sexta-feira, 23 de agosto de 2013

O que vale para o Estado é ilegal para o município

O líder da oposição na Câmara Municipal de São Luís, Fábio Câmara, prepara documentos para denunciar duas empresas que venceram o processo licitatório para administrar a conta de publicidade da prefeitura da capital.
Orientado pelo criador Ricardo Murad, a criatura vai mostrar que é errado a agência que coordenou a campanha de Edivaldo Holanda Júnior ficar com a conta do município.
Ao que parece, o líder da oposição não mora no Maranhão. Deve dormir em Saturno e acordar em Marte. Esqueceu que as agências AB, VCR e outra do publicitário Duda Mendonça  fizeram a campanha vitoriosa da governadora Roseana Sarney.
Não enxerga que as três agências controlam as contas de publicidades do Governo do Estado e que quem manda na Secom de Sérgio Macêdo é Ricardo Murad.
Aliás, Câmara, que tem uma atuação excelente como vereador, costumava “visitar” as mesmas agências na campanha de vereador do ano passado. E exatamente às sextas-feiras.
Há duas semana, Câmara criticou a intenção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior de terceirizar os serviços de saúde da capital, o que vem sendo feito nas maioria das capitais brasileiras.
Mas uma vez esqueceu que seu criador terceirizou os serviços de saúde do estado. E com uma diferença: as empresas são administram pessoal. Compras e outras transações ficam mesmo com Murad.
Fábio, não resta dúvida, é um jovem político de futuro promissor. Mas vez por outra vive boiando na câmara da incoerência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.