segunda-feira, 30 de setembro de 2013

POLÍTICOS EM XEQUE NO SUPREMO: 6 deputados e 1 senador do Maranhão são investigados pelo STF

Domingos Dutra é o mais recente deputado federal a ser investigado pelo Supremo. No total, são 224 parlamentares sob investigação da Justiça Federal.


Nunca antes na história deste país tantos congressistas estiveram sob a mira da Justiça. De cada dez parlamentares, quatro estão com pendências no Supremo Tribunal Federal (STF) por suspeita de participação em crimes. É o que revela levantamento publicado na sétima edição da Revista Congresso em Foco.

São 224 deputados e senadores que respondem a 542 inquéritos e ações penais no Supremo, único foro competente para julgar crimes cometidos por deputados, senadores e outras autoridades.

Focando-se na bancada maranhense da Câmara, por exemplo, os deputados Francisco Escórcio (PMDB), Pedro Novais (PMDB), Cléber Verde (PRB), Weverton Rocha (PDT), Zé Vieira (PR) e, mais recentemente, Domingos Dutra (PT) respondem a inquéritos no STF, sendo investigados juntamente com o senador Edinho Lobão (PMDB).

Entre os partidos, a liderança é do PMDB: 54 dos seus 100 congressistas estão com pendências criminais no STF.

Entre as acusações que recaem sobre os parlamentares, há desde crimes graves como homicídio, corrupção e envolvimento com o narcotráfico até denúncias relativas a irregularidades em campanhas eleitorais.

Confira abaixo os representantes maranhenses em Brasília sob a mira do STF:

SENADOR INVESTIGADO

EDISON LOBÃO FILHO (PMDB)
Suplente em exercício, o filho do ministro de Minas e Energia e senador licenciado Edison Lobão responde ao inquérito 2768 por crimes contra a ordem tributária, uso de documento falso e quadrilha.

DEPUTADORES FEDERAIS INVESTIGADOS

FRANCISCO ESCÓRCIO (PMDB)
Inquérito 3579 (desacato)

PEDRO NOVAIS (PMDB)
O ex-ministro do Turismo é investigado no inquérito 3526 por peculato. De acordo com a Folha de S. Paulo, Doralice Bento de Souza era governanta do deputado, mas o salário era bancado pela Câmara. Em 2011, o ministro e a ex-empregada negaram a acusação.

CLEBER VERDE (PRB)
Ação penal 497 (inserção de dados falsos em sistema de informações)

WEVERTON ROCHA (PDT)
O ex-secretário de Esportes do Maranhão responde às ações penais 683 e 700 e ao inquérito 3621, todos por crimes da lei de licitações. A AP 683 trata da contratação sem licitação da Fundação Darcy Ribeiro. Segundo o deputado, não havia à época nenhuma entidade capaz de realizar o trabalho. A fundação teria como clientes até a Presidência da República e o Instituto Maranhense de Administração Municipal. Weverton diz que ignora o teor do inquérito 3621.

ZÉ VIEIRA (PR)
Inquérito 2943, por crimes previstos em legislação extravagante.

DOMINGOS DUTRA (PT)
Por prática de crimes eleitoral e peculato. Ele é suspeito de usar servidores fantasmas para desviar dinheiro da Câmara Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.