quinta-feira, 8 de abril de 2021

ESCÂNDALO NO SERTÃO-Em BARÃO DE GRAJAÚ, idoso é obrigado compartilhar leito em enfermaria destinada a vítimas de CORONA VIRUS, mesmo comprovando que não está contaminado.

 

Parece enredo de filme de terror, algo que de tão cruel e horroroso talvez só fosse possível na mente de um roteirista de cinema, daqueles filmes que nos assombram pelo resto da vida, mas, infelizmente não é ficção, é realidade...

O fato ocorreu no município de BARÃO DE GRAJAÚ, município a cerca de 650 km de distância de São Luís, e mostra o despreparo de muitos novos gestores municipais estão demonstrando em lidar com o ápice da pandemia enquanto aprendem a governar suas cidades.

No último dia 05 de março, o senhor Pedro Fonseca Nogueira, acometido de mal-estar procurou uma clinica privada CLINICOR, que após tomografia e exames complementares, retornando o paciente para sua residência, após piora no quadro o mesmo fez um teste rápido para COVID19, junto a UBS FELICIANO CARDOSO e deu negativo, mesmo assim a unidade básica solicitou novo exame para COVID19 – SWAB – que também se mostrou negativado. Encaminhado para o HOSPITAL MUNICIPAL BARJONAS LOBÃO, O paciente idoso, conhecido como Doca Nogueira, foi internado em um quarto normal, ocorre no dia seguinte o mesmo foi transferido para área de COVID19. A família foi impedida de ver o paciente, sem explicações e após muitas idas e vindas e com a cobrança familiar, a mesma foi informada que o paciente estava isolado, em área destinada aos pacientes com cornona vírus.




Após protestos dos familiares em frente ao Hospital e, segundo os familiares, tentativas de justificar a falha grosseira ocorrida, o paciente foi retirado do hospital e encontra-se em tratamento domiciliar.

A Pergunta que fica é: quantos mais terão que ser submetidos a esses riscos por incompetência do poder público?
Com a palavra a Prefeita Municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gilberto agradece pela sua participação no Blog Voz da Raposa.