domingo, 21 de julho de 2013

GRUPO SARNEY ESPIONA ADVERSÁRIOS POLÍTICOS

Em tempos que os Estados Unidos são acusados violar milhões de telefonemas e correspondência eletrônica de pessoas residentes ou em trânsito no Brasil. A governadora Roseana Sarney (PMDB) também é acusada de mandar espionar os adversários políticos no Maranhão.

A suspeita foi confirmada por um dos funcionários da oligarquia Sarney, o jornalista Marco D’Eça, que confessou ter interceptado diversas mensagens eletrônicas trocadas entre lideranças de vários municípios e políticos da oposição. O que caracteriza crime, com pena de detenção de até seis meses.

Em pronunciamento na Câmara Federal, no início da semana, o deputado Simplício Araújo (PPS) denunciou mais casos de arapongagem.

Segundo o parlamentar, pessoas ligadas à oligarquia estão se reunindo com prefeitos e lideranças políticas do estado e gravando essas conversas para depois utilizá-las como forma de chantagem.

Ex-secretário de segurança do Maranhão, o deputado estadual, Raimundo Cutrim (DEM), também levantou a hipótese de que o aparelho de segurança pública estadual seja usado para espionar e violar o sigilo de adversários políticos do clã.

Se referindo ao atual secretário de segurança, Aluísio Mendes, o parlamentar – que conhece bem o modus operandi do grupo Sarney – foi categórico: “O que ele sabe bem é puxar-saco, é montar história, é fazer grampos ilegais”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.