovido pelo palhaço Anônimo, que tenta reaproximá-las por meio da magia do circo. Entre muitas trapalhadas, disputas e rivalidades, as palhaças nos dão uma grande lição de amizade, paz e alegria.

19h às 20h – Show musical com Divinas Folias (LABORARTE – MA)
As Festas do Divino são um ritual do catolicismo popular que celebra o Espírito Santo, uma das três pessoas da Santíssima Trindade. No Maranhão tem como importante particularidade a presença das caixeiras do divino, mulheres que cantam e tocam tambores. São elas que comandam todo o ritual com seus cânticos e toques que simbolizam os vários momentos do festejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.