segunda-feira, 21 de abril de 2014

Tucanos de Imperatriz vão pra rua com a bicicletinha do PMDB

Imperatriz, MA. Uma parte dos apoiadores do prefeito tucano Madeira, de Imperatriz, a segunda maior cidade do Maranhão, ainda permanecem na oposição ao clã Sarney. É o caso do vice-prefeito Luiz Carlos Porto, do PPS, ex-vice-governador do estado e pré-candidato a uma vaga na Câmara Federal.

Madeira, Roseana
Madeira e Roseana e um só candidato ao governo do Maranhão
Estes mesmos setores ficaram animados com o anúncio da adesão do presidenciável Aécio Neves ao candidato do Partido do Maranhão, Flávio Dino. Por um instante, eles davam como certo, o retorno de Madeira às hostes da oposição, onde nasceu para a política.

Antes, com a escolha do senador Lobão Filho para suceder Luís Fernando como pré-candidato do PMDB ao Palácio dos Leões, sede do governo maranhense, velhos oposicionistas também saltitaram.

Quando a governadora Roseana Sarney preteriu o pai, o ministro Lobão, da disputa palaciana, Madeira ajudou ao comprar brigas paroquiais com o auxiliar da presidenta Dilma.

Os ainda oposicionistas davam com penas contadas, o afastamento de Madeira dos Leões. Ledo engano.

E em 2014, não dá para fazer como na eleição municipal de 2012 quando o prefeito mascarou sua campanha ao chutar o PMDB da sua coligação, numa manobra de última hora. Relembre aqui.

Para desespero destes que pretendiam retornar para o leito da oposição, Madeira vai mesmo montar na bicicleta peemedebista. Agora, simbolicamente, todos poderão ver a cor da calcinha do prefeito. E quem integra o seu governo terá de fazer o mesmo.

A tucanada de Imperatriz vai ter de liberar geral, vestir saia e ir para a rua na bicicletinha do PMDB!

Vasco deve ter primeiro jogo como mandante com sua torcida iante o Sampaio

Devido as confusões no último jogo da Séria A do Campeonato Brasileiro do ano passado contra o Atlético-PR, o Vasco foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)em seis mandos de campo, metade deles sem poder contar com sua torcida e outra metade fora de São Januário.

Com isso, a primeira partida da equipe cruzmaltina jogando no Rio de Janeiro com o apoio de sua torcida deve ser contra o Sampaio pela sexta rodada da Série B no dia 20 de maio. Mas ainda não será na Colina famosa. O jogo deve acontecer em Vota Redonda já que a equipe ainda estará cumprindo suspensão. 

A equipe carioca já cumpriu diante do América-MG o primeiro jogo da punição atuando em São Januário com portões fechados. Os próximos serão contra Atlético Goianiense(GO) Oeste(SP). Diante do Tricolor maranhense, será iniciada os três mandos de campo longe de São Januário.

domingo, 20 de abril de 2014

Ociléia sempre fazendo seu trabalho social nas comunidades Raposenses !

Em mais um momento encontramos a amiga e ativista social Ociléia Carneiro fazendo seu trabalho social de sempre nas comunidades de Raposa, dessa vez flagramos a loira no bairro do Itapeuá , na oportunidade ela estava distribuindo cestas básicas e dignidade social para famílias carentes em razão da Semana Santa. Mesmo sem ocupar atualmente nenhum cargo político no município, Ociléia não para seu trabalho social, e sempre vez por outra é encontrada nas comunidades com esse tipo de ação.

Páscoa: "Questões religiosas viram mercadoria", diz Dom Belisário

A Páscoa é uma das celebrações mais importantes para o Cristianismo. É a celebração da morte e ressurreição de Jesus Cristo. Tempo de entrega, paz e de muita alegria, comemorada pelos fiéis católicos do mundo inteiro. 

De acordo com arcebispo de São Luís, José Belisário, o período pascal é momento de reflexão e perdão. Em entrevista a equipe de reportagem de O Imparcial, Dom Belisário falou da Páscoa e de seu real significado na vida dos cristãos, e das mudanças que a celebração vem sofrendo ao longo do tempo. Segundo Belisário, este é um momento favorável para que as pessoas busquem mais a Deus. 


Qual é o verdadeiro sentido da Páscoa?
Na Páscoa cristã nós celebramos a morte e a ressurreição de Jesus, lembrando- nos que nós retomamos também a Páscoa judaica. A Páscoa cristã é sempre uma celebração de uma passagem de uma situação de escravidão para uma situação de liberdade. Na Páscoa cristã se busca principalmente essa passagem da morte para vida. 


Antigamente, como era celebrada a páscoa pelos fiéis? 
Eu diria o seguinte: a celebração da Páscoa tem uma parte que chamamos litúrgica, outra parte que chamamos mais de uma celebração cultural popular. A litúrgica tem modificado pouco através da história, sempre tem sido a celebração da ceia do Senhor, na quinta feira, a celebração da morte do Jesus na Sexta-feira Santa, e a vigília pascal do sábado para o Domingo de Páscoa. A celebração da Páscoa começa na quinta feira, é o chamado Tríduo Pascal. Já a celebração cultural popular da Páscoa, acontecia com as procissões com imagens onde se encenava a morte e a ressurreição de Jesus Cristo e hoje são mais os espetáculos ao vivo. 

