sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Museu de Arte Contemporânea


Oscar Niemayer colocou sua genialidade em 2 projetos arquitetônicos para a cidade de São Luís: o da Praça Maria Aragão, felizmente construída, e o do Museu de Arte Contemporânea (à espera da iniciativa de construção pelo Governo do Estado) e iniciava um terceiro, inconcluso, desta vez sobre o Sítio Santa Eulália.

Esta postagem é sobre o Museu de Arte Contemporânea que foi pensado para ser construído ao lado da Praça Maria Aragão, ali onde um dia funcionou um Espaço Cultural (Mirarte – Casa de Shows), hoje espaço livre que serve ora a estacionamento, ora ao lixo de moradores da cercania. Na verdade, Niemayer projetou uma alça da Praça Maria Aragão ao futuro Museu, combinando harmonicamente as duas estruturas, para facilitar a visitação de uma e de outra. Belíssimo projeto. (Ver fotos abaixo).
Trabalhou-se muito para incluir no patrimônio físico do Estado esse terreno, inclusive os vizinhos como o da sede da própria Ferrovia São Luís – Teresina, (Estação João Pessoa) incorporada mais tarde à Rede Ferroviária Federal.

Museu de Arte Contemporânea? Por quê? É que, em 2008, o Governo Jackson Lago inaugurara o Ateliê de Restauro incumbido de restaurar o acervo da coleção de 18 mil gravuras do Teatro Arthur Azevedo. Esse trabalho combinava com outro, ou seja, o de preservação de obras raras e jornais maranhenses do acervo da Biblioteca Benedito Leite, neste caso, sob o comando do poeta e escritor Joãozinho Ribeiro.

Esta obra de preservação da memória documental do Maranhão, isto é, o projeto arquitetônico do Niemayer, foi paga com o dinheiro do contribuinte, inclusive o seu projeto executivo, razão pela qual o cidadão maranhense precisa saber o que dele foi feito. Lembro-me que o Programa de necessidades do Museu foi entregue ao Niemayer pelo então Governador Jackson Lago.  

Como o prédio da antiga Estação João Pessoa se encontra agora sendo restaurado pelo IPHAN e o Governo do Estado para abrigar o Museu da Memória Ferroviária Maranhense, talvez fosse importante o Governo juntar esforços para a construção do Museu. Imaginem a beleza desses espaços com todas essa obras arquitetônicas prontas a valorizar a nossa beira-mar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.