quarta-feira, 22 de maio de 2013

Operação do Serviço de Inteligência da PM prende envolvidos com tráfico e homicídios em São Luis

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) apresentou, na tarde desta terça-feira (21), o resultado da Operação Madruga, deflagrada pela Polícia Militar em dois bairros da Região Metropolitana. Ao todo 28 policiais do Serviço de Inteligência do 8°, 9°e 6° BPMs, do Comando Geral e  com o apoio de viaturas  8° BPM efetuaram a prisão de seis pessoas nas duas localidades.
Os detidos, são segundo a polícia, envolvidos em diversas práticas criminosas, como tráfico de drogas e homicídios. As investigações apontaram, ainda, que uma das últimas ações criminosas do bando foi o homicídio ocorrido, no dia 18 de maio, na Avenida Ferreira Goulart, que vitimou Rogean Santos Rodrigues, 24 anos. O balanço foi apresentado pelo secretário de Segurança Pública, Aluisio Mendes, durante entrevista coletiva concedida à imprensa na sede do órgão, na Vila Palmeira.
De acordo com o secretário de Segurança, Aluísio Mendes, o trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar tem desarticulado diversas quadrilhas no estado.  “Com esta prisão estamos dando um choque no tráfico em São Luís. Esta é mais umas das prisões de um bando que disputava espaço pelo tráfico de drogas e por conta disso acabavam cometendo homicídios. Nossas ações continuarão sendo concentradas para identificar e prender os envolvidos nestes crimes”, frisou.
Na Vila Conceição foram presos, Fábio Bezerra Souza Cortês, conhecido como “Paulista”, 32 anos, residente na Rua Projetada. Ele já havia sido preso e condenado por tráfico de entorpecentes. Na época ele foi detido como 50 kg de Maconha, crime do qual ele já havia cumprido seis anos dos 14 de condenação; Jarisson Sá Almeida, 36, este já havia sido condenado a 20 anos de prisão também por tráfico de drogas e já tinha cumprido oito anos. Contra ele há registrado uma passagem na polícia por roubo; Jheykison Pereira da Silva, 19, residente na Rua 23, conhecido como “Senzala”, morador do São Raimundo. Ele também já teve passagem pela polícia por tráfico de drogas.
Com eles foram apreendidos, 25 tabletes de maconha; 22 cartuchos calibre 12; um revólver calibre 38 com cinco munições intactas e numeração raspada; cinco cabeças de crack, a quantia de R$ 2.400 em espécie e três aparelhos  celulares.
Em outra ação realizada no Paranã, área do Maiobão foram presos, Alysson Pedrosa Santos, de 24 anos, residente a Rua Santa Margarida, Vila Bacanga; Stefane Liliane Ribeiro Nunes, 27,  moradora da Rua Carlos Gomes, Vila Passos, e Ronecy Louzeiros Reis, 30, residente a Avenida  do Trabalhador, Conjunto Roseana Sarney, Maiobão.  Em desfavor das duas havia dois mandados de prisão por tráfico de drogas.
“Após efetuarmos a prisão do primeiro trio na Vila Conceição, conseguimos localizar a outra parte do bando. Nosso Serviço de Inteligência continuará nas ruas levantando informações que contribuam para a prisão de envolvidos que assaltam e cometem homicídios aqui em São Luis”, afirmou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco.
Em poder do grupo preso no Paranã, as equipes policiais apreenderam oito petecas de maconha; duas embalagens com aproximadamente 100g de maconha cada e mais dois celulares. Os seis detidos foram conduzidos para a Superintendência Estadual de Investigação Criminal (Seic), onde foram autuados em flagrante pelo delegado.
Para a delegada Geral de Polícia Civil, Cristina Resende, a polícia tem trabalhado rapidamente na prisão dessas quadrilhas. “Não vamos dar espaço para as quadrilhas agirem no Estado. Estamos reaparelhando vários distritos para que os delegados e investigadores tenham mais autonomia para combater o crime no Maranhão”, acrescentou.
Estiveram presentes ainda, os superintendentes Estadual de Investigações Criminais, o delegados Augusto Barros e de Polícia Civil da Capital, delegada Katherine Silva Chaves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.