O que mudou na celebração da Páscoa?
Liturgicamente falando mudou pouca coisa. Quanto aos costumes culturais, esses sim têm sofrido algumas mudanças, mais ligada à sensibilidade das pessoas. Há uma tradição especialmente da Península Ibérica, da Espanha e Portugal, de sempre encenar a Paixão de Cristo através de imagens. 
Tem a imagem de Nossa Senhora das Dores, a imagem do Senhor Morto e entre outros. E nós temos aqui no Maranhão resquícios, porém essa celebração tem enfraquecido e surgido esse tipo de celebração ao vivo e especialmente nos jovens. 
A Semana Santa por si mesmo é um drama, e como drama a gente logo transforma em teatro, eu acho interessante sim. 
No Brasil, temos em Pernambuco, acho magnífico, estive lá ano passado em Nova Jerusalém, um grande espetáculo. 
Aqui em São Luís já existe também esses espetáculos ao ar livre. Isso tudo é positivo, especialmente a pessoa que uma vez participa de uma teatralização nunca mais vai esquecer, quem assiste também. Mas quem participa, sente ele mesmo e dramatiza toda essa questão. Agora, a celebração Litúrgica tem se mantido. 
Essas mudanças acontecem pela própria mudança do mundo, a evolução. A urbanização, por exemplo. A maneira de celebrar culturalmente no tempo da colônia era um, a maneira de celebrar hoje é outra em termos culturais, agora em termos litúrgicos fundamentalmente tem se mantido firme. 

Como o senhor ver o sentido comercial da celebração da Páscoa?
Nós vivemos hoje em uma economia chamada do mercado, na qual todas as coisas às vezes são traduzidas em mercadoria. Questões religiosas viram mercadoria, é um desvio. APáscoa ela deve ser celebrada com alegria também. E isso significa ás vezes um almoço melhor com a família. Só dizer, que realmente não podemos esquecer que seria uma distorção transformar as celebrações religiosas em momentos de mercado”.

O que a Igreja perde com a comercialização?

Perde todo o sentido da Páscoa, pois se você transforma algo precioso em mercadoria. Imagina se você transforma um relacionamento amoroso em mercadoria. Acabou isso aí é prostituição, é uma distorção terrível.

Qual a importância da Páscoa em família?
A família é sempre o lugar mais importante para nós, da nossa intimidade, a nossa identidade. Eu acho que podendo celebrar em família é muito mais cristão.

Qual a mensagem da Páscoa?
Na Páscoa nós nos encontramos com aquilo que há de pior e de melhor no humano. O que há pior é a injustiça, então a injustiça sofrida por Cristo que é um inocente por excelência, é o que de pior pode existir. Mas também nós encontramos o que há de melhor, a entrega, o testemunho de valores que é o Cristo Jesus. Então nesse sentido a mensagem da Páscoa, para nós é sempre uma mensagem de alegria. E que apesar daqueles elementos negativos que são muitos, o que predomina é o positivo, nós não podemos ficar na Sexta Feira Santa nós temos que chegar à manhã de Páscoa.

Deixe uma mensagem aos maranhenses
A Páscoa é sempre uma mensagem de otimismo, não um otimismo assim simplório, mas um otimismo realista. O humano apesar de suas ambiguidades, o humano tem uma parte bonita e boa, e desde que Deus assumiu a condição humana, essa condição humana está salva. Então o que a gente deseja é que todas as pessoas, e famílias celebrem esse dia com muita alegria, e apesar dos sofrimentos que possam existir, lembremos que a vida vence a morte. 

Corpo de um homem é encontrado próximo ao lixão no município da Raposa

Um corpo foi achado na manhã deste domingo (20), na Rua do Arame, bairro Vila Nova, no município de Raposa. O corpo foi identificado sendo do pedreiro Silvancir Pereira da Silva, 42 anos.
O pedreiro tinha saído de casa para ir a um aniversario próximo a sua residencia.
De acordo com informações policiais, o corpo estava em uma área de difícil acesso. A equipe do 13º Batalhão da Polícia Militar chegou ao local depois de informações repassadas pela equipe do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops) de que haveria um cadáver no local, o que foi constatado posteriormente.
A vítima foi assassinada por uma arma branca, segundo os familiares. Ainda segundo a família e populares, Silvancir era um homem trabalhador e não tinha nenhum tipo de envolvimento com práticas criminosas.
Ainda não há informações sobre quem cometeu o crime e nem as motivações. A Delegacia de Homicídios vai investigar o caso.

Honaiser é indicação do PDT, não de Weverton Rocha..

