domingo, 11 de agosto de 2013

Sebastião Uchôa realiza reunião com familiares dos internos e propõe parceria

Pela primeira vez no Maranhão, gestores do sistema penitenciário estadual se reuniram com os familiares dos internos para ouvir suas reclamações, queixas e sugestões e para lhes apresentar o que está sendo feito pela Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap) para tornar o cárcere menos doloroso, mais digno e justo.
Na sexta-feira (9), no auditório da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), o secretário Sebastião Uchôa disse que o objetivo da Sejap é estreitar a relação com os familiares dos detentos para entender os problemas e buscar parcerias para a resolução dos mesmos.
“Trabalhando em conjunto melhoraremos as relações entre a gestão e os familiares dos internos para que isto reflita na vida deles, porque os familiares, além de buscarem melhores condições para os seus, e nos ajudarem denunciando irregularidades e maus tratos, poderão, também, ser nossos aliados, pedindo aos internos que se comportem, não se envolvam em confusão, nem causem problemas dentro das unidades”, declarou.
Presentes à reunião, o corregedor Ribamar Nascimento, o ouvidor Luis Henrique e o superintendente de Justiça Kécio Rabelo, todos da Sejap, além de Helen Araújo do Disque-Denúncia. Eles ouviram as reclamações de mães, pais, irmãs e esposas dos presos e lhes prestaram esclarecimentos e orientações.
Para Kécio os problemas no sistema penitenciário maranhense são acompanhados nas Unidades pelas equipes técnicas compostas por psicólogos, assistentes sociais e advogados, que prestam assistência aos internos.  “Muitas famílias estão abandonando os seus, no cárcere, mas o crime não deve romper os laços familiares. Os internos precisam do apoio das famílias para se recuperarem”, disse Kécio. Ele também afirmou que a Sejap precisa contar com a parceria das famílias para atingir o seu maior objetivo que é a reintegração social.
Para Helen, gerente do programa Disque-Denúncia no Maranhão, lançado esta semana na Sejap, é importante que todos saibam que o programa é uma central telefônica que funciona 24 horas, para receber informações, denúncias, reclamações e elogios, anonimamente. Através do programa podem ser denunciados desvios de conduta, maus tratos, fugas, drogas e radiotelefonia no interior das unidades.
“Temos equipes treinadas para colher as informações, formatá-las e repassá-las para as autoridades competentes resolverem e o denunciante ainda pode cobrar respostas do Disque-Denúncia”, afirmou.
Já para Luis Henrique, ouvidor da Sejap, o Disque Denúncia é mais um canal para o recebimento de denúncias que serão encaminhadas para a Ouvidoria ou para a Corregedoria. “É um trabalho conjunto”.
Após ouvir as reclamações e sugestões das famílias, ao final do evento, o secretário Sebastião Uchôa disse que irá realizar outra reunião no dia 28, às 15 horas, no auditório da SSP, entre as famílias, os diretores das Unidades, chefes de segurança e um representante do Grupo Especial de Operações Penitenciárias (Geop).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.