segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Governo intensifica Operação Lei Seca para reforçar a segurança no trânsito

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), com o apoio da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), por meio do Batalhão de Polícia Rodoviária Militar (BPRV), deu continuidade, neste fim de semana, as blitzen da Operação Lei Seca em São Luís. As ações visam a redução do número de acidentes e óbitos relacionados ao trânsito.

As operações aconteceram na sexta-feira (12) e no sábado (13), nas Avenidas Daniel de La Touche e Jerônimo de Albuquerque. O Detran-MA teve como foco a conscientização e autuação de condutores que dirigiam sob o efeito de bebidas alcoólicas.

Para o chefe da Divisão de Estatística do Detran-MA, Pábyo Mendes, que coordenou as ações do fim de semana, a Operação Lei Seca é um importante instrumento para combater a violência no trânsito.

“O Detran-MA realiza ações permanentes de educação para o trânsito, orientando a população sobre a importância de atender a legislação para evitar acidentes, através de projetos desenvolvidos nas ruas, escolas, bares e empresas. É uma luta permanente para mudar o hábito das pessoas que, infelizmente, insistem em beber e dirigir. A redução dos números de acidentes e mortes de trânsito no Maranhão tem comprovado a eficácia do trabalho de conscientização do Departamento, o retorno das operações busca melhorar ainda mais esta estatística”, disse Pábyo Mendes.

As blitzen contaram com o apoio da Polícia Militar, por meio do BPRV. Para o capitão Alejandro Mouchrek Jaldin, a eficácia do trabalho depende da união entre fiscalização e educação. “O Código de Trânsito Brasileiro diz que a prioridade é a defesa à vida. É importante que as duas instituições trabalhem juntas, para garantir mais segurança para a população”, disse o capitão.

A equipe de Educação para o Trânsito do Detran-MA realizou abordagens educativas com mais de 200 pessoas, com a entrega de material educativo sobre a Lei Seca e explicou sobre os riscos de beber e dirigir. Durante as abordagens, o integrante do projeto Humanizar, Willame Damasceno, cadeirante, vítima de acidente de trânsito, chamou a atenção dos condutores abordados.

“Eu sempre friso, nas minhas abordagens, que sorte eu teria, se no dia do meu acidente eu tivesse encontrado uma blitz da Lei Seca no caminho. Eu teria sido punido pela infração cometida, não sairia dirigindo embriagado e, hoje, não estaria preso a uma cadeira de rodas sentindo dores em todo o meu corpo o tempo todo. É essa a reflexão que eu tento passar para as pessoas. A vida é o nosso bem mais valioso e devemos fazer de tudo para preservá-la. O nosso trabalho de conscientização busca isso. A preservação de vidas no trânsito”, ressaltou Willame Damasceno.

O empresário Alexandre Paz foi abordado pelos educadores do Detran-MA na blitz do sábado (13) e reconheceu a importância da união da educação com a fiscalização nas operações, como uma forma eficaz de reduzir a quantidade de vítimas da violência no trânsito. “Muita gente ainda precisa ser conscientizada, a segurança no trânsito não é só responsabilidade do poder público, é nossa também. Precisamos fazer a nossa parte, ser responsáveis e andar na lei”, disse.

Lei Seca

A Operação Lei Seca é uma ação fiscalizatória, baseada nos artigos 165 e 165-A, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Tem como objetivo principal retirar das ruas, condutores que dirigem sob o efeito de bebidas alcoólicas e substâncias psicotrópicas, com o objetivo de reduzir acidentes no trânsito.

Quem for pego no teste do bafômetro ou apresentar sinais de embriaguez, ainda que se recuse a fazer o teste, comete infração gravíssima e está sujeito à multa de até R$ 2.934,70, além do recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que pode ser suspensa por até 1 ano e o veículo é retido até que outro condutor habilitado se apresente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.