Uma das artimanhas dos aliados do chefão comunista Flávio Dino para se desfazer da indicação do PDT a vice-governador, é tentar vender a ideia de que o empresário Márcio Honaiser é uma indicação pessoal do deputado federal Weverton Rocha e não do partido.
Lugar-tenente do chefão no Maranhão, o jornalista Márcio Jerry tem plantado esta tese em conversas com pessoas mais próximas nas redes sociais.
Trata-se de mais uma mentira dos comunistas.
O empresário Márcio Honaiser é uma indicação decidida em encontro estadual do PDT, com a participação de todas as liderançs do partido – inclusive os que não se alinham ao próprio Weverton.
Tanto que o presidente regional da legenda, ex-deputado Julião Amin, deixa claro o apoio ao escolhido.
http://www.netoferreira.com.br/wp-content/uploads/2013/10/hilton.jpg
Hilton Gonçalo na expectativa: traição comunista pode viabilizar sua candisatura
- Como presidente do PDT entendo que o nome do companheiro Márcio Honaiser foi discutido e aprovado pelas instâncias do partido. Trata-se de um jovem competente, militante orgânico do PDT e que sempre foi leal ao nosso saudoso Jackson Lago. Vamos chegar à convenção fechados com a indicação do companheiro para vice-governador na chapa de Flávio Dino – afirmou Amin, em entrevista ao blog de Robert Lobato.
A escolha de Honaiser foi feita pelas instâncias partidárias, atendendo ao acordo firmado pelo próprio Flávio Dino, ainda em 2012, de que o seu vice seria do PDT.
Acordo este que Dino quer romper agora por que, por imposição de José Reinaldo Tavares (PSB), resolveu apoiar a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB) a presidente.
A escolha de Honaiser foi aceita, inclusive, pelo ex-prefeito Hilton Gonçalo, com a garantia de que, caso o PCdoB traísse o PDT – como já parecia encaminhado desde o início do ano – o partido lançaria o seu nome a governador.
Mas esta é uma outra história…

Fonte: Marco D"Erça

Secid participa da audiência pública de criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Mearim

A Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) participou da audiência pública de criação do Comitê de Bacia Hidrográfica do Mearim, representada pelo técnico Lourival Coelho. O evento foi realizado na quarta-feira (16), no auditório da Câmara de Vereadores de Buriticupu.
Na oportunidade, foi divulgado o projeto de elaboração do Plano Diretor da Bacia Hidrográfica do Mearim, que será executado pela Secid. O projeto é resultado de parceria entre o Governo do Estado, através da Secid, e o Ministério da Integração Nacional.
De acordo com o técnico da Secid, Lourival Coelho, o Plano é fruto de uma gestão participativa que integra o poder público, sociedade civil organizada, usuários das águas, conselhos, comitês e comunidade  dos 83 municípios que compõem a Bacia do Mearim.
?O Maranhão avança com a criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Mearim e com esse projeto vem concretizar o esforço conjunto do poder público, sociedade civil em prevenir as inundações provocadas pelas cheias do rio, bem como trabalhar melhor suas potencialidades hídricas?, enfatizou o técnico.
Participaram da audiência, representantes da Universidade Federal do Maranhão; da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, de agricultura; diversos conselhos; sindicato dos professores, dos trabalhadores rurais, da agricultura familiar; Cáritas do Brasil, Câmara de vereadores de Buriticupu, MPB engenharia, usuários de água, entre outros.

Comitê
A audiência de Buriticupu faz parte de uma série que aconteceu em cinco municípios maranhenses. O objetivo foi divulgar o edital de criação do Comitê da Bacia do Mearim.
Foram realizadas audiências nos municípios de Grajaú, Pedreiras, Bacabal, Pindaré, Viana e Buriticupu. O edital estará disponível no site da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), no período de 20 de abril a 20 de maio.
Os Comitês são espaços para representação, articulação e conciliação de interesse e ideias de diversos atores em torno da questão da água na bacia hidrográfica onde atuam. Eles têm funções deliberativa e normativa.
Também são órgãos colegiados formados por representantes dos poderes públicos, entidades da sociedade civil e usuários de recursos hídricos. Foram criados para promover a gestão das águas de forma descentralizada, com a participação de diferentes setores da sociedade, tendo a bacia hidrográfica como unidade de gestão.

sábado, 19 de abril de 2014

NÃO SABE O QUE QUER… Eliziane já estuda candidatura a senadora

A deputada estadual Eliziane Gama (PPS) já avalia a possibilidade de abrir mão de sua pré-candidatura ao Governo do Estado para disputar uma vaga no Senado Federal. Segundo a popular-socialista, a tese é defendida por uma “corrente” do partido e é incentivada pelo ex-presidente da sigla no Maranhão, Paulo Matos. Ela afirmou que avalia a possibilidade.
Segundo Eliziane, a sua pré-candidatura ao Palácio dos Leões permanece mantida. A intenção é criar uma espécie de terceira via no processo eleitoral. No entanto, ela explicou que na ausência de apoio de outros partidos políticos, fica praticamente insustentável manter o PPS com a candidatura ao Executivo.
Neste cenário, o PPS poderia aderir a uma aliança com o pré-candidato da oposição, Flávio Dino (PCdoB), e pleitear espaços para a disputa do Senado. “É bom frisar que nunca falei com nenhum pré-candidato sobre o assunto. Nem com o Lobão Filho [PMDB], tampouco com Flávio Dino”, afirmou.
A possibilidade de abrir mão de uma candidatura própria ao Governo ganhou força no PPS após o PSDB aliar-se ao comunista Flávio Dino. Os tucanos tinham compromisso com o PPS.

