quinta-feira, 6 de junho de 2019

Quadrilha presa por assalto em Santa Rita iriam roubar residência do pai de santo “Bita do Barão” e roubar empresário em R$ 600 mil

Uma quadrilha presa nesta segunda-feira (03), por suspeitas em envolvimento a um assalto a uma farmácia em Santa Rita-MA, responderá por outros crimes mais ousados. Após a prisão realizada ontem pela polícia  Civil e Militar de Santa Rita, o Delegado Ednaldo Santos descobriu, que o grupo tentava realizar um assalto contra a casa do falecido babalorixá, "Bita do Barão". O pai de santo morreu a alguns dias no município de Codó.  O delegado explicou que após serem presos, seus celulares foram periciados e encontrados provas da futura ação do grupo.

O Delegado Edinaldo Santos e equipe descobriu em conversas por meio do aplicativo do WhatsApp, nos celulares dos criminosos, que o grupo pretendia assaltar a casa do falecido “Bita do Barão”, na cidade de Codó. Os criminosos estavam intencionados em se apossar dos pertences do ex-babalorixá. Existem muitas informações pelo aplicativo do WhatsApp, que o ex-pai de santo, teria deixado dezenas de pulseiras, colares e anéis de ouro, além de pedras preciosas. O que com certeza, teria chamado a atenção do grupo de criminosos.

Plano malicioso para roubar residência de Bita do Barão

As informações repassadas pelo Delegado Ednaldo Santos, fora que haveria uma outra pessoa envolvida no crime, uma empregada doméstica do finado Bita do Barão. Ela estava repassando as informações para o bando, inclusive, o comportamento diário dos familiares e as posses do ex-pai de santo, Bita do Barão.

O delegado repassou ainda, que o bando estava intencionado a realizar outro crime, contra um empresário do ramo de postos de combustíveis, que trabalhava na cidade de Peri-Mirim. De acordo com o delegado, a ação criminosa renderia aproximadamente o valor de R$ 600 mil. Já nessa ação pretensa de crime, eles estavam recebendo a participação de uma parente da vítima, que seriam compadre do empresário. Ele estaria repassando a rotina do empresário para os bandidos.

Criminosos assaltam a farmácia Pague Pouco em Santa Rita

A polícia do Maranhão prendeu tarde desta segunda-feira (03), uma quadrilha desarticulada pela Polícia Militar e a Polícia Civil, os quais prenderam os quatro em flagrante após um assalto a mão armada contra a Farmácia Pague Pouco, localizada no município Santa Rita.

Em contato com o delegado Edinaldo dos Santos, que responde pela delegacia de Santa Rita, eles responderão por roubo e associação criminosa. O quarteto criminoso foi identificado por Wanderson Lima Araújo, 34 anos; Claudenilson Costa Sales, 26 anos; Bruno Henrique Cruz de Sousa, 23 anos e Jordam Felipe, conhecido por “Sabiá”. Este já responde a vários processos por roubo na capital de Santa Rita.

As investigações apontaram, que os suspeitos residiam na Estiva. O delegado relatou, que os bandidos Eles agiam de com agressividade e violência, os quais levavam das vítimas, dinheiro, aparelhos celulares e outros itens roubados. Eles sempre roubavam com a posse de uma arma de fogo e sempre mirando a arma contra as vítimas. A quadrilha que não é de heróis e muito menos de São João, foi apresentada na delegacia de Santa Rita, para ser ouvida pelo delegado Ednaldo Santo e responderem pelos crimes lhes imputados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.