terça-feira, 24 de setembro de 2013

Corrupção: Weverton Rocha contratou aulas de massagem e depilação em terreiro de umbanda

A Federação do Desenvolvimento das Organizações do Terceiro Setor do Maranhão (Fedecma), Ong comandada por Marileide Rocha, mãe do deputado federal Weverton Rocha (PDT) contratou com recursos de convênio do Ministério do Trabalho – comandado por pedetistas – terreiro de umbanda para capacitar jovens em massagem, relaxamento e depilação.
A entidade ligada ao pedetista Weverton Rocha além de pagar aulas de massagem, pagou ainda com o convênio de R$ 4 milhões uma associação de donas de casas para dar cursos de formação profissional em lanternagem e mecânica de automóveis.
Deputado Weverton Rocha
Deputado Weverton Rocha
Weverton Rocha hoje deputado federal – herdou o mandato de Edivaldo Holanda Júnior – foi juntamente com sua mãe denunciados à Justiça por dezenas de suspeitas de irregularidades na execução do convênio da Fedecma com o Ministério do Trabalho. Entre as irregularidade apontadas pela CGU estão superfaturamento de gastos, direcionamento de resultado de licitações, alta taxa de evasão dos alunos nos cursos e realização de cursos em condições físicas precárias e compra de material em quantidade superior ao número de jovens.
Como não tinha estrutura para realizar os cursos, a Fedecma subcontratou associações estão associações de donas de casa, creches e grupos folclóricos para realizar os cursos de qualificação de jovens.
Um mês após aprovar o convênio, Carlos Lupi ex-ministro do Trabalho e presidente nacional do PDT esteve na sede da Fedecma, em São Luís. Numa reportagem da Folha de São Paulo, de 19 de novembro de 2011, a repórter Elvira Lobato informou que “nas confusões de Carlos Lupi sempre aparece Weverton Rocha”.
Além da Fedecma, Weverton Rocha obteve convênios do programa Projovem Urbano que foram repassados sem licitação para Ongs como a Fundação Darcy Ribeiro no valor de R$ 1.226.492,00; o Instituto Maranhense de Administração Municipal (IMAM), com R$ 2. 256.000,00 e outro de mais R$ 2.184.870,00 para o Instituto Brasil Voluntário. O deputado pedetista pagou os contratos antecipadamente, sem que os cursos de formação de jovens tivessem sido concluídos.
O atual chefe do PDT maranhense, Weverton Rocha negocia com o pré-candidato a governador Flávio Dino (PCdoB) a vaga de vice-governador da chapa comunista nas eleições de 2014. Weverton Rocha é chamado carinhosamente por aliados de ‘MaraGatuno’.
Agora deputado federal, Weverton Rocha responde a pelo menos cinco processo na Justiça Estadual e dois na Federal, todos por dispensa criminosa de licitação, direcionamento de contratos e desvio de recursos, federais e estaduais, dentre os quais os das reformas e reconstrução do Ginásio Costa Rodrigues, obras jamais realizadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.