Um cenário político onde vale tudo

Um dia, o tema vai se exaurir pela repetição e cansaço que causa aos leitores. É sempre o discurso anti-Sarney e fora Sarney.  O ex Presidente sairá da cena política, pois chegará aos 84 anos. E o que restará à esquerda do Maranhão? Sintomaticamente, os ataques se acentuaram a partir do instante em que o senador fez a opção em apoiar o presidente Lula, esse operário e líder sindical que ousou chegar à Presidência da República e a Presidente Dilma Rousseff, sua sucessora.
É muito evidente o horror que causa à grande mídia a pessoa da Presidenta Dilma. Até mesmo a Copa, que foi motivo de comemoração o Brasil sediá-la, passou a ser um evento negativo para muita gente. Decidisse o senador José Sarney declarar seu apoio ao presidenciável Aécio Neves e todos os seus pecados estariam perdoados.  Relegar Lula ao ostracismo e tentar impor uma derrota ao PT é o grande objetivo de setores da mídia. Comprovadamente, não basta o famoso atestado de bons antecedentes e vida pregressa aos políticos, de atuação mais duvidosa e até mesmo escabrosa. Rompeu com Sarney, corre o risco de ser canonizado.Até os mais duvidosos ou os que dantes foram alvo de ataques de setores progressistas, agora a onda é ser contra o Sarney para parecer bem na fita.
Análise semelhante se encontra na entrevista do escritor Joaquim Haickel ao traçar características de políticos do Maranhão que apóiam o candidato Flávio Dino e Edson Lobão Filho. Quem são os que mudam de lado? Onde estavam? A que grupo pertenciam?  Qual o seu passado?
Agora, o candidato a governador Flávio Dino vem apenas legitimar uma relação que já vinha sendo construída com os tucanos. Após deixar a Magistratura, Dino buscou conversar com o PT, seu antigo partido. Sua opção pelo PC do B, onde teria um espaço sem ter que enfrentar disputas internas, não o impediu de ser acolhido e muito bem acolhido pelos antigos companheiros do PT. Seu nome para disputar a Prefeitura de São Luís havia deixado seqüelas em alguns petistas, como o ex filiado, Bira do Pindaré.
A indicação de Flávio Dino para a presidência da Embratur não se deu apenas pela sua referência no PC do B ou pela sua competência, mas certamente, deu-se, também, pela boa relação com a cúpula do PT nacional, pela sua atuação como parlamentar e jurista.  Mas os sonhos políticos não medem consequências para voos mais altos. E mais uma vez, o PC do B igorou a dialética como método, fazendo uso da forma pragmática ao considerar o projeto local acima do nacional.
 Pela análise da história, não foi a primeira vez. Em 1995, o PC do B apoiou e compôs o Governo Roseana quando a governadora era do PFL, portanto, da base do governo Fernando Henrique. Quando o grupo Sarney rompe com o PSDB, coincide com o momento em que o PC do B faz a ruptura com o grupo Sarney, tornando-se oposição.
A candidatura do PC do B consolida uma aliança com setores mais conservadores com as chamadas “oligarquias” regionais, herdeiros da política patrimonialista em âmbito regional ou local, muitos dos quais que se utilizam do poder para perseguir lideranças progressistas em seus municípios, com o mesmo método de poder de mando com que criticam o grupo Sarney.
Tentam “justificar” e até comparar a adesão do candidato do PC do B ao PSDB, com a aliança que houve no Acre entre o PT e o PSDB. Só esquecem de citar que, no Acre, foi uma aliança contra o tráfico e o crime organizado e aprovada pela direção dos dois partidos. Na realidade, a aproximação entre os neocomunistas e os tucanos têm raízes locais. Querer culpar o PT talvez seja a “desculpa” que interessa ao candidato do PC do B, pois o mesmo nunca explicitou o desejo de querer aliança com o PT. Aliás, quando o grupo do PT bancou a aliança e apresentou Flávio Dino como candidato à prefeitura de São Luís, em 2008, foi com a intenção conjunta de dar prosseguimento à aliança para 2010. Após as eleições, o candidato, talvez, não tenha aceitado a derrota ou talvez tenha tido receio de “compartilhar” com os companheiros que o apoiaram. Mas os companheiros petistas históricos nunca se pautaram em mandatos e muito menos por cargos.
Ao deixar de lado o projeto nacional do qual fez parte até recentemente, o candidato do PC do B joga em todas as frentes, de Aécio Neves a Eduardo Campos, no afã de eleger-se governador do Maranhão. Mais ainda,  dando sustentação ao projeto político de Partidos contrários aos interesses nacionais, como é o caso do PSDB e dos que se mantiveram aliados dos governos Lula e Dilma,  somente no momento em que interessava aos seus projetos locais ou individuais, como é o caso do PSB, de Eduardo Campos e Bira do Pindaré, além  do Solidariedade, do Paulinho da Força Sindical, onde o Dutra foi buscar guarida.
Pelo visto, pouco se fala de programa ou propostas nestas eleições no Maranhão. No lugar de aliança programática, o ódio e o adesismo a personalidades.
Por outro lado, a aliança com o PMDB tem um custo político muito grande. E ela não se sustenta no romantismo, mas na opção daqueles que não abrem mão do projeto que está em curso no Brasil e que tem mudado a vida de milhões de pessoas. Se o PMDB pode ser aliado no plano federal, o PT pode se manter aliado em nível local. Mas as bases para uma aliança política é o programa, são as ideias e propostas.
É claro que temos várias questões de divergência programática com o PMDB. Defendemos um modelo de desenvolvimento com sustentabilidade econômica e social, distribuição de renda e justiça social. Não abrimos mão da participação e do diálogo com a sociedade civil. Esta foi a marca do PT no governo estadual. Mas é preciso ir além do simbólico e avançar em ações concretas, caso contrário não se justifica a reedição de uma aliança. É inadmissível, por exemplo, que o Maranhão, um estado com forte característica rural e agrícola, não tenha um Plano Estadual de Apoio à Agricultura Familiar que inclua a assistência técnica e Extensão rural, como temos o da Segurança Alimentar e Nutricional, resultante da forte atuação e apoio dado ao CONSEA. O PT propôs a criação da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar, em 2010, proposta acatada pela Governadora Roseana, tão logo assumiu o governo, em 2009. A SEDAGRO foi criada nos mesmos moldes do MDA, da estrutura do Governo Federal, mas houve uma reforma unilateral, sem que o PT fosse consultado, o que descaracterizou esta área. Isto enfraqueceu a política de desenvolvimento rural e ainda complicou a área de direitos humanos, com a fusão da SEDES, quebrando, inclusive, a lógica do sistema e da política de Assistência Social. Isto afetou diretamente a relação com os movimentos sociais que vinham dialogando com o Governo, por meio da Vice-Governadoria.
O maior desafio para o PT não será nestas eleições, mas após as mesmas. Construir a unidade interna, sabendo que é na hora da guerra que sabemos quem são os aliados e os adversários. Outro desafio é desconstruirmos a imagem de desgaste que tem o PT do Maranhão, superarmos a disputa entre suas ex-lideranças que foram importantes para o PT, mas já deram a sua contribuição. Isto sim é reinventar a política, ao invés de negá-la ou desconstruí-la. Apostar em novas lideranças, na capacidade dos jovens e das mulheres e sonhar que a reforma política possa motivar as pessoas, assim como a arte, a cultura, o esporte e o lazer. Reinventar é, ao mesmo tempo, despertar nas futuras gerações a credibilidade na política e o prazer de estar nas ruas com as bandeiras nas mãos e o coração vermelho.
Por Berenice Gomes da Silva *
 Membro do Diretório Nacional do PT; Bibliotecária, mestre em Sociologia pela UnB; professora universitária.

