segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

Novo papódromo: Flávio Dino e Jackson Lago são os responsáveis por preservar a visita de João Paulo II ao Maranhão

Os católicos do mundo todo ganharam um novo santuário religioso. O governador Flávio Dino (PCdoB), inaugurou no domingo (27), o Parque São João Paulo II na região do Aterro do Bacanga. O novo espaço público visa manter viva a memória da visita do Papa João Paulo II ao Maranhão no dia 14 de outubro de 1991. E esse processo foi iniciado desde 2007, quando o então governador Jackson Lago (falecido), concedeu a pedido do então deputado estadual Afonso Manoel, o espaço a Arquidiocese de São Luís.

Ao longo dos últimos 20 anos, o vereador Afonso Manoel (Solidariedade), lutou bravamente ao lado do Terço dos Homens para a revitalização do local. Missas foram celebradas e mutirões realizados para urbanizar a área, mas finalmente o Governo do Maranhão olhou para esse espaço e decidiu em garantir um novo espaço público para o povo do Maranhão, além de todos aqueles que quiserem conhecer e relembrar a história da visita do Papa João Paulo II a São Luís.

As obras de construção do Parque São João Paulo II ficaram sob a coordenação do secretário de Governo, Diego Galdino, que soube transformar o local em uma ampla área do culto religioso, assim como da prática esportiva, desenvolvimento de atividades culturais e também geração de renda.

Agora o Parque São João Paulo II além de atrair os ludovicenses e maranhenses, pode também ser um centro de atração mundial, uma vez que pessoas do mundo todo podem fazer romaria para conhecer o local que São João Paulo II celebrou uma missa ao longo de sua passagem pelo Brasil em 1991.

O vereador Afonso Manoel comemorou muito a entrega do Parque São João Paulo II, uma vez que está revitalizada uma área tão importante para todos os católicos do mundo todo.

Em 2007, o então governador Jackson Lago acatou a proposta apresentada por Afonso Manoel e garantiu a cessão por 20 anos do Papódromo a Arquidiocese de São Luís. E nos últimos dois anos, já no governo Flávio Dino foi renovada por mais 20 anos a cessão do espaço.

É necessário ainda frisar a importância de três pessoas que foram fundamentais para a revitalização desse espaço: o arcebispo de São Luís, Dom Belisário; o diretor espiritual do Terço dos Homens, Padre Clemilton Ferreira e o ex-diretor-presidente do Terço dos Homens, Edmilson Santos, que faleceu em decorrência da covid-19, mas foi um grande lutador para conclusão desse projeto.

Fonte: Diego Emir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.