Manifestação pró-Lobão Filho deve reunir 170 prefeitos

O senador Lobão Filho desembarca na quarta-feira em São Luís em clima de muita festa. Além da recepção no aeroporto Cunha Machado, uma grande manifestação de apoio será oferecida em um auditório da Assembleia Legislativa do Maranhão.
É esperado aproximadamente 170 prefeitos e centenas de vereadores. A iniciativa visa prosseguir a onda de explosão que foi a indicação do seu nome há duas semanas como pré-candidato a governador depois da renúncia de Luís Fernando.
Estão sendo ultimados os preparativos. O ato político, preparado pelo PMDB, vai contar com as presenças do pai, ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, os senadores José Sarney, João Alberto, Cafeteira, governadora Roseana Sarney a muitos deputados federais e estaduais.
Lobão Filho vai preparar a agenda e cair em campo no interior, onde vai se encontrar com as lideranças e caminhas nas ruas e avenidas abraçando o povão.
Mesmo sem coordenação de campanha, os que inicialmente armam as estratégias esperam que, a partir deste manifestação de quarta-feira, Lobão Filho consiga uma guinada nas pesquisas.

Emendas e convênios podem atrapalhar Lobão Filho

Prefeitos e deputados que estarão participando do primeiro encontro político com o pré-candidato a governador, Lobão Filho, em São Luís, na próxima quarta-feira, dia 23, estão afinados na mesma cobrança: querem o repasse das emendas parlamentares a  execução dos convênios firmados desde o início do ano passado.
As lideranças farão a cobrança ao senador Lobão Filho e existem até algumas mais afoitas que irão condicionar o apoio ao cumprimento do que foi acordado.
Entre os deputados o clima com o nome de Lobão Filho é de euforia, mas existe a insatisfação com a ausência do pagamento das emendas. “Ora, como vamos pedir votos para nossa reeleição e ao candidato a governador se não estamos horando compromissos com nossas bases por causa dos recursos das emendas que não estão sendo liberados?”, indaga um parlamentar do PMDB que prefere não ser identificado.
Boa parte dos prefeitos reclama que muitos convênios para execução de obras não saiu do papel e que sem as obras fica complicado convencer o eleitor a votar no candidato do governo.


sexta-feira, 18 de abril de 2014

Governadora Roseana assina MP que garante benefícios à PMMA

A governadora Roseana Sarney assinou, nesta quarta-feira (16), a Medida Provisória nº 173/2014, que garante benefícios aos integrantes da Polícia Militar do Maranhão (PMMA). Entre as determinações, o documento acelera as promoções, cria novos cargos de coronel e diminui o tempo de interstício (prazo para ascensão de posto).
“Essa é mais uma medida de valorização da tropa, já beneficiada recentemente com o reajuste das gratificações pelo exercício de função e pela garantia de poder levar para a reserva a remuneração da última patente, mesmo que não tenha ficado cinco anos no último posto. Também foram garantidas melhorias nas condições de trabalho, com a nomeação dos 1.800 policiais que foram aprovados em concurso e estão reforçando o efetivo da corporação”, ressaltou a governadora Roseana.
A MP nº 173/2014 altera dispositivos da Lei nº 3.743, de 2 de dezembro de 1978, e da Lei nº 6.513, de 30 de novembro de 1995, mais conhecida como Estatuto dos PMs e BMs do Maranhão. Uma das alterações se dá quanto ao artigo nº 120 do Estatuto e se refere à transferência compulsória do policial para a reserva remunerada, já que o tempo máximo do policial militar na ativa passa a ser de 35 anos, mantidos todos os direitos até hoje conquistados.
A transferência também se dará quando este completar 5 anos no último posto do quadro, desde que tenha mais de 30 anos de contribuição (se for homem) e 25 anos (se for mulher). Não são alcançados pela decisão os oficiais que estejam nas funções de comandante geral da PMMA ou de chefe do Gabinete Militar do Governo.
O secretário de Segurança Pública, Ricardo Murad, ressaltou a criação de 4 postos de coronel. “O objetivo é intensificar e melhorar o desempenho da Polícia Militar nesse momento de violência que atravessam o Brasil e o mundo, além de garantir mais agilidade na carreira”, afirmou.
De acordo com a Medida Provisória, o tempo de permanência no posto de coronel também passa dos atuais 8 anos para apenas 5 anos. “Essas providências, acrescidas àquela tomada pela governadora Roseana que garante a passagem para a reserva do policial militar sem a exigência mínima de 5 anos no posto, muda por completo a estrutura atual, permitindo crescente e justa renovação dos quadros da corporação”, complementou Ricardo Murad.
A Medida Provisória também aborda os postos a serem assumidos pelos novos coronéis, à frente de três comandos e de uma diretoria recém-criados. As novas unidades são o Comando de Policiamento da Área Metropolitana 2 (CPAM 2), com ações abrangendo os municípios de São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar; o Comando de Policiamento da Área Metropolitana 3 (CPAM 3), englobando os bairros da Área Itaqui-Bacanga e do Distrito Industrial de São Luís; o Comando de Segurança Comunitária, responsável pelo planejamento e coordenação dos órgãos e USCs na capital e no interior; e a Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos, que trabalhará a análise de dados e informações de todo o setor.
Subordinados ao Comando Geral da PMMA, se somarão o já existente Comando de Policiamento da Área Metropolitana 1 (CPAM 1), que continuará a atuar com ações na área de São Luís – excetuando o Itaqui-Bacanga e o Distrito Industrial. As demais circunscrições dos comandos existentes continuam a vigorar.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Enfermeira presa é nora do ex-comandante da PM Cel Franklin Pacheco


Gisele Pacheco/Foto:Reprodução Internet
Gisele Pacheco/Foto:Reprodução Internet
A enfermeira identificada como Gisele da Silva Pacheco, que trabalhava no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e foi presa na manhã desta quinta-feira, (17), é nora do ex-comandante da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco.
Ela foi presa no momento em que tentava entrar com quatro celulares, chips e carregadores no Presídio Feminino.
A suspeita foi conduzida para a Delegacia da Vila Embratel, onde prestou depoimento. O secretário de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), Sebastião Uchôa, determinou a demissão da enfermeira e que o caso seja investigado.
Na delegacia a enfermeira se defendeu, alegando perseguição dentro da unidade. Ela foi autuada por corrupção passiva, que prevê detenção entre 2 e 12 anos de reclusão.
Ex-comandante da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco
Ex-comandante da Polícia Militar, coronel Franklin Pacheco

Sucessão 2014: se o filho perder, quem sairá derrotado é o pai


A governadora Rosana Sarney tem falado a amigos mais próximos e aos parentes que pretende ficar distante da sua própria sucessão. Ela entende que tinha um candidato, que era Luis Fernando Silva. Se ele perdesse para Flávio Dino, ela seria a derrotada.
Com a substituição de Fernando por Lobão Filho, encerrou sua participação mais ativa na campanha. Numa eventual derrota do senador do PMDB, o fracasso será debitado na conta do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.
A indicação do filho do ministro saiu da cabeça “inocente” do senador José Sarney, que se retira da vida pública, dando a impressão que saiu vitorioso. Tanto que não pretende arriscar uma disputa pelo Amapá.
A filha governadora avisa que do seu governo não sairá um investimento financeiro na campanha majoritária, exceto os já comprometidos com convênios e autorização de obras.
E pretende ao máximo evitar gastanças nas pastas da Saúde, Segurança Pública e Educação, hoje em mãos de seus mais fiéis aliados. São mais de R$ 3 bilhões até dezembro que serão aplicados até lá.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Hilton Gonçalo pode ser o candidato do PDT, caso não indique o vice na chapa do PCdo B

A presença do médico, bem avaliado prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo dará competitividade ao pleito, com a possibilidade de segundo turno, dando um gás na disputa, já que a candidatura de Edinho Lobão, que nunca foi eleito a nada no Maranhão, pode não avançar.

As novas empreitadas ocasionadas pela desistência de Luis Fernando, e a indicação de Edinho Lobão, que rapidamente foi pedir apoio ao Lula, fez com que rapidamente Flavio Dino buscasse uma aliança mais ampliada, mesmo que ela seja paradoxo dentro de uma conjuntura política de esquerda.

A busca pelo PSDB e PPS, deixa um clima tenso, entre o PC do B e o PT Nacional, apesar do Maranhão representar muito pouco dentro dessa disputa. já a nível local, cria - se um clima de desconforto com o PDT,  dai a possibilidade de uma candidatura própria do partido cresce a cada dia.

Nesse cenário, Hilton Gonçalo aparece muito forte para a disputa de pré-candidato a governador, mais com certeza na próxima semana teremos uma ideia maior dos rumos pedetistas na eleições de 2014.

Violência em alta: Assalto a lotérica termina com um assaltante morto

No início da noite desta quarta-feira(16), quatro assaltantes se deram mal ao praticaram um assalto na lotérica Santa Maria, na Avenida São Luís Rei de França, ao lado do antigo Supermercado Mateus, no bairro Turu.

No momento da ação criminosa, uma viatura da PM passava nas proximidades e foi acionada por algumas pessoas. Houve troca de tiros entre os assaltantes e policiais.

Pelas informações passadas ao blog por uma pessoa que está no local, um assaltante morreu no local, dois foram baleados e levados ao hospital e outro foi detido pelos policiais.

É grande a movimentação de curiosos no local.


No facebook, João Badeco, que passou pelo local, diz o seguinte, ao postar a foto de um assaltante ferido: "Esse princeso aí chão, baleado, tentou assaltar ainda há pouco, com mais cinco comparsa,s a casa lotérica aqui do Turu, embaixo da academia Moving, perto do Mateus velho. Um dos desgraçados morreu, 2 foram presos, um policial ferido no tiroteio e esse tá agonizando, esperando a ambulância ou a morte chegar. Quem chegar primeiro leva. Espero que a morte. O capeta e o povo aqui agradecem. E isso foi em plena 16h30 num local super movimentado".

Tristeza e revolta marcam o velório de menina morta durante tiroteio

Revolta, tristeza e comoção marcaram o velório da pequena Jandiara da Silva Sá, de apenas 9 anos, moradora da Vila Cruzado, localizada próximo ao bairro Vicente Fialho, em São Luís.
Jandiara foi atingida com dois tiros, no fígado e no braço, durante um tiroteio disparado por bandidos que tentavam matar um traficante da área. O tiroteio ocorreu no momento em que ela estava indo comprar verdura no comércio do bairro em companhia da sua mãe. A menina ainda foi socorrida e levada para a UPA do Vinhais, mas não resistiu aos ferimentos.
Um entregador de gás, identificado como Erivan, conhecido como ‘Bujá’, também foi atingido por um tiro, mas está fora de perigo.
Os tiros foram disparados por ocupantes de um veículo corsa preto que chegaram ao local atirando. A polícia já identificou os quatro suspeitos, mas até o momento nenhum foi preso.
Segundo informações de testemunhas, o alvo dos atiradores seria um jovem identificado como Felipe Ribeiro, que teria percebido a aproximação do carro com os bandidos e empreendido fuga. Ao perceberem que o alvo estava fugindo, os bandidos passaram a disparar em sua direção, mas os tiros terminaram atingindo a menina.
A tia da menina, Osmarina, pede justiça.” É um momento de pedirmos justiça. Vemos que a criminalidade está muito grande. Os bandidos não respeitam ninguém, chegam e querem logo matar. Isso não pode ficar impune”, clama.
Jandiara era filha única e sua mãe estava inconsolável. Parentes e amigos planejam fazer uma manifestação para cobrar mais segurança para a área que está dominada por traficantes que espalham o terror e o medo.

terça-feira, 15 de abril de 2014

Prefeitura inicia venda de pescado na Semana Santa

São Luis - Dezenas de pessoas da região Itaqui-Bacanga, da Cohab e do Cohatrac fizeram filas para comprar pescados do projeto “Peixe na Mesa”, idealizado pela Prefeitura de São Luís. A comercialização foi iniciada nesta segunda-feira (14), pelo bairro Anjo da Guarda, e regula os preços do produto durante a Semana Santa, estipulando, em média, valores 25% inferiores aos do mercado local.

Mais de 60 toneladas de peixe foram adquiridas pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) para abastecer o projeto. “Vamos levar o peixe com preços mais baratos para a mesa da população carente, seguindo a determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, de promover acesso facilitado a este importante alimento”, informou o secretário Marcelo Coêlho, da Semapa.

Amélia Almeida Cantanhede, 72 anos, é dona de casa e moradora do Anjo da Guarda. Ela foi uma das primeiras a chegar ao Viva, local da abertura do projeto “Peixe na Mesa”. “Fiquei sabendo pelo rádio e decidi vir logo cedo para garantir minha compra. Acho que com o preço baixo vai dar para comprar o suficiente para minha família”, disse Amélia, que aguardava a chegada do “Caminhão do Peixe” acompanhada de uma neta.

No bairro da Cohab, a pescada amarela – vendida a R$ 21 o quilo - foi o peixe mais procurado, repetindo a preferência da maioria dos consumidores do eixo Itaqui-Bacanga. Renato Villelo, morador do Cohatrac, soube no meio da tarde da realização da feira. Ele escolheu pescada amarela e anchova. “O preço está bem em conta. É bom que a Prefeitura realize feiras deste tipo para evitar a exploração do mercado neste período”, elogiou. 

“PEIXE NA MESA”
Pescada Amarela – R$ 21
Anchova – R$ 10
Uritinga – R$ 9
Palombeta – R$ 8
Corvina Cobra – R$ 12
Jaraqui – R$ 4,50

Bomba, bomba e bomba! MP pede afastamento de Ricardo Murad da Saúde

Finalmente o Ministério Público do Estado do Maranhão tomou uma medida necessária contra a postura de ‘todo poderoso’ do supersecretário de Saúde e de Segurança Pública, Ricardo Jorge Murad.
Supersecretário Ricardo Murad
Supersecretário Ricardo Murad
No dia 4 deste mês, o MP ajuizou uma ação civil pública de improbidade administrativa com pedido cautelar de afastamento do secretário estadual de Saúde do Maranhão, Ricardo Murad – e hoje também titular da segurança. A medida foi tomada após vários casos de descumprimento das ordens expedidas pelo Juízo da Fazenda Pública de Imperatriz, o que demonstrou a omissão ímproba do secretário.
Imperatriz é hoje sede regional de saúde e para onde são referenciados diversos atendimentos de média e alta complexidade de usuários do sul do Maranhão, oeste do Pará e norte do Tocantins. Além da posição geográfica estratégica do município, diversas ações e serviços de saúde são negligenciados pelos gestores públicos, o que motiva o encaminhamento de ações para o poder judiciário, como forma de garantir atendimentos, consultas, exames e tratamentos.
Segundo o MP, as demandas que chegam ao Poder Judiciário, mais precisamente pelo Juízo da Fazenda Pública que determina liminarmente a concessão do usuário que precisa utilizar procedimentos de saúde, não são cumpridas pela Secretaria Estadual da Saúde. Diante dessa situação, o MP instaurou o Procedimento Preliminar Investigatório nº 06/2014 – 5ª PJEsp no qual mostrou em seus resultados a baixíssima resolutividade das demandas judiciais liminares.
A investigação foi feita nas ações que requeriam quimioterapias, radioterapias e fornecimento de medicamentos. Dos 10 casos investigados, metade não tiveram resolutividade e a outra metade não foi cumprida espontaneamente, além de 20% que evoluíram a óbito por falta de tratamento.

“A ação foi instaurada porque o secretário de saúde está deixando de cumprir ordens de seu ofício”, afirma o promotor responsável pelo caso, Eduardo Lopes, que acrescentou ainda: “Isso se fez necessário para que sejam cumpridas as ordens judiciais sob pena de perda de cargo, já que quem está hoje na secretaria não está cumprindo”.

Fonte: Luis Pablo

Onda de violência se espalha por São Luís e terça-feira é marcada por homicídios

Um ex-candidato a vereador e um dono de depósito de material de construção foram assassinados a tiros

A violência continua assustando a população de São Luís. Os homicídios se espalham por toda a região metropolitana. Duas execuções a tiros foram registradas nesta terça-feira.
"Laranjeiro" foi assassinado no São Francisco

Uma das vítimas foi o dono do depósito MC Construção, no Residencial Paraíso, área da Vila Embratel. Marcone foi executado por quatro elementos que dispararam cerca de dez tiros de pistola 380. O crime ocorreu por volta de 16h e os matadores fugiram em um veículo não identificado por moradores da área.

No início da noite, o ex-candidato a vereador Domingos Pereira Coelho, “Laranjeiro”, de 60 anos. Ele foi assassinado em frente a um supermercado no bairro São Francisco por dois homens que estavam em uma moto.


“Laranjeiro” foi candidato a vereador de São Luís em 2012 e era pai de Diego Michael Mendes Coelho, um dos detentos que foi decapitado em uma rebelião na Penitenciária de Pedrinhas em janeiro de 2014.